Procure no JP

quarta-feira, 28 de março de 2012

Capivariano goleia e segue firme rumo à classificação na Série A3

Olá, 

Fechando a minha jornada tripla do último fim de semana, no domingo pela manhã, retornei à cidade de Guarulhos e fui novamente ao Estádio Antônio Soares de Oliveira, local da realização da partida A.A. Flamengo x Capivariano F.C., válida pela 16ª rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A3

Esse jogo era super importante para as duas equipes, uma vez que o time da casa estava posicionado na tabela de classificação na 13ª posição, com 19 pontos, enquanto o time visitante estava na 4ª colocação somando 26 pontos. A conquista dos três pontos por parte do time guarulhense melhoraria a sua condição de postulante a uma das oito vagas à segunda fase. Por outro lado, a vitória sorrindo ao time interiorano, sua caminhada rumo à classificação ficaria bem mais curta. Portanto,a expectativa era de que os dois times não iriam medir esforços, visando a conquista da vitória. 

A chegada ao meu destino foi tranquila, tanto que fiquei um bom tempo sentado num dos bancos de reserva, aguardando a entrada dos atletas e do quarteto de arbitragem para fazer as fotos oficiais, as quais, novamente, são exclusivas, estando apresentadas abaixo: 


A.A. Flamengo - Guarulhos/SP. Foto: Orlando Lacanna. 


Capivariano F.C. - Capivari/SP. Foto: Orlando Lacanna. 


Quarteto de arbitragem com o árbitro Marcos Alves da Silva, os assistentes Luís Alexandre Nilsen e Michel Ferreira da Silva e o quarto árbitro Clayton de Oliveira Dutra ao lado dos capitães dos times. Foto: Orlando Lacanna. 

O time de Capivari apresentava como novidade, a estreia do seu novo técnico, o ex-centroavante santista Paulinho McLaren, que aliás foi muito simpático com a reportagem do JP. O seu time começou a todo vapor, tomando iniciativa de ir ao ataque e apertando a defesa flamenguista. A primeira boa chance do time de Capivari, aconteceu aos 10 minutos, quando o camisa 9 Silas aproveitou rebote defensivo e mandou um foguete que passou perto, assustando o goleiro Maurício. 


Uma das avançadas do Capivariano logo no início da partida. Foto: Orlando Lacanna. 


Briga intensa pela posse da bola junto à lateral. Foto: Orlando Lacanna. 

A partir dos 15 minutos, o Flamengo foi se soltando e passou a comandar as ações, permanecendo por mais tempo com a bola em seu poder e indo ao campo de ataque com frequência. Numa dessas, na marca dos 27 minutos, o camisa 8 Jean Theodoro, mandou a bola para o fundo da rede dos visitantes, após boa jogada individual de Dario e decretou a abertura do placar. A bola antes de entrar desviou na zaga e "matou" o goleiro. 


Jean Theodoro armando arremate que iria resultar no gol de abertura do Flamengo. Foto: Orlando Lacanna. 


Agora, o goleiro Maurício caído e a bola no fundo da sua meta. Foto: Orlando Lacanna. 

O gol inaugural não abalou o Capivariano, que aos poucos foi recuperando o controle do jogo e, em três minutos, virou o placar, com gols marcados por Pedro Henrique e Dener, aos 40 e 43 minutos respectivamente, sendo que o segundo foi um golaço do camisa 2, que saiu driblando meio mundo, inclusive o goleiro e tocou com categoria para virar o placar. Alguns minutos depois, o árbitro encerrou o primeiro tempo, com o Capivariano levando para o vestiário, a vantagem de 2 x 1. 

No segundo tempo, os dois times foram pra frente, tornando a partida muito agradável de ser acompanhada, por conta do ritmo intenso imposto pelos dois ataques. Aos 13 minutos, o "Leão da Sorocabana" esteve próximo de aumentar a diferença, mas o arremate de Silas subiu muito e a chance foi embora. A resposta guarulhense foi dada aos 16 minutos, quando o argentino Ariel fez excelente jogada pela esquerda e cruzando para trás, encontrando o camisa 5 Mineiro que foi infeliz na conclusão, mandando a bola por cima do travessão. 


Bela enfiada de bola de Régis Renan, criando outro ataque perigoso do Capivariano. Foto: Orlando Lacanna. 

No período entre os 20 e 25 minutos, o Flamengo esteve perto de chegar à igualdade, em jogadas realizadas por Dario e Michael Thuique, sendo que no primeiro lance o atacante se precipitou ao concluir, enquanto no segundo o goleiro Mauricio fez a diferença. O Capivariano segurou a bronca e conseguiu a marcação do seu terceiro gol, aos 26 minutos, anotado pelo endiabrado Renatinho, que entrou na segunda etapa e botou fogo no jogo. 


Goleiro André Dias e um zagueiro do Flamengo caídos com a bola saindo com perigo junto ao poste esquerdo. Foto: Orlando Lacanna. 

O terceiro gol provocou um baque no Flamengo, uma vez que esse gol aconteceu no melhor momento do rubro-negro na partida e, sendo assim, o Capivariano ficou mais à vontade em campo, tendo chegado ao seu quarto gol, aos 36 minutos, anotado por Silas em cobrança de pênalti, muito bem marcado pelo árbitro. 


Bola no fundo do balaio guarulhense no quarto gol do Capivariano. Foto: Orlando Lacanna. 

Com a fatura garantida a favor dos visitantes e com o Flamengo sem muito ânimo para correr atrás do prejuízo, nos últimos 10 minutos, pouca coisa de importante aconteceu e a partida foi encerrada com o resultado de Flamengo 1 - 4 Capivariano, que melhorou a posição do time de Capivari na tabela de classificação, deixando-o na 3ª posição com 29 pontos e muito próximo de alcançar a classificação. Pelos lados do time de Guarulhos, a derrota o fez perder duas posições, estando agora na 15ª colocação com os mesmos 19 pontos, embora ainda com chances de classificação, pois está a 4 pontos do 8º colocado (Francana) e ainda restam 3 rodadas e 9 pontos em disputa. 

Após o fim do jogo, permaneci em Guarulhos e lá encontrei com pessoas amigas e muito queridas. Fomos comemorar o nosso reencontro na Churrascaria Ponto K, saboreando uma picanha de excelente qualidade. Para quem quiser aproveitar a dica, vá preparado, pois o preço é mais salgado do que a picanha. Foi isso. 

Abraços, 

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário