Procure no JP

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Audax e Red Bull ficam no empate pela Série A2

Olá, 

No último fim de semana, rolou a quarta rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A2, com o JOGOS PERDIDOS marcando presença em três jogos, sendo que a mim, coube conferir dois deles. A minha jornada começou no sábado à tarde, no Estádio Nicolau Alayon, palco da realização da partida Audax E.C. x Red Bull F.E. Ltda

Esse confronto colocou frente à frente, duas equipes que não obtiveram bons resultados nas três primeiras rodadas, pois dos nove pontos disputadas, conseguiram apenas três,com um aproveitamento baixo de 33%. O time da casa entrou em campo na 16ª posição, enquanto os visitantes pisaram no tapete verde ostentando a 11ª colocação. Diante das fracas campanhas até então, a conquista da vitória era fundamental para melhorar a posição na tábua de classificação e deslanchar na conquista de uma das oito vagas à próxima fase. 

Sob um sol senegalesco, fiquei à beira do gramado aguardando a entrada das duas equipes e do quarteto de arbitargem, com o objetivo de fazer as tradicionais fotos posadas, sempre uma cortesia do JP aos amigos internautas, as quais apresento abaixo: 


Audax E.C. - São Paulo/SP. Foto: Orlando Lacanna. 


Red Bull F.E. Ltda. - Campinas/SP. Foto: Orlando Lacanna. 


Quarteto de arbitragem e os capitães das duas equipes. Foto: Orlando Lacanna. 


Mascotes dos dois times. Foto: Orlando Lacanna. 

A partida começou num ritmo lento, com certeza por causa do forte calor, com as equipes trocando vários passes laterais e sem profundidade. O primeiro lance mais agudo, ocorreu ao 6 minutos, quando o goleiro do Audax, Juninho, ao tentar sair jogando, perdeu a bola para o camisa 9 Henan, que ao invés de cruzar para um companheiro melhor colocado, prefiriu concluir meio sem ângulo e com isso o goleiro se redimiu, praticando boa defesa, cujo rebote a zaga isolou. 

Até os primeiros dez minutos, o Red Bull procurou ser mais incisivo, tanto que, somente aos 13 minutos, o Audax criou o primeiro momento mais perigoso, quando o camisa 2, Eduardo Ratinho, recebeu uma bola enfiada pelo meio e obrigou o goleiro Júlio César sair aos seus pés evitando o arremate final. Foi uma defesa corajosa. 


Defesa arrojada do goleiro Júlio César do Red Bull. Foto: Orlando Lacanna. 

O ritmo da partida foi melhorando gradualmente, com as duas equipes passando buscar mais as jogadas de ataque. Nesse contexto, o time paulistano chegou à abertura da contagem, aos 18 minutos, quando o camisa 7, Martins, enfiou o pé e mandou a bola para o fundo da rede, ao aproveitar uma sobra de bola, após a zaga salvar em cima da linha fatal um chute cruzado do camisa 4 Anderson, depois de uma cobrança de falta pela meia esquerda. 


Momento exato do arremate de Anderson, cujo rebote e resultou no gol do Audax. Foto: Orlando Lacanna. 


Agora a bola estufando a rede campineira no gol anotado por Martins. Foto: Orlando Lacanna. 

Apesar da vantagem no placar a favor do Audax, a tônica da partida era de equílibrio, com as equipes se alternando na criação de jogadas ofensivas. Vale destacar que, aos 26 minutos, o Red Bull chegou muito perto do empate, através do camisa 21, Rayllan, que só não conseguindo marcar, em razão da excelente defesa praticada pelo goleiro Juninho. Aos 43 minutos, foi a vez do Audax levar perigo, num arremate cruzado desferido por Anderson que passou muito perto. Com isso, a primeira etapa foi encerrada com a vantagem mínima a favor do time da casa. 


Ataque do Red Bull pela direita durante o primeiro tempo. Foto: Orlando Lacanna. 

Permaneci no gramado aguardando o reinício da partida, com um olho no jogo e outro no ceu, porque estava ameaçando desabar uma chuva daquelas que não há guarda-chuva que resista. Fiquei uns dez minutos e com a chegada dos primeiros pingos, não quis arriscar e fui para uma das cabines de imprensa. A chuva não chegou, mas mesmo assim não retornei ao gramado, preferindo acompanhar o restante da partida lá de cima. 

O primeiro lance de perigo ocorreu aos 11 minutos e foi do ataque do Audax, numa jogada criada por Martins, porém o bom goleiro Júlio César desviou com o pé direito, acabando com o perigo. A resposta do Red Bull veio aos 13 minutos, quando o artilheiro Henan esteve muito perto de anotar o gol de empate, só não acontecendo, graças a outra ótima defesa do goleiro Juninho, agora em dois tempos, sendo a primeira intervenção feita com a perna esquerda. 


Importante defesa de Juninho do Audax no início da segunda etapa. Foto: Orlando Lacanna. 

Em desvantagem no marcador, o Red Bull procurou ser o mais ofensivo possível na busca do gol de empate, que acabou acontecendo na marca dos 15 minutos, com o lance nascendo de uma cobrança de falta pelo lado direito, cujo cruzamento foi aproveitado pelo camisa 20 Augusto que, mergulhando de cabeça, desviou a bola para o canto baixo direito da meta adversária. 


Camisa 20 Augusto empatando a partida com leve desvío de cabeça. Foto: Orlando Lacanna. 

A virada do Red Bull esteve perto de acontecer, na marca dos 25 minutos, quando o camisa 10 Fernandes desperdiçou uma chance de ouro para anotar o segundo gol da sua equipe, ao chutar para fora uma bola recebida no interior da área, livre de marcação. Foi uma chance incrível, com a pelota raspando o poste esquerdo.

A partir daí, a partida entrou naquele ritmo que dá a impressão de que as duas equipes estão satisfeitas ou conformadas com o resultado, por isso as poucas chances criadas nos últimos vinte minutos. As exceções ficaram por conta do Audax, que criou dois ótimos momentos, sendo o primeiro aos 37 minutos, quando o camisa 17 Caio, chegou um milésimo de segundo atrasado e não conseguiu alcançar o cruzamento executado por Anderson. 


Grande chance perdida pelo Audax através de Caio que chegou atrasado. Foto: Orlando Lacanna. 

O jogo já se aproximava do final, mas ainda houve tempo para o Audax desperdiçar outra chance real de gol, quando aos 45 minutos, o camisa 16 Danilo, do bico da pequena área, desferiu uma cabeçada à queima-roupa, mas o goleiro Júlio César, mais uma vez, praticou excelente defesa, deixando o grito de gol preso na garganta dos atletas e da pequena torcida do time anfitrião. 


Goleiro Júlio César praticando mais uma excelente defesa, agora ao final da partida. Foto: Orlando Lacanna. 

Final de jogo com o marcador indicando Audax 1 - 1 Red Bull, resultado que foi ruim para as duas equipes, pois ambas permanecem mal colocadas na classificação, estando muito próximas da zona de rebaixamento. É bom esses dois times abrirem os olhos e começarem a somar pontos, senão a classificação à próxima fase vai ficando mais complicada e o risco de rebaixamento chegando mais perto. Todo cuidado é pouco, pois o Audax ficou na 16ª posição e o Red Bull na 13ª, ambas com apenas 4 pontos em 12 disputados. 

Tão logo o árbitro encerrou a partida, fui para a Av. Paulista (dessa vez não houve a famosa viagem de retorno à Capital) com o objetivo de encontrar pessoas importantes e queridas para um bom bate-papo e algumas cervejinhas. Foi isso. 

Abraços, 

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário