Procure no JP

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Empate na Caneleira deixa todos na lama

Salve amigos!

Grande quarta-feira de rodada dupla da Segundona, coisa que há muito tempo não se via pela Baixada Santista. Dei início ao passeio pela Caneleira, onde São Vicente AC e Olímpia FC duelaram pela segunda rodada da segunda fase, no grupo 11 da competição. As duas equipes decepcionaram na estréia, e entraram em campo dispostas a vencer e qualquer maneira.

Do lado Calunga, nova baixa: o zagueiro-artilheiro-capitão marcou se machucou em treino na semana passada, e já desfalcou a equipe em Fernandópolis. Estádio interditado por falta de pára-raios, Lutcho e Marcão contundidos, estádio re-interditado pelas péssimas condições do gramado... e nova baixa ainda iria ocorrer! Parece não ser o ano da equipe... Agora seguem as fotos oficiais da partida:


São Vicente AC - São Vicente/SP. Foto: Estevan Mazzuia.


Olímpia FC - Olímpia/SP. Foto: Estevan Mazzuia.


Arbitragem, comandada por Roney Prado Bustamente, com capitães Rico (SVAC) e Ramon (OFC); destaque para o auxiliar FIFA, Marcelo Carvalho. Foto: Estevan Mazzuia.

Logo no início, os visitantes sofreram uma baixa. João Gabriel chocou-se em dividida com o goleiro Diego, perdeu um dente, e foi encaminhado à Santa Casa de Misericórdia de Santos, com suspeita de fratura de mandíbula. Desta vez a ambulância funcionou. Fumou um pouquinho, mas andou pelo charco da Caneleira, e quase atolou. Mas para que a partida não fosse interrompida, dirigentes do clube conduziram o atleta em carro particular mesmo.


Foto panorâmica da Caneleira, por ocasião da partida. Foto: Estevan Mazzuia.

A primeira chance de gol saiu aos 10 minutos de partida, por meio de Waguininho. O atacante fez bela jogada dentro da área, tirou o goleiro Klayton da jogada e bateu a gol. André, de cabeça, salvou o time azul.


Bola na área visitante. Foto: Estevan Mazzuia.

Mas o Olímpia, desde o início, deixou claro que a facilidade do antigo grupo 6, seria um saudoso passado na vida do São Vicente. Com boa parte do elenco formado por atletas oriundos da promovida Santacruzense, o time parecia ignorar a distância de suas posses, e não se intimidava com os meninos da primeira cidade do Brasil.


Descida de Tico pela esquerda. Foto: Estevan Mazzuia.

Uma cinzenta nuvem sobre o estádio não se resolvia: ora sentia-se uns respingos, ora estiava... azar do mecanismo automático de meu guarda-chuvas! Mas aos 37 minutos, a água desceu com vontade, agravando as condições do palco. Mas não é que em condições adversas o zero saiu do placar?


Detalhe a forte chuva no final da primeira etapa. Foto: Estevan Mazzuia.

Juninho cobrou escanteio pela direita e Joseilton completou de cabeça para as redes. Apenas 3 minutos depois o onze local chegou à igualdade, após jogada pela esquerda. A bola sobrou na entrada da área para Waguininho marcar um belo gol. As equipes foram para o vestiário depois de um agradável primeiro tempo, e justo 1x1 no placar imaginário da Caneleira.


Gesiel cobra lateral para o Olímpia. Foto: Estevan Mazzuia.

No intervalo, uma única alteração: saiu a chuva, entrou o frio. O Olímpia retornou deixando claro que o empate não lhe era suficiente. Em rápida avançada, Juninho tocou para Bill, que obrigou Diego a se esticar todo para evitar o gol. O lance despertou a equipe vicentina, que logo voltou ao ataque e retomou as rédeas da partida.

Aos 16 minutos, cobrança de falta para o São Vicente, na intermediária. Na sequência, a bola foi cabeceada fraca para o alto, e acertou o travessão, na volta. Na continuidade do lance, houve reclamação de um pênalti não confirmado pela arbitragem, que interpretou “bola na mão” do jogador caipira. Neste momento, os auto-falantes anunciaram a vitória parcial do “Fefecê” sobre a A.D. Guarulhos por 3x0, estimulando ainda mais a perseguida vitória na Caneleira.


Detalhe do lance em que a bola atingiu o travessão. Foto: Estevan Mazzuia.

Aos 20 minutos, Robson recebeu dentro da área, mas demorou pra bater e acabou desarmado pela zaga olimpiana. Na cobrança do escanteio, o goleiro Klayton fez boa defesa. 4 minutos depois, nova chance vicentina: Andrew fez excelente jogada pela direita, e bateu forte à meta, fazendo Klayton novamente mostrar serviço.


Por muito pouco não se viu duas equipes “de marrom”. Foto: Estevan Mazzuia.

Aos 28 minutos, nova investida vicentina. Após escanteio da esquerda, uma verdadeira blitz da equipe caiçara, com três chances claras de gol, sendo que, na última delas, Waguininho recebeu a bola de frente para a meta vazia e bateu no travessão. Perda que custaria bastante caro aos calungas...


Waguininho sozinho na pequena área... Foto: Estevan Mazzuia.


... recebe a pelota e acerta o travessão. Foto: Estevan Mazzuia.

Já no final da partida, em lance na área do Olímpia, Waguininho chutou a bola já em posse dói arqueiro Klayton que, indignado, agrediu o atacante com um soco. Uma grande confusão se instaurou, com os atletas vicentinos exigindo a marcação de um pênalti. Mas o árbitro entendeu que houve falta no goleiro, e as agressões múltiplas resultaram na expulsão dos atletas. O lateral Gesiel foi para o gol, uma vez que o treinador Deto Pereira havia feito as três alterações. Foram dois minutos de desespero de ambos os lados, mas a bola não chegou nem perto da área, para alívio do goleiro improvisado.


Confusão nos minutos finais da partida e Gesiel improvisado do gol. Foto: Estevan Mazzuia.

Final de jogo, São Vicente 1x1 Olímpia. Resultado que preocupa a equipe Calunga, que permanece sem jogar em São Vicente, e não terá Waguininho contra a AD Guarulhos, na próxima rodada, além dos já citados Marcão e Lutcho. Situação muito delicada, mas vale lembrar que a equipe teve início ruim nessa fase ano passado, mas deu a volta por cima. Na primeira fase, este ano, o início foi difícil também.

Para o Olímpia, diante das circunstâncias, o empate até que foi bom, e “compensou” parte dos pontos perdidos em casa na rodada inicial. Além do mais, como o Fernandópolis deslanchou, todo mundo ainda tem chances, mas a briga parece que vai se resumir à segunda vaga do grupo.

Sem tempo pra passar em casa, fiz uma rápida visita à Hemeroteca Municipal, antes de rumar ao palco da segunda partida de meu dia. Foi isso!

Abraços

Estevan

Nenhum comentário:

Postar um comentário