Procure no JP

terça-feira, 6 de setembro de 2011

ECUS e Briosa ficam no zero no início da terceira fase da Segundona

Olá,

Após a infrutífera jornada no sábado à tarde, cortei meu planejamento para o futebol no dia seguinte. Mas logo após levantar bem cedo no domingo, o seu Natal resolveu me chamar para acompanhar em Suzano a partida ECUS x Portuguesa Santista, válida pela primeira rodada da terceira fase do Grupo 15 do Campeonato Paulista da Segunda Divisão.

Convite prontamente aceito, logo segui até a estação Corinthians-Itaquera do metrô para me encontrar com o amigo taxista. O horário marcado não era muito propício para que chegássemos a tempo das fotos posadas, a não ser que fizéssemos uma viagem muito rápida. O seu Natal se embrenhou por avenidas e ruas intocadas na Zona Leste paulistana e estávamos seguindo com um bom tempo, mas uma curva errada na cidade de Poá complicou o cronograma.

Perdemos cerca de 10 minutos nessa brincadeira, tempo que fez nossas chances de conseguir as imagens oficiais cair para quase zero por cento. Mas o seu Natal superou as expectativas, e chegamos na porta do Estádio Francisco Marques Figueira na hora em que o Hino Nacional era executado. Saí do carro com o mesmo ainda em movimento e num sprint final digno de recorde brasileiro, talvez sul-americano, consegui fazer as fotos no último segundo disponível para isso... Ufa!


ECUS - Suzano/SP. Foto: Fernando Martinez.


AA Portuguesa - Santos/SP. Foto: Fernando Martinez.


Os capitães dos times de Suzano e de Santos, o árbitro Carlos Roberto dos Santos Júnior, os assistentes Daniel Ziolli e Claudenir Donizeti da Silva e o quarto árbitro Maurício Fioretti posando de forma exclusiva para o JP. Foto: Fernando Martinez.

Falando agora do campeonato em si, o funil apertou um pouco mais, e apenas 12 clubes permanecem no torneio. O Grupo 15 é composto, além das duas equipes já citadas, pelo Independente de Limeira e pelo Olímpia. O público compareceu em bom número para ver a estreia da equipe suzanense em casa. Lá estavam os amigos Raul e Nílton, sempre presentes em partidas no local.


Ataque da Briosa no começo da partida, quando a equipe ainda era um pouco melhor. Foto: Fernando Martinez.

O primeiro tempo começou com a Portuguesa atacando no gol da entrada do estádio, e lá permaneci por algum tempo. A peleja foi equilibrada nos primeiros minutos, com as duas agremiações se estudando bastante e concentrando as ações no meio de campo. A Briosa até tentou chegar dentro da área do ECUS, mas a boa atuação do sistema defensivo local neutralizava as investidas santistas.


Disputa de bola no meio de campo. Foto: Fernando Martinez.


Escanteio cobrado por Michel pela esquerda do ataque suzanense. Foto: Fernando Martinez.

Após essas fracas tentativas da Portuguesa, o ECUS colocou a cabeça no lugar e passou a criar mais chances de gol. A primeira delas numa belíssima cobrança de falta que foi encontrar a trave. Mais oportunidades foram criadas, todas mostrando grande qualidade dos seus bons jogadores. O time visitante não se acertava, e chegou perto de marcar o seu apenas por uma vez, num bom contra-ataque armado pela esquerda que não foi bem finalizado.


Detalhe da cobrança de falta em que a bola foi encontrar a trave da Briosa. Foto: Fernando Martinez.


Disputa pelo alto. Foto: Fernando Martinez.

O intervalo chegou com o ECUS melhor, mas com o zero ainda estampado no placar do estádio. No segundo tempo fui para as arquibancadas acompanhar o jogo junto aos meus amigos. E dali vimos 45 minutos daquele famoso "ataque contra defesa". O onze local foi dono absoluto das ações ofensivas durante todo o tempo, e a Briosa teve uma postura completamente defensiva.


Zaga da Portuguesa sofreu na segunda etapa e chamou o ECUS para seu campo defensivo. Foto: Fernando Martinez.

Bom, a Briosa até teve uma boa oportunidade nos primeiros minutos do segundo tempo, mas nada assim uma Brastemp. O ECUS conseguiu neutralizar o meio-campo e o ataque rubro-verde mas não conseguiu furar o ferrolho santista. Os chutes ao gol eram concentrados pelo meio, mas como numa máquina antiga de pinball, rebatiam nos zagueiros visitantes e não chegavam perto do gol defendido pelo arqueiro João Paulo.


Chute para o ECUS na entrada da área, em mais um momento pinball da zaga santista. Foto: Fernando Martinez.

Quando a bola chegava na pequena área, o goleiro fazia uma partida segura. E ele acabou tendo participação importante na melhor chance do ECUS no tempo final. Após cobrança de falta na intermediária, a bola foi cruzada e um dos atacantes cabeceou firme para o gol. Mas João Paulo fez uma defesa milagrosa, para a festa da pequena, mas barulhenta, torcida da Briosa presente em Suzano.


A chance de ouro para o ECUS no segundo tempo, mas o goleiro João Paulo fez milagre. Foto: Fernando Martinez.

Os locais insistiram muito, mas não conseguiram fazer a festa da torcida. O apito final veio com uma mistura de desânimo e decepção com o placar de ECUS 0-0 Portuguesa Santista. Tudo bem que dos 12 times dessa fase, 8 passam para a próxima, mas não é nada legal perder ponto em casa. Mas independente do resultado, o time de Suzano jogou muito bem, e caso acerte as finalizações pode ter sucesso ao final das seis rodadas.

Falando da Briosa, esse foi o quinto jogo que acompanhei da equipe ao vivo nesse ano de 2011, e mais uma vez não tive boa impressão. Amigos que já acompanharam a equipe in loco também não falaram maravilhas sobre o futebol da equipe. Mas como não há um grande bicho-papão no certame (talvez os grandes favoritos sejam o Barretos e o Independente), a Briosa ainda pode sonhar com o acesso para a A3 em 2012.

Nos despedimos dos amigos suzanenses e voltamos para a capital paulista sem percalços, mas já com o calor atrapalhando o bem estar do que vos escreve. O resto do domingo foi sem mais emoções no conforto do meu lar, e já com a cabeça preparando a rodada de futebol no feriado de 7 de setembro.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário