Procure no JP

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Barretos surpreende e vence o Flamengo em Guarulhos pela Série A3

Opa,

Depois de uma madrugada de sábado pra domingo vendo TV até tarde, mão consegui acordar na hora programada, e logo vi meus planos da sessão matutina irem por água abaixo. Como o relógio já marcava 9 da matina, virei para o outro lado da cama e resolvi que o sono duraria mais algumas horas.

Mas uma ligação do seu Natal fez os meus planos entrarem novamente na pauta, e cerca de 20 minutos depois ele já estava na porta de casa para seguirmos até a cidade de Guarulhos, local do jogo entre Flamengo e Barretos, pela 5ª rodada do Campeonato Paulista da Série A3.

Mostrando que a cidade de São Paulo é ótima para carros quando não existe trânsito, chegamos no Estádio Antônio Soares de Oliveira em apenas 20 minutos. Quem mora nas redondezas pode concluir que foi um tempo recorde, e que ainda me fez ter tempo de tirar, mesmo da arquibancada, a foto do Barretos (a do Flamengo foi tirada pelo David).


AA Flamengo - Guarulhos/SP. Foto: David Libeskind.


Barretos EC - Barretos/SP. Foto: Fernando Martinez.

Amparado novamente pela parceria com o Corinthians, o Flamengo começou a A3 com duas vitórias, mas as duas derrotas que aconteceram depois deixaram o alerta ligado em Guarulhos. Vencer o Barretos, que tinha somente quatro pontos e é uma cara nova no certame, era o único resultado esperado pelos torcedores locais.


Zaga do Barretos neutralizando ataque do Flamengo. Foto: Fernando Martinez.

Além dos dois amigos do JP, o duelo também teve a presença do Nílton, Mílton e do Rodrigo Colucci. Só que nem eles e nenhum dos 357 pagantes viu uma boa apresentação do rubro-negro local. O time não mostrou muita qualidade nos passes e muito menos nas conclusões. Já o Barretos, que também não é assim uma Brastemp, conseguiu assustar em bons contra-ataques.


Zagueiro flamenguista se preparando para dar o famoso "chutão". Foto: Fernando Martinez.


Ataque do Barretos com a marcação da zaga local. Foto: Fernando Martinez.

Enquanto conversávamos sobre tudo nas arquibancadas, o jogo foi se arrastando. Pelo menos a temperatura era agradável, uma verdadeira dádiva depois de dias infernais. Sem surpresas, e apenas com dois lances de bola na trave para cada uma das equipes, o intervalo chegou sem a abertura do marcador. No segundo tempo fomos acompanhar o ataque do Flamengo no gol "da entrada".


Saída arrojada do goleiro Fernando em bola alçada na área do Barretos. Foto: Fernando Martinez.


Disputa de bola pelo alto. Foto: Fernando Martinez.

Só que para não fugir à regra geral da Lei de Murphy, quem acabou marcando duas vezes foi o Barretos, que atacava do outro lado. Dedé fez de cabeça aos 5, e Washington ampliou aos 7, se aproveitando de uma bobeada coletiva do setor defensivo flamenguista. A torcida, que já não estava muito animada, ficou possessa com o blecaute da equipe e passou a entoar cânticos um tanto quanto raivosos.


Detalhe do primeiro gol do Barretos na partida, marcado de cabeça por Dedé. Foto: Fernando Martinez.

Com 2x0 contra, o rubro-negro foi pra cima do time visitante. Mas a rigor, o goleiro Fernando fez apenas uma grande defesa, em chute que estava pronto para entrar no ângulo esquerdo. Tirando essa oportunidade, só vimos chutes sem direção e muita inoperância ofensiva. O Barretos então segurou bem o jogo e garantiu três pontos importantíssimos.


A boa marcação do time visitante impediu o sucesso das investidas do Flamengo. Foto: Fernando Martinez.



 
Mais uma chegada do Flamengo no ataque sem sucesso. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Flamengo 0-2 Barretos. A segunda vitória do time do interior no certame deixou a equipe na 12ª colocação, com 7 pontos. O Flamengo, com os mesmos 6 pontos conquistados e agora somando três derrotas seguidas, caiu para o 14º lugar. A torcida apupou bastante os atletas locais quando os mesmos desciam aos vestiários.

Enquanto o pessoal discutia com os atletas, saímos do estádio e eu ainda fui degustar um ótimo pastel numa barraquinha no estacionamento local. Dali pegamos um carona com o seu Natal até o metrô. O cronograma original ainda mostrava uma partida na sessão noturna, mas a forte chuva que não parou de cair na capital paulista impediu que eu saísse de casa.

Logo mais tem mais!

Fernando

2 comentários:

  1. po que camisa tosca do flamengo. parece camisa de treino

    ResponderExcluir
  2. CAmisa feia, nome feio, etc... Como pode este time representar Guarulhos??? Da-lhe AD Guarulhos. Nossas cores, nosso time, nossa cidade!

    ResponderExcluir