Procure no JP

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Atibaia vence o Paulistinha e começa bem a quarta fase da Segundona

Opa,

Após a jornada dupla em Louveira no sábado cedo, a caravana da coragem seguiu até a cidade de Atibaia para o início dos trabalhos na quarta e decisiva fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Pela primeira rodada do Grupo 19, o SC Atibaia recebeu o surpreendente Paulistinha no Estádio Salvador Russani.

Dono da terceira melhor campanha até então (43 pontos ganhos em 22 jogos disputados), o time de São Carlos busca o acesso apenas na sua segunda temporada como time profissional, fato que ninguém dentro das suas plenas faculdades mentais poderia imaginar antes do certame começar. O Falcão, que fez a quinta melhor campanha (40 pontos ganhos nos mesmos 22 jogos), volta à fase final depois de seis anos.


SC Atibaia - Atibaia/SP. Foto: Fernando Martinez.


CA Paulistinha - São Carlos/SP. Foto: Fernando Martinez.

Em 11 jogos disputados em casa, o time laranja venceu seis, empatou quatro e perdeu apenas um, pasmem, para o SEV (que chegou a tomar um 10x0 do Nacional dias depois). Esse bom retrospecto era um alento para que o time pudesse fazer uma boa estreia. Nesse jogo tive a companhia, além dos amigos Paulo "Shrek", Renato, Luiz e Juliana, do Estevan Mazzuia, presente direto de Santos para "tirar o J" do CAP.


Capitães dos times e trio de arbitragem composto pelo árbitro Júnior César Lossávaro e os assistentes Daniel Paulo Ziolli e Risser Jarussi Corrêa. Foto: Fernando Martinez.


Foto panorâmica do Salvador Russani para Atibaia x Paulistinha. Foto: Estevan Mazzuia. 

E como deve ser a tônica nessa fase decisiva, a peleja foi bastante equilibrada, com poucas chances reais de gol e concentrada no meio-campo. As duas equipes pareciam estar mais preocupadas em não sofrer nenhum tento do que ficar em vantagem no marcador.


Zaga do Paulistinha interceptando passe no ataque do Falcão. Foto: Fernando Martinez.

O fortíssimo calor, que chegou a absurdos 34 graus, também não deixou que o jogo fluísse de uma forma natural. Eu fiquei durante todo o tempo inicial numa providencial sombra no ataque atibaiense e posso garantir que os 45 minutos pareceram 450. O óbvio 0x0 foi o placar ao final do primeiro tempo.


Bola alçada na área visitante. Foto: Fernando Martinez.

Para o tempo final fui para as arquibancadas e dali curti o jogo junto aos amigos presentes. O Atibaia voltou com um leve domínio e aos 8 minutos abriu o marcador. Depois de escanteio pela esquerda, Henrique subiu no segundo andar e cabeceou firme para o fundo das redes. O arqueiro são-carlense ainda tocou na bola, mas não conseguiu fazer a defesa.




O gol do Atibaia em três momentos: Nas duas primeiras imagens, Henrique sobe entre a zaga para cabecear firme e abrir o placar. Na terceira, o camisa 11 comemorando o seu quarto gol na Segundona. Fotos: Fernando Martinez e Estevan Mazzuia.

Esse tento fez com que o Paulistinha, claramente jogando pelo empate, acordasse e fosse pra cima do onze local. Só que os seus atacantes não estavam numa tarde inspirada e perigo real ao gol do time da casa só aconteceu numa isolada cobrança de falta. Tirando isso, nem em sonho o CAP chegou perto de deixar tudo igual.


Atacante do Atibaia sob a forte marcação da zaga são-carlense. Foto: Fernando Martinez.

O Atibaia ainda teve tempo para chegar perto de ampliar sua vantagem por duas vezes. A primeira numa grande confusão na área em que a bola ficou pererecando sem dono por alguns segundos e a segunda num cruzamento da direita que caprichosamente bateu na trave.


Confusão grande na área do Paulistinha. Foto: Fernando Martinez.


O time laranja começou a quarta fase da Segundona com o pé direito. Foto: Estevan Mazzuia.

No fim, o placar de Atibaia 1-0 Paulistinha fez com que o Falcão somasse os primeiros três pontos na difícil luta por uma vaga na Série A3 em 2014. Na outra partida da chave, a Matonense venceu o Tupã por 2x1 jogando fora de casa e terminou a primeira rodada na primeira colocação no saldo de gols.

Derretendo e num mal-estar que só o calor insuportável pode nos proporcionar, voltamos para São Paulo depois do apito final para uma boa noite de descanso. No domingo cedo, fui ao Nicolau Alayon começar a acompanhar os últimos momentos de um time profissional de futebol. Assim como acompanhei os derradeiros jogos do Palmeiras B no primeiro semestre, agora chegou a vez do quase extinto Audax estar no mesmo esquema.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário