Procure no JP

segunda-feira, 4 de março de 2013

Botafogo derruba o Azulão e vence mais uma no Paulistão

Opa,

Fechando os jogos do sábado passado, fui para São Caetano do Sul acompanhar um joguinho válido pelo Campeonato Paulista. Repetindo o primeiro jogo que vi no Estádio Anacleto Campanella (há muuuuito tempo atrás), São Caetano e Botafogo de Ribeirão Preto entraram em campo em situações completamente distintas no certame. 

Enquanto o Azulão vai mal das pernas e ocupa a vexatória lanterna somando apenas uma vitória (na estreia do certame contra o Atlético Sorocaba), a Pantera vai bem e ocupa um lugar de destaque no G8. Hoje o time ribeirão-pretano seria um dos dois times paulistas classificados para a Série D do Brasileiro (o outro seria o genial Linense, só para complicar a vida do pessoal do JP). 

Nem a presença do penta-campeão Rivaldo e da eterna promessa Jóbson está adiantando pelos lados do ABC. Desde que a equipe subiu para a primeira divisão estadual em 2001 certamente essa é a pior campanha. E como é praxe no Anacleto, apenas 724 indivíduos pagaram ingresso para torcer pela quebra do jejum de oito jogos sem vitória. 

Como fiquei num lugar estratégico, peguei carona nos fotógrafos de plantão e fiz as imagens do time visitante e do trio de arbitragem. Não estão com o Selo JP de qualidade, mas valem mesmo assim. 


Botafogo FC - Ribeirão Preto/SP. Foto: Fernando Martinez. 


Sexteto de arbitragem com os capitães dos times. Foto: Fernando Martinez. 

No clima das duas boas pelejas que tinha visto no mesmo dia, esperava um joguinho bom em São Caetano do Sul... Mas isso não aconteceu. Foi um jogo chato, arrastado, modorrento e sem inspiração. No melhor esquema "em terra de cego, quem tem um olho é rei", a Pantera foi um pouco menos pior e se salvou no mar de ruindade. 


Bola alçada dentro da área da Pantera. Foto: Fernando Martinez. 


Jogadores apostando corrida no gramado do Anacleto Campanella. Foto: Fernando Martinez. 

Só que o primeiro tempo terminou sem a abertura de contagem e nada do que vimos em campo no começo do tempo final indicava que isso iria mudar. Só que aí o árbitro Paulo César de Oliveira entrou na dança e marcou uma penalidade máxima esquisita a favor da Pantera. Eram decorridos 25 minutos do tempo final. A cobrança ficou por conta do atacante Francis, que bateu com classe e (ufa!) tirou o zero do marcador. 


Pênalti cobrado por Francis no primeiro (e único) gol do Bota. Foto: Fernando Martinez. 


Comemoração dos jogadores da Pantera, agora quinta colocada no paulistão. Foto: Fernando Martinez. 

O Azulão até tentou buscar o empate mas poderia estar jogando até agora que ele não viria. Final de jogo: São Caetano 0-1 Botafogo. Essa foi a primeira vitória do tricolor interiorano fora de casa nessa A1. Foi também minha primeira partida vista do time por campeonatos paulistas desde 2002 (!). Essa vitória colocou a equipe em quinto lugar com 18 pontos, três abaixo do líder São Paulo. 


Início de ataque do Azulão. Foto: Fernando Martinez. 


Escanteio para o Botafogo no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez. 

Já o time do ABC segue sua caminhada para voltar à Série A2 com louvor. A equipe ocupa a lanterninha do certame com cinco pontos ganhos em dez jogos disputados. Detalhe que todos os pontos foram conquistados longe de casa. Dentro do Anacleto Campanella foram quatro pelejas e quatro derrotas. Há algo errado no reino de São Caetano. 

Depois de horas e horas de futebol o que eu mais queria era chegar em casa para tomar um belo banho e capotar na minha cama. Só que ainda fui dar uma volta num super-mercado antes de chegar no meu lar. A noite foi muito mal dormida, mas isso não me impediu de cair da cama novamente no domingo agora para uma rodada dupla, de novo com MUITO calor. 

Até lá! 

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário