Procure no JP

quinta-feira, 22 de junho de 2006

JP na Argentina 3: Defensores de Belgrano x Atlanta

Boa tarde,


Escudinhos dos times do Defensores de Belgrano e do Atlanta. Fonte: Arquivo Fernando Martinez.

Mesmo em dia de jogo do Brasil na Copa do Mundo, o JOGOS PERDIDOS continua à mil. E como vocês já devem ter visto na primeira parte da minha lua-de-mel, estive no Chile acompanhando o jogo entre Cerro Navia e Hosanna, válido pelo terceira divisão local. Agora na segunda parte, já em Buenos Aires, acompanhei o jogo entre Club Atlético Defensores de Belgrano X Club Atlético Atlanta, válido pelo campeonato da Primeira B, uma espécie de terceira divisão. A partida aconteceu no Estádio Juan Pasquale, localizado no bairro de Nunez, bem pertinho do campo do River Plate.


Destaque para os times alinhados para o início da partida. Foto: Victor Minhoto.

Logo de início pude perceber como é diferente acompanhar um jogo "de terceira divisão" na Argentina. Enquanto no Brasil os jogos desta categoria são pouco divulgados e os estádio geralmente ficam vazios, no país vizinho a presença de público é muito boa, principalmente pelo fato das equipes contarem com torcedores que a acompanham em todos os jogos, mesmo na casa do adversário. Ademais, existe uma grande rivalidade entre os times, como por exemplo no jogo que eu assisti, o que explica e grande presença de policias no campo.

Como o Defensores de Belgrano estava nas primeiras posições brigando pelo ascesso, e o Altanta apenas ocupava o meio da tabela, sem maiores pretenções ou com perigo de rebaixamento, imaginei que o time da casa iria partir para cima do adversário logo no início do jogo, mas não foi o que aconteceu. Muito pelo contrário, na primeira metade da etapa inicial o que se viu foi o Atlanta com maior posse de bola e buscando o gol adversário, porém, sempre esbarrava na excelente atuação do goleiro do Defendores de Belgrano.


Ataque do time do Atlanta no primeiro tempo da partida contra o Defensores. Foto: Victor Minhoto.

Na segunda metade do primeiro tempo, inspirado na boa atuação de sua defesa, o time mandante foi se soltando e passou a dominar por completo as ações do jogo, tanto que não tardou a marcar seu primeiro gol em um belo chute no ângulo esquerdo da meta do Atlanta, levando ao delírio o grande e animado público.


Detalhe do primeiro gol do time do Defensores, no primeiro tempo da partida. Foto: Victor Minhoto.

A partir deste momento o que se viu foi um completo domínio por parte do time rubro-negro, que logo no início da segunda etapa marcou seu segundo gol e continuou pressionando o adversário, sendo que somente não ampliou ainda mais o marcador devido as boas intervenções do arqueiro do Atlanta e um certo preciosismo nas conclusões.


Ataque do Defensores no segundo tempo da partida contra o Atlanta. Foto: Victor Minhoto.

Com o final da partida se aproximando o Atlanta mudou de atitude a passou a forçar mais o ataque, assim abriu espaço para os contra-golpes da equipe da casa. Apesar do jogo ficar aberto e com várias chances de gol o placar ficou mesmo em Defensores de Belgrano 2x0 Atlanta.


Defesa arrojada do goleiro do Atlanta quase no meio de campo. Foto: Victor Minhoto.

Em resumo, pude perceber que o jogo teve a típica característica do futebol argentino, muito disputado e corrido os 90 minutos, dando mais importância a raça do que a técnica. Em relação ao público é incrível como tanto os torcedores do time da casa, como do visitante ficam cantando durante todo o jogo, inclusive no intervalo e até mesmo nos momentos em que a equipe está sendo dominada em campo.


Ataque do Atlanta no início do segundo tempo. Foto: Victor Minhoto.

Assim chegou ao fim minha lua-de-mel e restou voltar a dura realidade brasileira, aguardando que um dia eu tenha outra oportunidade de acompanhar mais alguns jogos internacionais.

Até a próxima,

Victor

Um comentário:

  1. Muito boa a matéria, gosto muito desse tema, jogos e times que a mídia quase não mostra, parabéns.

    ResponderExcluir