Procure no JP

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Em tarde marcada por brigas, Santo André vira e derrota o Grêmio Barueri na Arena

Fala, pessoal! 

Saí de casa no sábado com destino à Rua Javari, palco do confronto entre Palmeiras B x São Vicente pela A3. Chegando lá, me deparei com os portões fechados e um recado avisando os torcedores que a partida estava adiada. Motivo: o time do litoral não chegaria a tempo na capital devido ao enorme acidente na Rodovia dos Imigrantes no dia anterior. 

O relógio mostrava que faltavam 15 minutos para as três da tarde, ou seja, não daria tempo de ver mais nada. Um abatimento instantâneo tomou conta de mim, mas com a ajuda dos céus não perdi a tarde, pois o seu Natal apareceu na porta da casa grená logo em seguida e resolvemos então colocar em prática o famigerado "Plano B". Fomos para Barueri, aonde o Grêmio local enfrentaria o Santo André em peleja válida pela 10ª rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A2. Por incrível que pareça, foi a primeira vez que vi um jogo do GRB na Arena por algum campeonato paulista... Surreal. 

O caminho da Mooca até a cidade da Grande São Paulo foi feito com muito trânsito e cheguei na Arena com as equipes já em campo. Na base do laço, consegui heroicamente captar as imagens das duas equipes de forma exclusiva. 


Grêmio R Barueri - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez. 


EC Santo André - Santo André/SP. Foto: Fernando Martinez. 

Passando da metade da fase inicial da A2, os dois times ainda estão devendo. Mas sem dúvida a pior situação é do Grêmio. Em nove jogos disputados, o time somava apenas uma vitória (1x0 contra o Capivariano em 26 de janeiro) antes do confronto contra o Ramalhão. Com uma série de sete jogos sem vitória, o time faz parte da zona de rebaixamento do certame faz um bom tempo. 


Atletas do Santo André e do Grêmio Barueri correndo atrás da bola. Foto: Fernando Martinez. 

Para quem viu a equipe jogar (e ir bem) na Série A do Brasileiro e na A1 do Paulistão, é triste acompanhar a situação atual do time barueriense. Na minha humilde opinião, a ida para Presidente Prudente foi um enorme tiro no pé e as consequências desse infeliz ato político estão sendo vistas nos dias atuais. Após a queda para a Série C em 2012, agora o time é candidatíssimo a voltar para a A3 depois de oito anos. 


Goleiro do Ramalhão voando no gramado da Arena Barueri. Foto: Fernando Martinez. 


Zagueiro visitante se preparando para tirar a bola de perto da sua área. Foto: Fernando Martinez. 

Apesar do restrospecto ruim, o jogo foi bom e bastante movimentado na Arena. O Grêmio me surpreendeu e fez um ótimo primeiro tempo, criando boas chances para abrir o marcador. O time visitante, jogando com sua nova e belíssima camisa da Kappa, também levou relativo perigo à meta local. 


Mais um bom ataque do Grêmio no tempo inicial. Foto: Fernando Martinez. 

Para alegria da torcida, o camisa 7 Marlon abriu o placar para o onze barueriense aos 32 minutos após chute forte dentro da área. Mesmo tentando chegar à igualdade ainda no tempo inicial, as equipes foram para os vestiários com a vitória parcial dos locais. 


Chute de Marlon que originou o primeiro gol do Barueri. Foto: Fernando Martinez. 

Só que nem bem os times tinham deixado o gramado, presenciei um dos espetáculos mais lamentáveis em mais de 2100 jogos in loco. Por quase 30 minutos, a Arena Barueri se viu palco de brigas generalizadas entre as torcidas organizadas ali presentes. Primeiro, o arranca-rabo entre dois grupos de organizados do Grêmio. O seu Natal quase foi atingido por socos, pois se encontrava entre os ditos "torcedores". 


Primeira confusão do dia: Torcidas "organizadas" do Grêmio Barueri brigando entre si. Foto: Fernando Martinez. 

Para parar essa enorme confusão, os policiais presentes deram vários tiros para o alto (!). Cerca de dez minutos depois, finalmente os ânimos por ali se acalmaram, mas logo em seguida a torcida organizada do Santo André tentou invadir o espaço reservado aos locais. Foram minutos de apreensão, pois se isso tivesse realmente acontecido, o problema poderia ter sido muito pior pois apenas três PMs estavam nas arquibancadas. 


Segunda confusão do dia: Torcida do Santo André prestes a invadir o espaço destinado à torcida local. Foto: Fernando Martinez. 

E como desgraça pouca é bobagem, depois de tudo isso a torcida organizada do Ramalhão resolveu brigar entre si. O segundo tempo já havia começado, mas esses indivíduos estavam mais preocupados em bater nos outros do que acompanhar o que acontecia em campo. A treta só foi interrompida quando os "prestativos" policiais finalmente deram o ar da graça. 


Terceira confusão do dia: Briga entre a própria torcida do Santo André. Foto: Fernando Martinez. 

Não sei o motivo das brigas, mas acredito que não exista motivo suficiente para que uma discussão num jogo desse naipe (com times menores e quase sem torcedores no estádio) vire um quebra-pau como aconteceu. As várias crianças presentes poderiam ter sido atingidas e inocentes (como o seu Natal) poderiam ter sido agredidos sem motivo algum. 

Para terem uma ideia da surrealidade dos fatos, o pessoal do time andreense, mais preocupados com a briga, não viu a equipe do ABC voltar para o tempo final muito melhor do que o Barueri. Não viu também a bonita jogada que originou o gol de empate do Ramalhão aos 10 minutos e que terminou com a conclusão precisa de Gustavo. 


Ataque do time andreense no tempo final. Foto: Fernando Martinez. 

Mesmo após o final de todo o "sururu colossal" (espressão by David Libeskind), o clima no estádio ficou estranho. Poucos conseguiram assistir o segundo tempo despreocupados ou completamente na boa. Triste para quem gosta de ver o futebol jogado dentro das quatro linhas com a torcida fazendo apenas festa. 


Bola alçada dentro da área visitante. Foto: Fernando Martinez. 

O Grêmio tinha deixado o bom futebol no vestiário, e com toda a justiça o Santo André chegou ao segundo gol aos 33 minutos com o camisa 6 Márcio Careca. A efêmera pressão local nos minutos restantes não foi suficiente para evitar outra derrota no certame. 


Bola entrando no gol do Barueri... Era a virada do Santo André. Foto: Fernando Martinez. 

Final de jogo: Grêmio Barueri 1-2 Santo André. O triunfo deixou o Ramalhão na 11ª posição, agora com 13 pontos ganhos. O Grêmio permanece com nove ocupando a 18º posição, agora com cinco derrotas em dez partidas. Mas ao final da tarde, a maior derrota mesmo foi das torcidas "organizadas" que estiveram presentes na Arena Barueri. 

Saímos do estádio e passei o restante do sábado comemorando uma data bastante importante. Cheguei em casa muito tarde e sem ânimo para fazer uma rodada tripla no domingo. Mesmo abortando o jogo da manhã, acompanhei uma sensacional rodada dupla rubro-verde. 

Até lá! 

Fernando

Um comentário: