Procure no JP

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Barretos vira pra cima do Lemense fora de casa

Olá,

Continuando com a cobertura pelo JOGOS PERDIDOS de partidas valendo pela segunda fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, no último domingo à tarde, mesmo sendo Dia dos Pais, rumei em direção à cidade de Leme com o objetivo de acompanhar de perto, no Estádio Bruno Lazarini, o confronto entre duas das equipes favoritas à conquista das vagas do Grupo 8 à próxima fase. A partida em questão reuniu os times do C.A. Lemense contra o Barretos E.C. e valeu pela terceira rodada do primeiro turno da fase em andamento.

Na semana passada tive a oportunidade de assistir ao vivo o time do Lemense no jogo contra o Campinas e fiquei com boa impressão quanto ao seu poderio. Por outro lado, o Barretos que começou essa fase com derrota em casa para o próprio Campinas, vinha de recuperação com a vitória fora de casa contra o Ilha Solteira e, além disso, tem tradição e cresce nos momentos decisivos. Com todos esses ingredientes, fui até Leme com a expectativa de acompanhar um bom jogo, com muita raça e luta na busca dos três pontos que seriam fundamentais para as duas equipes.

Ao chegar no estádio, fui muito bem recebido pelo pessoal ligado aos dois times e tive a oportunidade de saber das novidades em termos de contratações e sobre os planos futuros. Após o bate-papo, fui para o gramado para me preparar para tirar as fotos das equipes e dos integrantes da arbitragem que estão abaixo e, para variar, são exclusivas.


C.A. Lemense - Leme/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Barretos E.C. - Barretos/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Trio de arbitragem formado por Leonardo Ferreira Lima e seus assistentes Alessandro Pitol Arantes e Cláudio Roberto da Costa, acompanhado pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

Ao tirar as fotos, logo me chamou a atenção o novo uniforme usado pelo Barretos que voltou a ter as cores branca, preta e verde como era no passado. Além do uniforme, notei também a adoção de um novo escudo, que até então, eu não tinha visto em lugar nenhum, o qual apresento em primeira mão na foto abaixo:


Novo escudo do Barretos que ainda não consta no site da FPF. Foto: Orlando Lacanna.

Com a bola em movimento, imediatamente foi possível perceber que a partida seria arduamente disputada, com os dois times se empregando à fundo na marcação e na busca pela posse de bola. Nos primeiros cinco minutos, o Lemense impôs uma verdadeira blitz em cima do Barretos, não permitindo aos visitantes sequer ultrapassar a linha divisória do meio de campo.


Defesa do Barretos impedindo ataque do Lemense no começo do jogo. Foto: Orlando Lacanna.

A partir dos dez minutos, o Barretos conseguiu estabelecer um equilíbrio nas ações, tendo inclusive chegado algumas vezes na área dos donos da casa com um certo perigo.


Jogada do ataque barretense no primeiro tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Ao longo da primeira etapa o equilíbrio ficou cada vez mais evidente e, uma prova dessa situação foi que as equipes pouco chegaram ao campo de ataque, devido à marcação cerrada praticada pelos dois times.

A torcida local apresentava uma certa impaciência com a sua equipe, devido às dificuldades que o time azul encontrava para penetrar no setor defensivo dos visitantes, porém aos 33 minutos, o grito de gol quase aconteceu numa cabeçada perigosa desferida pelo avante Wendell com a bola raspando o travessão da meta defendida por Renan. Rigorosamente esse lance foi o único que de fato levou perigo a uma das equipes e, dessa forma, o empate sem gols foi inevitável até o fim do primeiro tempo, num jogo super amarrado.


Única jogada de ataque de real perigo na primeira etapa. Foto: Orlando Lacanna.

Após o descanso regulamentar a bola voltou a rolar e, logo aos 3 minutos, a torcida local explodiu de alegria com a marcação do gol do Lemense, anotado através do zagueirão Oliveira aproveitando rebote da defesa do Barretos, após cobrança de escanteio pela esquerda.


Bola no fundo do barbante do Barretos no gol do Lemense. Foto: Orlando Lacanna.

Em desvantagem no placar, era natural que o Barretos fosse pra cima, aproveitando um certo recuo do Lemense e, dessa forma, não demorou muito para o empate acontecer, num gol marcado por Mixico aos 15 minutos aproveitando um cruzamento vindo da direita e batendo, meio sem jeito, para vencer o goleiro Ivan que se esticou todo, mas não conseguiu fazer a defesa.

Com a igualdade no placar a partida ficou em aberto, pois tanto o Lemense como o Barretos poderia chegar ao segundo gol a qualquer momento. Aos 32 minutos, os donos da casa chegaram bem perto da marcação do gol, num lance super emocionante, pois por três momentos, numa mesma jogada, a bola esteve próxima de entrar na meta do Barretos. Tudo começou com uma jogada individual de Choco pela meia esquerda que mandou um foguete que se chocou (desculpem o trocadilho) contra o poste esquerdo da meta defendida por Renan. No rebote, novo chute à queima-roupa com o goleiro do Barretos praticando um verdadeiro milagre e, para finalizar, na terceira tentativa, a zaga visitante salvou em cima da linha fatal, com o goleiro já batido. Foi uma seqüência de lances espetaculares.

A partida se encaminhava para o final quando o árbitro marcou um pênalti a favor do Barretos, aos 43 minutos, que foi cobrado e convertido por Mixico, decretando a virada dos visitantes.


Cobrança de pênalti no final da partida que decretou o gol da virada do Barretos. Foto: Orlando Lacanna.

Nos minutos derradeiros o Lemense foi para o chamado "tudo ou nada", tendo inclusive uma boa chance na cobrança de uma falta que acabou sendo neutralizada pelo setor defensivo dos visitantes.


Derradeira chance de gol não aproveitada pelo Lemense. Foto: Orlando Lacanna.

Partida encerrada com o placar apontando Lemense 1 - 2 Barretos que colocou os visitantes na liderança do grupo com seis pontos e que deixou o Lemense, pelo menos no momento, fora da zona de classificação, mas como ainda restam sete jogos para cada equipe, com certeza teremos muitas mudanças na ordem de classificação, com as três equipe favoritas às vagas para a terceira fase (Lemense, Barretos e Campinas), se revezando nas duas primeiras colocações, a não ser que aconteça alguma surpresa típica do futebol, com o aparecimento de alguma equipe que venha furar o bloco dos favoritos.

Fim de jogo e início de mais uma viagem de volta para São Paulo, mas como sempre planejando as próximas coberturas.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário