Procure no JP

terça-feira, 9 de junho de 2009

JP no Barcelona x Jabaquara no Nacional

Fala pessoal!

No último sábado, tivemos mais um jogo do Brasil pelas Eliminatórias. Jogo importante, passando na TV... mas isso não sensibiliza ninguém aqui no JP. E lá fomos nós curtir in loco o único jogo que competia com a seleção canarinho, que aliás não tem a simpatia de nenhum membro atual do blog. E num dos maiores quóruns dos últimos tempos, fomos curtir mais um jogo do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, no campo neutro do Estádio Nicolau Alayon, entre Barcelona e Jabaquara... muuuito mais legal que jogo da seleção.

Para nós, essa partida tinha muito mais importância do que qualquer jogo que passasse na TV. E em virtude disso, além do que vos escreve, estavam presentes no Nacional o David, o Emerson e ressurgindo das cinzas, Jurandyr e Estevan. E lá foi todo mundo para o gramado do Nacional fazer as fotos oficiais do jogo:


Barcelona ECL - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Jabaquara AC - Santos/SP. Foto: Fernando Martinez.


O árbitro Raphael dos Santos Alves, os assistentes Alex Alexandrino e Eduardo Vequi Marciano e o quarto árbitro Alessandro Santos junto com os capitães do Barça e do Jabuca. Foto: Fernando Martinez.

Saindo do gramado conversei um pouco com o Pachani, agora atacando de técnico do Barça. Ele disse que a novela envolvendo o campo para o time mandar seus jogos ainda não deu em nada, e ainda estão tentando liberar o campo do Guapira. Vamos ficar ligados. Dali vimos que o placar do Nicolau Alayon não mostrava os nomes certos dos times. Ainda antes do jogo tentamos mudar o placar para deixar tudo redondinho, mas ninguém tinha a chave da salinha para que pudéssemos mudar o letreiro... uma pena.


O placar do Nacional mostrava o jogo "Turma do Bafo x Guarani", e infelizmente não conseguimos mudar para o clássico entre Barça x Jabuca, fazer o quê? Foto: Fernando Martinez.


Ataque perigoso do Barça no começo do jogo. Foto: Fernando Martinez.

O jogo era importante para a pretensão dos times na Segundona. O Barça precisava da vitória para não se distanciar tanto da zona de classificação, e para o Jabuca, a vitória seria a afirmação que o time tem grandes chances de se classificar para a fase seguinte. Na história do confronto, as duas equipes já jogaram nove vezes (incluindo o jogo no primeiro turno), com três vitórias do Jabaquara, quatro do Barça, e dois empates. O time santista fez 14 gols e o time paulistano 16.


Ataque do Barcelona com a marcação da zaga do Jabaquara. Foto: Fernando Martinez.

E como o estádio estava vazio, pudemos nos sentir em casa durante os 90 minutos. Não sei porquê as pessoas preferiram ficar em casa vendo o jogo da nossa seleção sem graça e sem nenhuma relação mais com o país, 1000 vezes mais legal o jogo no Nacional. Bom, e foi o Barcelona quem começou melhor, criando mais chances e encurralando o Jabuca no seu campo de defesa. Mas mesmo com o domínio, o time não conseguiu criar chances agudas para marcar o primeiro gol. E olha, demorou bastante para o Jabaquara conseguir se livrar do sufoco tomado no começo de partida. O time santista não tinha o veterano Axel em campo, e o ataque da equipe não produzia.


Falta que levou bastante perigo ao gol do Barcelona. Foto: Fernando Martinez.

Enquanto o jogo rolava, nós colocávamos o papo em dia depois de muito tempo sem tantas pessoas do JP num mesmo jogo. Já nem me lembro mais quando tivemos cinco membros do blog vendo a mesma partida. Por isso essas horas tem que ser aproveitadas, pois nem sabemos quando pode acontecer de novo. E isso, somado à bela tarde de sábado, foi muito legal. Também fomos presenteados com um pacote de paçocas-rolha que fez a festa do Estevan. Tudo bem que nunca tinha ouvido a expressão "paçocas-rolha", mas faz parte. Quem nos presenteou foi o amigo Miguel, sempre bem informado das coisas do Nacional!


O pessoal do JP é tão unido que compra ingresso junto e senta junto também, só para poder conversar durante a partida. E como somos organizados, só sentamos nos lugares marcados no ingresso. Notem que os lugares são altamente confortáveis. Fotos: Fernando Martinez.

Mas o primeiro tempo ainda rolava enquanto conversávamos, e o Jabuca começou a levar certo perigo ao gol do Barcelona após os 30 minutos de partida. E justamente um dos atacantes que estreava pelo time do litoral foi quem fez a diferença. Quando o jogo já estava nos acréscimos, a defesa do Barcelona cometeu pênalti. Na cobrança o jogador Leonardo bateu com estilo e abriu o marcador para o time visitante. Intervalo de jogo, e 1x0 para o Jabaquara.


Lance do primeiro gol do Jabaquara, num pênalti cobrado pelo atacante Luciano. Foto: Fernando Martinez.


Dois detalhes da turma JP: a hora da foto do pênalti é sagrada e vale qualquer tipo de situação para um melhor ângulo. E o David "com a bola toda", bem como falam na chamada da Sessão da Tarde. Fotos: Fernando Martinez.

E o intervalo passou rápido demais com tanta coisa que foi dita por nós nas arquibancadas do Nacional. Bom, nem tanta coisa assim, mas muitas histórias clássicas do JP foram lembradas ali. Ainda vamos escrever um livro com todas elas. Não sei como, quando ou aonde, mas que um dia vai sair, isso vai...


Chance de gol do Jabuca pela esquerda do seu ataque. Foto: Fernando Martinez.

Voltando para o segundo tempo, lá fomos nós de novo acompanhar o ataque do Jabaquara. E nesses 45 minutos finais, o time melhorou bastante, com o Barcelona não conseguindo apresentar um bom futebol. O Jabuca criou várias chances para ampliar o marcador, mas demorou para que o time fizesse mesmo o segundo gol. O time perdeu três ótimas chances de ampliar, deixando a pequena e ruidosa torcida jabaquarense bastante preocupada.

E finalmente o gol veio aos 33 minutos, com o mesmo Leonardo fazendo um golaço quase sem ângulo chutando pela direita do ataque. E o Leonardo fez seu "hat-trick" no jogo aos 40 minutos, em grande lançamento em profundidade que ele só teve o trabalho de tocar na saída do goleiro. Jabuca três a zero. E o final da tarde agradável do sábado chegava e o jogo chegou ao seu final.


Terceiro gol do Jabaquara, em mais um lance de oportunismo do atacante Luciano. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Barcelona 0-3 Jabaquara. Enquanto o Brasil ganhava do Uruguai (e a gente nem ficava sabendo), o Jabuca marcava sua quarta vitória na Segundona, consolidava sua presença na segunda posição, deixando o time bem próximo da classificação para a Segunda Fase. Para o Barça, ainda falta bastante trabalho para que o time possa chegar ao G-4, mas eles tem a nossa torcida.

Depois de mais alguma conversa na saída do Nacional, cada um foi para seu canto já pensando no programa de domingo cedo... acesso à vista!

Abraços

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário