Procure no JP

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Quarta-feira com Barcelona na pauta do JP

Fala, pessoal!

Diferente do que alguns possam imaginar, o título do post não diz respeito ao dito grande time da atualidade, que fez um jogo difícil contra o Milan na quarta-feira passada, válido pela Champions League. O Barcelona em questão é seu xará paulistano (bom, aqui no JP não poderia ser outro), que nesse ano de 2011 ficou fora do profissionalismo, mas jogou campeonatos de base da FPF.

Um leitor mais atento ao cronograma futebolístico poderia perguntar "mas os campeonatos de base da FPF estão todos na reta final, então como o time da zona sul pode estar ainda em atividade?". Realmente, como o ano de 2011 está nos seus últimos suspiros, chegou a hora do pessoal do JP (no caso, somente eu mesmo) buscar pelejas incomuns e perdidas.

Graças a uma pesquisa do amigo Renato Rocha, descobrimos um torneio perdidaço válido por uma entidade que nunca apareceu nas páginas virtuais do JP. Falo da Associação Paulista de Futebol, fundada em 1985 e responsável por organizar torneios de base com a presença de vários times que também fazem parte da FPF. Nesses meses de novembro e dezembro, a APF armou um simpático torneio com 12 equipes, a I Copa Ouro sub-18.

Um torneio como esse precisava contar com a presença do blog. Perdi a chance de cobrir duas partidas nas semanas anteriores pois ainda estava na minha fase Pearl Jam, mas nessa semana a minha presença foi obrigatória. Afinal de contas, não dava para perder o jogo entre Barcelona e Guarulhos no Estádio Ícaro de Castro Mello em plena quarta às 19 horas. Jogo mais perdido, impossível.


Barcelona EC (sub-18) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


AD Guarulhos (sub-18) - Guarulhos/SP. Foto: Fernando Martinez.


Trio de arbitragem da partida e capitães das equipes. Foto: Fernando Martinez.

As duas equipes fazem parte do Grupo 1 do certame, que também conta com Pão de Açúcar, Itapirense, Bragantino e Matonense. O Grupo 2 conta com as equipes do Juventus, Taubaté, Ituano, São Caetano, Monte Alegre Futebol e Paraná Clube (ainda falarei sobre a presença desse time no próximo post sobre o torneio). A peleja foi válida pela última rodada da primeira fase, e o onze paulistano precisava da vitória para garantir a vaga na segunda fase. Um empate bastava para o time visitante se classificar.

Ao chegar no Ibirapuera logo encontrei o amigo Renato, pronto para fazer seu début como gandula (!) numa partida de futebol. Depois conversei bastante com o sempre simpático presidente do Barcelona Paulo Moura, que falou sobre os planos do time para 2012. A ideia é que a equipe de São Paulo volte em definitivo para o profissionalismo, inclusive mandando os jogos no Ícaro de Castro Mello em dias de semana no período noturno. Torcemos (e muito) para que isso realmente aconteça.


Ataque local pela esquerda no comecinho da peleja. Foto: Fernando Martinez.

Entrei então no campo de jogo e pude notar que a demorada reforma deixou o local com um aspecto muito melhor do que vi na minha última visita lá, no ano de 2008. A parte coberta e as arquibancadas estão com assentos novos, a iluminação é ótima e o gramado, se não é nenhum tapete, é melhor do que 80% do que temos no estado. Não demorou para que o Mílton e o Sérgio logo chegassem e se juntassem ao que vos escreve para acompanhar a peleja.


Bola alçada na área do Guarulhos. Foto: Fernando Martinez.


Ótima chance dos donos da casa, mas que foi desperdiçada. Foto: Fernando Martinez.

Num final de tarde extremamente agradável, vimos uma partida muito bem disputada e recheada de emoções, por mais que isso possa parecer estranho. Fomos acompanhar o ataque local nos primeiros 45 minutos, e a equipe paulistana tentou abrir o marcador em rápidas investidas pelas laterais, mas não teve êxito. O quadro guarulhense, que no começo se limitou apenas a suportar a pressão paulistana, passou a criar boas chances após os 30 minutos.


Detalhe do belíssimo final de tarde na capital paulista. Foto: Fernando Martinez.


Zaga do Guarulhos afastando o perigo. Foto: Fernando Martinez.

Aos 35 então veio o primeiro gol da equipe da Grande São Paulo. A bola foi alçada na área a Felipinho apareceu livre e sem marcação para tocar de cabeça e deixar o ADG em vantagem. Antes do intervalo chegar o time marcou o segundo, agora com Maicon entrando pela direita e chutando cruzado na saída do goleiro aos 43. No intervalo aproveitamos que o Renato era um dos guardiões das bolas da partida e então organizamos uma animada disputa de pênaltis. De forma brilhante, defendi uma cobrança do Mílton e me saí vencedor da contenda.


Detalhe do pênalti batido (com estilo) pelo amigo Mílton. Mas ele não contava com as minhas precisas habilidades de goleiro para fazer a defesa. Foto: Renato Rocha.


A zaga do Barcelona rentou cortar, mas o atacante do Guarulhos quase marca o terceiro nesse lance. Foto: Fernando Martinez.

No segundo tempo ficamos do mesmo lado do campo, agora acompanhando o ataque guarulhense. O Barcelona tentou impor algum domínio na peleja, mas a defesa do ADG neutralizou de forma precisa as investidas. O time visitante foi dono do jogo, e chegou perto de ampliar o placar mais de uma vez. A chance mais fantástica saiu num chute do meio de campo (!), aonde a bola encontrou a trave do goleiro paulistano. Seria uma pintura de gol. Minutos depois, mais precisamente aos 37, o terceiro finalmente saiu num chutaço de muito longe de Tauan. O arqueiro local fez golpe de vista e a bola acabou encontrando o ângulo esquerdo.


Boa saída do goleiro local. Foto: Fernando Martinez.


Bola no fundo das redes do Barça paulistano, no terceiro gol sofrido pela equipe. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Barcelona 0-3 Guarulhos. A vitória classificou o quadro visitante, que pelas quartas de final agora pega o Juventus fora de casa na próxima semana. Se tudo der certo (leia-se se eu acordar direitinho) estarei presente no jogo. E independente da derrota, o que valeu mesmo foi ver mais uma vez o Barcelona em campo, e contamos muito que a equipe possa mesmo voltar ao profissionalismo em 2012.


De dentro do gol, detalhe de ataque visitante no final do jogo. Foto: Fernando Martinez.


O amigo Renato Rocha, no seu histórico début como gandula "profissional". Foto: Fernando Martinez.


O pódio mostrando os destaques da noite no Ibirapuera. Foto: Fernando Martinez.

Após o apito final ainda ficamos por ali conversando muito e sem nenhuma pressa pegamos o caminho da roça rumo ao metrô Paraíso. Bom demais rever os amigos e jogar conversa fora. Na quinta-feira encontrei novamente o pessoal para mais um jogo dessa competição, agora na Rua Javari.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário