Procure no JP

terça-feira, 18 de julho de 2017

Jogando fácil, a Portuguesa vence o Juventus e vira líder

Texto e fotos: Fernando Martinez


Depois de alcançar os 41 de anos de idade de uma forma não tão interessante assim no sábado, no domingo me mandei pro Estádio Oswaldo Teixeira Duarte para mais uma vez acompanhar de perto o duelo histórico entre Portuguesa e Juventus. Foi a nona vez que estive in loco vendo esse encontro em todos os tempos. A peleja foi válida pela terceira rodada da fase inicial da Copa Paulista em seu Grupo 3.

A Lusa foi miseravelmente eliminada na primeira fase da Série D e com isso a Copa passou a ser prioridade total para que em 2018 a equipe não desapareça do cenário nacional. Na estreia o rubro-verde venceu a Briosa pela contagem mínima atuando no Canindé e depois, fora de casa, os comandados de Mauro Fernandes empataram sem gols com o Nacional. Já o Moleque Travesso ficou no zero a zero contra Taubaté e Água Santa.


Associação Portuguesa de Desportos - São Paulo/SP


Clube Atlético Juventus - São Paulo/SP


O árbitro Rodrigo Gomes Domingues, os assistentes Luis Alexandre Nilsen e Vladimir Nunes da Silva, o quarto árbitro Daniel Carfora Sottile e os capitães dos times

Diferente do que vimos nos dois confrontos anteriores do onze rubro-verde, dessa vez finalmente assistimos uma exibição segura e sem sustos. O único problema foram as finalizações. Apesar de criar vários bons momentos para a abertura do placar, os locais só marcaram aos 36, numa primorosa cobrança de falta de Marcelinho Paraíba. Ele mesmo ampliou seis minutos depois num belo chute de fora da área.

No tempo final o panorama se manteve e o Juventus foi uma presa fácil. Os atletas visitantes pareciam que estavam em sintonias diferentes e em nenhum momento a meta defendida por Ricardo Berna foi ameaçada. Aos 18 minutos Luizinho, sempre super homenageado pela torcida rubro-verde, avançou pela lateral e chutou cruzado, fazendo o terceiro. Na meia hora restante, a Portuguesa poderia ter aplicado uma goleada histórica caso as conclusões fossem um pouco mais caprichadas.


O belo visual do inverno paulistano em dia de Portuguesa x Juventus


Escanteio a favor da Lusa e o camisa 9 grená afastando o perigo


Bola alçada dentro da área juventina


Marcelinho Paraíba, o nome do jogo


Mais um cruzamento que levou perigo contra o Juventus


Luizinho comemorando o terceiro gol rubro-verde

No fim, os locais nem precisaram de mais gols e o Portuguesa 3-0 Juventus foi mais do que suficiente para colocar o clube do Canindé na liderança isolada do Grupo 3 da Copa Paulista. O Juventus está lá embaixo, ainda sem marcar e pior, ainda sem vencer. Quarta-feira teremos dois verdadeiros clássicos: Santos x Portuguesa no litoral e o querido Juvenal na Rua Javari. Certamente estaremos presentes na casa grená.

Aliás, a quarta-feira promete uma rodada dupla genial com duelo histórico e decisão da segundona do Brasileiro Feminino na pauta livre do JP.

Até lá!

© 2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário