Procure no JP

segunda-feira, 26 de março de 2012

Taboão da Serra vence e respira na Série A3

Olá, 

Após um período longe dos campos de futebol, no último fim de semana, retornei aos gramados, indo acompanhar três jogos válidos por competições de acesso promovidas pela FPF. A minha jornada tripla teve início da manhã do sábado, quando fui até a vizinha cidade de Guarulhos, mais especificamente ao Estádio Antônio Soares de Oliveira, com o objetivo de conferir o confronto entre o C.A. Taboão da Serra contra o Independente F.C. de Limeira, válido pela 16ª rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A3

Essa partida reuniu duas equipes que vêm fazendo campanhas muito ruins, em especial, o time da Grande São Paulo, que pisou no gramado ostentando a última (20ª) colocação com apenas 10 pontos, conquistados em 45 possíveis. Por outro lado, o time de Limeira, também foi para o jogo numa posição desconfortável, pois estava na 15ª colocação com 18 pontos e ainda correndo riscos de rebaixamento. Portanto, uma partida importantíssima para efeito de descenso. Vale lembrar, que essas duas agremiações foram as últimas Campeãs da Segundona, nos anos 2.010 e 2.011, sendo que nesse ano lutam para não voltarem à divisão de onde vieram. 

Para não perder o costume, começo apresentando os protagonistas do espetáculo, que posaram com exclusividade para as lentes do JP, cujas fotos oficiais estão apresentadas abaixo: 

 

C.A. Taboão da Serra - Taboão da Serra/SP. Foto: Orlando Lacanna. 

 

Independente F.C. - Limeira/SP. Foto: Orlando Lacanna. 

 

Quarteto de arbitragem com o árbitro Marcelo Duarte, os assistentes Francisco Reginaldo Moreira e Marcela de Almeida Silva e o quarto árbitro Ederson Martins Deodato ao lado dos capitães dos times. Foto: Orlando Lacanna.

Tão logo o árbitro autorizou o início da partida, o Taboão da Serra tomou iniciativa de ir ao campo de ataque, porém aos poucos, o Independente foi equilibrando as ações, deixando o jogo igual até por volta dos 20 minutos, período em que os dois goleiros foram poucos exigidos. 

 

Zaga do Taboão da Serra neutralizando ataque limeirense no início da partida. Foto: Orlando Lacanna. 

Depois da marca dos 20 minutos, o Taboão da Serra passou a dominar inteiramente a partida, tendo criado pelo menos três ótimas chances para inaugurar o marcador, como aconteceu aos 21, 27 e 39 minutos, em arremates desferidos por Nandinho, Samuel e Diogo respectivamente, sendo que nos dois primeiros lances, a zaga conseguiu desviar na hora "H", mandando a bola para escanteio, sendo que no terceiro, a bola tirou tinta do poste esquerdo da meta defendida por Wander Luís. 

 

Nandinho preparando arremate que levou perigo à meta limeirense. Foto: Orlando Lacanna. 

 

Outro ataque perigoso do CATS ainda na primeira etapa. Foto: Orlando Lacanna. 

O domínio do time da "casa" foi coroado com a marcação do seu gol, aos 45 minutos, através do camisa 9 Éderson, que recuperou a posse da bola, no interior da área pelo lado direito e chutou cruzado, não dando chance ao goleiro visitante. Mais alguns minutos de bola rolando e o árbitro encerrou o primeiro tempo com a vantagem mínima a favor do Taboão da Serra, que fez por merecer o resultado. 

A segunda etapa começou num ritmo intenso, com as duas equipes indo ao ataque logo de cara, como aconteceu aos 4 minutos, numa ótima chance desperdiçada pelo camisa 4 André Luiz do CATS, que chegou um milésimo de segundo atrasado e não aproveitou ótimo cruzamento vindo da esquerda em cobrança de falta. A resposta do Independente foi imediata, aos 5 minutos, quando o camisa 11 Chalita assustou o goleiro Leandro, ao mandar um tirambaço que passou por cima do travessão. O ritmo era forte e, aos 6 minutos, foi a vez do camisa 6 Ricardo do CATS, criar dificuldade ao goleiro limeirense. 

 

Atacante do CATS armando arremate no início da segunda etapa. Foto: Orlando Lacanna. 

 

Numa visão aberta, a bola viajando no interior da área limeirense. Foto: Orlando Lacanna. 

À beira do gramado, era possível perceber que os atletas do "Galo da Vila Esteves" estavam muito nervosos e, com isso, erravam vários passes e permitiam ao Taboão da Serra continuar gostando do jogo. Aos 16 minutos, Diogo do CATS, errou por pouco o alvo, mandando a bola rente ao poste esquerdo da meta adversária. Depois do susto, foi a vez do time alvinegro levar perigo, num outro arremate de Chalita, aos 19 minutos, que o obrigou o goleiro Leandro a mostrar serviço. 

 

Goleiro Leandro do CATS preparando-se para neutralizar cruzamento do ataque alvinegro. Foto: Orlando Lacanna. 

Os últimos 20 minutos foram marcados pelo equilíbrio, com ligeiro predomínio das ações pelo Taboão da Serra, com as duas equipes alternando uma ou outra jogada mais aguda, porém nessa altura da partida, o ritmo já não era o mesmo, por conta do desgaste inicial e pelo forte calor. 

 

Acirrada disputa de bola junto à lateral no fim da partida. Foto: Orlando Lacanna. 

Jogo encerrado com o marcador estampando o resultado de Taboão da Serra 1 - 0 Independente, que mantém a equipe da Grande São Paulo na última colocação, agora com 13 pontos e ainda como sendo sério candidato a retornar à Segunda Divisão em 2.013. Embora no futebol tudo possa acontecer, será muito difícil o CATS escapar da degola, não pelo futebol apresentado, mas sim pela pouca pontuação, que lhe obriga a vencer os três últimos jogos, sendo dois deles fora de casa contra o Juventus e XV de Jaú, É difícil, mas não impossível. Com relação ao time de Limeira, a derrota fez com que perdesse uma posição na tabela de classificação, caindo para a 16ª colocação, permanecendo com os mesmos 18 pontos do 17º colocado (Inter de Bebedouro), que já está na zona do rebaixamento. Se o Independente não reagir, corre sérios riscos. 

Assim que o árbitro apitou pela última vez, deixei o estádio em companhia do amigo Thiago Fagnani da Rede Vida, juntamente com o novo repórter da equipe, o André Lara (ex-RedeTV! e SBT) e fomos almoçar na tradicional Esfiha Juventus. Foi um almoço super agradável, sendo que eles depois seguiram para a sede da emissora e eu para o estádio da Rua Javari, com o objetivo de cobrir o segundo jogo da minha jornada tripla, mas isso é história para mais tarde. Foi isso. 

Abraços, 

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário