Procure no JP

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Grande vitória do Nacional na sua estreia na A3 2009

Fala pessoal!

Depois do empate grená no sábado, fui curtir o churrasco de despedida no meu QG no Pari. E mesmo baleado e extremamente cansado, ainda encontrei forças sobrenaturais para ir acompanhar uma partida do Campeonato Paulista da Série A3. Sem dormir e com um calor absurdamente insuportável, rumei até o Estádio Palestra Itália para as estréias de Palmeiras B e Nacional na competição, fazendo uma espécie de clássico paulistano.

Em virtude do calor, da falta de descanso e de um momento leseira, não consegui as fotos oficiais das equipes. Mas isso nem é problema, pois as duas equipes aparecerão bastante no JP no decorrer da Série A3. Então fui buscar meu lugar nas numeradas do Palestra. Vale registrar que não via um jogo do Palmeiras B em seu estádio desde o longínquo 27 de janeiro de 2007, numa noite de sábado com um empate sem gols contra o Taquaritinga. Esperava com ansiosidade o momento de poder voltar a ver jogos do "verdinho" ali.

Falando do jogo, não esperava muito do Palmeiras B pois o amigo Fernando Galuppo tinha dado as coordenadas para essa partida. Já do Nacional, queria ver como o time se portaria nessa estréia, rumo ao sonhado acesso para a A2 em 2010. Estamos acostumados a ver estréias bem ruins do Naça, mas a esperança é a última que morre.


Começo de ataque do Nacional no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Foi o Palmeiras B quem começou o jogo pressionando a defesa adversária. O time verde chegava bastante perto do gol nacionalino, mas a pressão era só de leve, já que a bola não foi chutada direto no gol em nenhuma vez. O Nacional, depois de sentir o esquema do jogo, resolveu então ir pra cima do Palmeiras B.

Logo aos 14 minutos o Naça abriu o marcador. Em grande jogada pela esquerda, o jogador Adriano recebeu e chutou forte e cruzado. A bola passou por baixo do goleiro alviverde e entrou no canto esquerdo do gol. Festa da boa torcida do Naça presente no estádio. A festa aumentou aos 17 minutos, num pênalti marcado pelo árbitro em favor do time azul. Na cobrança, Ferreira bateu com estilo e ampliou.


Segundo gol do Nacional, em cobrança de pênalti de Ferreira. Foto: Fernando Martinez.


Ataque do Palmeiras B e boa defesa do goleiro nacionalino. Foto: Fernando Martinez.

Com a boa vantagem, o Nacional passou a administrar o resultado e o Palmeiras B se mandou para o ataque. Mas o time não conseguia criar chances perigosas e ainda via o Naça levar perigo nos contra-ataques. De tanto insistir, o time verde fez seu primeiro gol aos 41 minutos. Gol marcado pelo jogador Ronivaldo e que deu esperanças do empate na segunda etapa.


Ataque do Nacional pela direita do seu ataque. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo estava tão destruído que não consegui sequer levantar do meu lugar (com vento) nas numeradas. Vi o pessoal do Taboão da Serra por lá e alguns jogadores curtindo a manhã de domingo. Eu já ficava desanimado só de pensar em sair no final do jogo debaixo daquele tempo insuportável... mas mais 45 minutos ainda me separavam disso.

O Palmeiras B tentava, tentava, tentava, mas não esatava no seu dia mesmo. O Nacional continuava perigoso mas chance que é bom mesmo nada. O time da Comendador Souza matou de vez o Palmeiras aos 20 minutos, num belo gol tramado pelo ataque nacionalino. O jogador Rafael Tavares aproveitou cruzamento da direita e encheu o pé. Era o terceiro gol dos visitantes.


Começo da jogada do terceiro gol do Nacional, com o cruzamento da direita. Foto: Fernando Martinez.


Aqui, Rafael Tavares já saindo para o abraço. Foto: Fernando Martinez.

O Nacional ainda poderia ter ampliado o placar, mas o goleiro alviverde fez boas intervenções. Mas no final, o placar ficou mesmo em Palmeiras B 1-3 Nacional. Grande vitória dos visitantes, que começam com o pé direito a A3 de 2009. Para o Palmeiras B, fica a esperança de que quando o time mesmo jogar, o futebol possa ser melhor dentro do gramado.

Com o jogo acabado foi a hora de encarar o sol forte. Almocei perto do estádio e fui no combo ônibus/metrô terminar detalhes da mudança. Mas derretendo desisti logo dessa jornada.

Até mais

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário