Procure no JP

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Pão de Açúcar Campeão da Segundona 2008

Olá,

Depois de acompanharmos durante o ano todo, diversos jogos válidos pelas várias fases do genial Campeonato Paulista da Segunda Divisão, finalmente chegou o grande dia de conhecermos o Campeão de uma competição que começou no dia 19 de abril, com a participação de 45 equipes e, obviamente o JOGOS PERDIDOS não poderia deixar de estar presente no jogo de volta da decisão do título. Diante disso, saí da cama no domingo bem cedinho e segui, em companhia do prestativo Sr. Natal, à bordo do "Possante 558", em direção à cidade de Embu, para acompanhar a partida final da competição, reunindo as equipes do Pão de Açúcar E.C. contra o Batatais F.C. que foi realizada no Estádio Hermínio Espósito.

Antes de começar a falar da partida, vamos com as fotos oficiais, gentilmente cedidas ao JP:


Pão de Açúcar EC - São Paulo/SP.


Batatais FC - Batatais/SP.


Quarteto de arbitragem da partida com o árbitro Cleber Wellington Abade, os assistentes João Bourgalber Nobre Chaves e Marinaldo Silvério e o quarto árbitro Demetrius Pinto Candançan.


Troféus para o Campeão a Vice-Campeão. Foto: Orlando Lacanna.

Como o PAEC tinha vencido a primeira partida em Batatais por 2 a 1, só perderia o título se fosse derrotado por uma diferença igual ou superior a dois gols e, por conta disso, havia a expectativa de como as equipes iriam se comportar nos minutos iniciais da partida, ou seja, o Batatais iria sair com tudo, forçando os donos da casa a se resguardarem ou os anfitriões partiriam com tudo para cima visando aumentar a vantagem?

A resposta começou a ser dada logo aos 2 minutos, quando o PAEC abriu a contagem por intermédio de Rafael Martins, aproveitando cruzamento milimétrico de Piovesan que realizou excelente jogada pela esquerda. Esse gol deu mais tranqüilidade aos donos da casa, mas não chegou a desanimar o Batatais que continuou lutando com muita bravura, porém esbarrava no forte setor defensivo do adversário.


Cruzamento do ataque do PAEC no primeiro tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Com um toque de bola rápido e com deslocações constantes, o Pão de Açúcar continuou em cima e quase chegou ao segundo gol, aos 21 minutos, com o atacante Rafael Martins carimbando o travessão da meta defendida por Matheus. Na seqüência, o Batatais chegou ao empate, aos 22 minutos, através de um gol anotado por Alex, cuja conclusão o goleiro Washington não conseguiu defender, com a bola escapando do seu controle e ultrapassando a linha fatal.


Outro ataque do Pão de Açúcar, novamente pela direita. Foto: Orlando Lacanna.

A partida que era boa, ficou ainda melhor, com os times jogando com muita determinação e, na busca constante de jogadas ofensivas, o PAEC quase chegou ao desempate, aos 37 minutos, em outra escapada de Piovesan pela esquerda, que livre de marcação chutou cruzado, mas a bola caprichosamente saiu pela linha de fundo, tirando tinta do poste esquerdo da meta dos visitantes.


Jogada de ataque do Batatais durante a primeira etapa. Foto: Orlando Lacanna.

Quando todos esperavam o término da primeira etapa, aos 45 minutos, aconteceu o lance mais polêmico da partida, quando a arbitragem não validou aquele que seria o segundo gol do time do interior, por conta da marcação de impedimento pelo assistente e que acabou gerando muitos protestos por parte dos batataenses. Como eu estava atrás do gol oposto, fica impossível emitir alguma opinião, embora algumas pessoas ligadas ao Batatais tenham alegado que viram o lance pela TV e que o gol teria sido legal. Também não vi as imagens e por isso continuo não podendo opinar. Seja como for, o primeiro tempo foi encerrado com o placar mostrando a igualdade em 1 a 1, resultado que daria o título ao time da casa.

Após um intervalo que passou super rápido, a bola voltou a rolar e, logo de cara foi possível observar que o Batatais havia voltado com o firme propósito de buscar um melhor resultado e, com isso, exerceu um maior domínio territorial que perdurou pelo menos nos primeiros vinte minutos, muito embora não tenha criado grandes chances de gol.


Zagueiro Anderson do Batatais interceptando ataque do PAEC. Foto: Orlando Lacanna.

Numa rápida escapada do meia Juca pela direita, saiu o segundo gol do Pão de Açúcar, marcado aos 25 minutos por intermédio de Sérgio Lobo que só escorou o cruzamento perfeito que veio da direita. Após a marcação desse gol, o técnico do Batatais foi excluído da partida. Mesmo em desvantagem no placar e sem seu comandante no banco de reservas, o Batatais não se entregou e continuou lutando na busca de uma melhor sorte, inclusive chegou bem perto de conseguir o empate, aos 30 minutos, só não o conseguindo porque o zagueiro e capitão Max Sandro salvou em cima da linha fatal uma bola que tinha o endereço certo.


Lance de ataque do Pão de Açúcar na etapa final. Foto: Orlando Lacanna.

A partir da oportunidade perdida, aí sim o Batatais começou a dar sinais de que o ânimo para continuar lutando já não era o mesmo e, com isso, permitiu ao Pão de Açúcar criar duas ótimas oportunidades que acabaram sendo desperdiçadas por Renato Martins e Paulo Roberto.

A torcida local não parava de comemorar o título que estava bem próximo, quando finalmente o árbitro encerrou a partida com o placar indicando Pão de Açúcar 2 - 1 Batatais que deu o título de Campeão ao time paulistano de forma merecida, pois ao longo da competição, foi a equipe que melhor se apresentou. Assim que a partida foi encerrada, a festa pela conquista começou ainda no gramado e se estendeu pelas arquibancadas.


Início da comemoração pelo título ainda no gramado. Foto: Orlando Lacanna.



Entrega do troféu de Vice-Campeão ao capitão do Batatais e a festa dos jogadores dentro de campo. Fotos: Orlando Lacanna.

O JP, em meu nome e dos demais integrantes, parabeniza os jogadores, comissão técnica, dirigentes, torcedores e todos aqueles que de alguma maneira contribuíram para essa importante conquista do Pão de Açúcar E.C. Os nossos cumprimentos são extensivos ao Batatais F.C. que também cumpriu uma excelente campanha, conseguindo o acesso que buscava há anos. Não podemos esquecer de cumprimentar o Campinas F.C. e o G. E. Osasco que também conseguiram a promoção para a Série A3 em 2.009.


Momento da entrega do troféu de Campeão ao Pão de Açúcar. Foto: Orlando Lacanna.


Equipe do PAEC fazendo a festa com o troféu. Foto: Orlando Lacanna.


Volta olímpica dos Campeões. Foto: Orlando Lacanna.


Sr. Natal comemorando o título junto com os atletas Éwerton e Danilo Silva. Foto: Orlando Lacanna.

Com o fim do campeonato, o JP se sente gratificado por ter participado de coberturas de vários jogos desde o início da competição, indo a diversas cidades do grandioso interior paulista, conhecendo e fazendo um sem número de novos amigos.

Jogo e festa encerrados, e início do retorno para São Paulo, com a sensação de dever cumprido. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário