Procure no JP

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Campinas goleia Inter de Limeira em Araras pela Série A3

Olá,

De vez em quando algum jogo válido pelas competições promovidas pela FPF, acaba sendo marcado para uma cidade que não é a do mandante e, por mais curioso que possa parecer, a galera do JOGOS PERDIDOS curte muito o chamado "jogo em campo neutro". Por conta disso, no último sábado, saí de casa ainda de madrugada e me mandei com destino à bela cidade de Araras, mais precisamente até o Estádio Dr. Hermínio Ometto, casa do União São João da Série A2, para acompanhar a partida A.A. Internacional de Limeira contra o Campinas F.C. que valeu pela segunda rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A3.

Essa partida não foi realizada em Limeira por conta do estádio da Inter (Limeirão) ter sido cedido para realização de um evento pré carnavesco. Coisas do nosso calendário. E depois de uma viagem super tranquila, cheguei ao estádio meio em cima da hora e já fui me virando para conseguir as tradicionais fotos oficiais dos times e da arbitragem, as quais estão abaixo:


A.A. Internacional - Limeira/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Campinas F.C. - Campinas/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem acompanhado pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

Debaixo de um sol escaldante, amenizado por um ventinho providencial, a partida teve início e o Campinas saiu com tudo para cima da defesa dos "donos da casa", sempre explorando as jogadas pelas pontas. Não demorou muito e o time campineiro quase inaugurou o placar, aos 5 minutos, numa jogada realizada pela ponta direita por intermédio de Allan que errou o alvo e desperdiçou a primeira grande chance do jogo.

O domínio do Campinas era tão flagrante que aos 7 minutos a "Águia" abriu o placar através do camisa 10 Reinaldo, numa cabeçada certeira ao aproveitar cruzamento perfeito de Allan em mais uma jogada pela ponta direita.


Bola no fundo do barbante limeirense no primeiro gol campineiro. Foto: Orlando Lacanna.

A Inter não teve tempo nem de se recompor por ter sofrido o primeiro gol e, dois minutos depois, sofreu o segundo, marcado por Caio, que também aproveitou cruzamento, só que agora vindo da ponta esquerda, num lance em que o setor defensivo limeirense ficou assistindo o atacante campineiro dominar e fuzilar o goleiro Elisandro.


Momento exato da conclusão de Caio no segundo gol campineiro. Foto: Orlando Lacanna.

A vantagem de dois gols no placar em tão pouco tempo, fez o Campinas dar uma diminuída no ritmo e, com isso permitiu à Inter chegar mais ao campo de ataque, porém o goleiro Diego Júnior, em duas oportunidades na mesma jogada, aos 23 minutos, acabou com a chance dos alvinegros. Na sequência, aos 24 minutos, a Inter chegou perto da marcação do seu gol, nos pés de Potita, mas dessa vez quem salvou foi a zaga campineira que fez o corte quase em cima da linha fatal.


Defesa espetacular de Diego Júnior evitando o gol da Inter. Foto: Orlando Lacanna.

O Campinas foi obrigado a substituir o goleiro Diego Júnior, aos 30 minutos, por ter se contundido num choque com o adversário, cedendo o lugar para Fagner que era o titular no ano passado. Um minuto depois da substituição, o Campinas chegou com perigo novamente, porém a chance foi neutralizada por uma defesa arrojada do goleiro da Inter que saiu com coragem e abafou a bola.

Do trigésimo quinto minuto em diante, o jogo perdeu um pouco do ritmo, mas mesmo assim os visitantes continuaram sendo mais perigosos e acabaram chegando ao seu terceiro gol, aos 45 minutos, anotado por Renaldo Leme em cobrança de pênalti, cometido pelo zagueiro Adinaldo que colocou o braço na bola, numa jogada até certo ponto sem perigo.


Pênalti convertido por Reinaldo Leme no terceiro gol do Campinas. Foto: Orlando Lacanna.

Alguns minutos após a cobrança do pênalti, o árbitro apontou para o grande círculo, encerrando a primeira etapa com a expressiva vantagem de 3 a 0 a favor dos visitantes. Nem é preciso dizer que passei boa parte do intervalo na busca incessante pelo precioso líquido, pois parecia que eu estava na África quando o ventinho dava um tempo. Além disso, fiquei batendo um papo com os amigos da Rede Vida sobre as dificuldades da maior parte dos times do nosso interior.

Partida reiniciada e, como não tinha outra alternativa, a Inter saiu na busca do seu primeiro gol e, dessa forma teve a posse de bola por mais tempo, até os primeiros quinze minutos, criando algum perigo para o goleiro Fagner.


Um dos ataques da Inter no início da segunda etapa. Foto: Orlando Lacanna.

O time campineiro jogava com inteligência, só cercando o adversário e esperando o momento certo para dar o bote e, isso acabou acontecendo aos 18 minutos, quando Caio marcou o quarto gol da sua equipe, num arremate com categoria desferido da entrada da área que entrou no ângulo esquerdo da meta do goleiro da Inter.


Mesmo voando o goleiro Elisandro não evitou o quarto gol do Campinas. Foto: Orlando Lacanna.

Após a marcação do seu quarto gol, o Campinas passou a administrar o jogo, tocando mais a bola e procurando fazer o tempo passar. A Inter não desistia de lutar, mas era flagrante a sua dificuldade para articular jogadas mais efetivas que poderiam resultar em gols. A rigor, o time de Limeira só levou perigo em três oportunidades, ainda no primeiro tempo.

Partida encerrada e o marcador final ficou mesmo em Internacional 0 - 4 Campinas que deixou os visitantes com 100% de aproveitamento (duas vitórias em dois jogos) na competição e dando sinais claros que poderão realizar uma boa campanha, chegando inicialmente ao bloco dos 8 classificados à próxima fase e, quem sabe, pensar no acesso, pois a base está formada e é muito boa. Quanto à Inter, infelizmente, as perspectivas não são animadoras, uma vez que realizou dois jogos e saiu derrotada nos dois, tendo sofrido 7 gols e não marcado nenhum e isso preocupou muito a pequena torcida do "Leão da Paulista" presente. Ficam a expectativa e a esperança de que possa haver uma sensível melhora.

Tão logo o árbitro encerrou a partida, rumei para o Terminal Rodoviário com o objetivo de embarcar rumo a São Paulo e terminar o resto do sábado no aconchego do lar, pois no domingo pela manhã, lá vou eu para outra cidade do interior para conferir uma partida importante da Série A2, mas isso é papo para depois. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário