Procure no JP

segunda-feira, 11 de setembro de 2006

Duelo dos anos 60 no Parque São Jorge

Opa,

Finalizando os posts com jogos do final-de-semana, no último domingo iria fazer uma viagem interestadual, mas o cansaço e a constante falta de verba me impediram de viajar. Como plano B, um jogo que lembrava jogos inesquecíveis nos anos 50 e 60. No Parque São Jorge jogaram pela Copa FPF, Corinthians e XV de Piracicaba. Não fiz a pesquisa, mas deve ter muito tempo que esse jogo não acontecia no estádio corintiano. Junto comigo o trio que foi acossado em Mogi das Cruzes na semana anterior: Mílton, David e o Seu Natal.

Chegamos cedo, e como quem não quer nada, tentei tirar as fotos dos times posados. Graças à simpatia do chefe dos fiscais Marcelo, a autorização me foi concedida e assim pude tirar as fotos inéditas da partida:


SC Corinthians Paulista - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


EC XV de Novembro - Piracicaba/SP. Foto: Fernando Martinez.


O árbitro Waldemar Barufi Junior, os auxiliares Marcos Roberto Levado e Rafael Luiz da Silva, o quarto árbitro Maurício Fioretti posam para o JP junto com os capitães de Corinthians e XV. Foto: Fernando Martinez.

O jogo era essencial para as pretensões corintianas na Copa. Dos próximos quatro jogos do time, só um será realizado no Parque São Jorge, então a vitória era obrigatória. O XV também prometia força total com sua equipe principal. Mas desde o começo, o jogo foi dominado pelo onze corintiano. Não que tenha sido uma pressão maçica, mas o time mostrou melhor futebol do que os visitantes. Embora a melhor chance do jogo até os 30 minutos tenha sido do time piracicabano, foi o Timão quem abriu o placar.

Aos 33 minutos, depois de jogada rápida pela direita e aproveitando a falha da marcação do XV, o cruzamento encontrou o jogador Daniel Grando, e ele marcou o primeiro gol da partida. Quatro minutos depois, aos 37, o alvinegro do parque chegou ao segundo gol. Em lance parecido com o do primeiro tento, a bola foi cruzada da direita para dentro da área e encontrou o jogador Gênesis livre para fazer o seu.


Início da jogada que resoltou no primeiro gol corintiano no Parque. Foto: Fernando Martinez.


Lance do segundo gol do alvinegro do Parque contra o XV de Piracicaba. Foto: Fernando Martinez.

Com o dois a zero no placar, o jogo ficou mais tranquilo para o Corinthians que levou assim até o fim do primeiro tempo. Nesse intervalo provamos que o quarteto mágico do JP atrai confusão mesmo. Ficamos vendo de camarote uma discussão que poderia ter dado problemas sérios entre torcedores dos dois times. Menos mal que nada de mais complicado aconteceu e assim pudemos curtir o David conversando sobre pastéis e sorvetes de boa.


Ríspida discussão e uma "quase" briga nas arquibancadas, mostrando que estamos atraindo confusões (vide Mogi...). E o Mílton, David e o Seu Natal posando no meio de conversas obscenas do David. Fotos: Fernando Martinez.

No segundo tempo, o Corinthians voltou disposto a fechar de vez a partida. Aos 13 minutos, o jogador Diego acabou marcando o terceiro gol dos donos da casa, depois de bobeada incrível da zaga quinzista. O time do Parque ainda perdeu a chance de fazer mais dois ou três gols em preciosismo do seu ataque.


Ataque do XV no início do segundo tempo, tentando marcar ainda seu primeiro gol. Foto: Fernando Martinez.

Aí que o XV cresceu e passou a gostar do jogo. Vendo que o Corinthians estava só cadenciando a partida, o time do interior ampliou o ritmo e passou a incomodar e criar boas chances. Mas o gol dos visitantes só chegou aos 45 minutos, quando o jogador Joe Willy escorou depois de cruzamento da direita. O XV ainda perdeu mais uma clara chance de marcar o segundo, mas aí já era tarde.


Depois do primeiro gol, o XV se animou e buscou ainda ameaçar a vitória corintiana no Parque. Essa falta levou muito perigo à meta do Corinthians. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Corinthians 3-1 XV de Piracicaba. Boa vitória do Timão em busca de vaga à Segunda Fase da Copa FPF. O time agora joga três dos quatro jogos restantes fora de casa. Tarefa complicada, mas não que seja nada impossível. Já ao XV resta juntar os cacos da derrota e provar que seu time é bom, e que o futebol apresentado no final do jogo possa vir a ser uma constante.

No resto da tarde nada foi feito, já que não existe mais futebol no domingo à tarde em São Paulo. Mas de qualquer jeito, já estamos pensando no que faremos nos próximos dias. Em breve, tem um post especialíssimo, com um dos jogos mais perdidos de todos os tempos, visto pelo Orlando semana passada em uma viagem mágica. Fiquem ligados!

Até lá!!!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário