Procure no JP

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

São Paulo nas semifinais da Copinha

Opa,

No último domingo, em mais uma tarde de chuva na Grande São Paulo, o JP esteve presente em mais um jogo válido pelas quartas-de-final da 39ªCopa São Paulo. O jogo não era perdido, mas seguir sozinho de ônibus, com um guarda-chuva furado, sem grana e debaixo de uma chuva absurda não é tarefa para qualquer um. Nesse esquema segui até o Estádio Antônio Soares de Oliveira, em Guarulhos, para o jogo entre São Paulo e Grêmio.

Cheguei cedo e logo arrumei o esquema da autorização para as fotos posadas. Afinal de contas, mesmo não sendo um jogo perdido e com dois times grandes do futebol brasileiro, aonde todos poderiam ver as fotos oficiais posadas? Só aqui no JP:


São Paulo FC (Sub 20) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Grêmio FBPA (Sub 20) - Porto Alegre/RS. Foto: Fernando Martinez.

O jogo reuniu dois times que sempre entram como favoritos em qualquer campeonato que disputem, e na Copinha isso não funciona diferente. O São Paulo vinha de eliminar o Fluminense, enquanto o Grêmio tinha despachado a Ponte Preta nos penais (em jogo contado aqui pelo Orlando). A tendência era de um jogo extremamente disputado.

Mas no primeiro tempo, debaixo da forte chuva que insistia em piorar cada vez mais, as chances de gol não foram muitas não. O São Paulo começou melhor, mas pecava sempre no último toque. Já o Grêmio levava algum perigo nos contra-ataques, mas a grosso modo só teve mesmo duas chances nos 45 minutos iniciais.


Visão de longe do jogo entre São Paulo e Grêmio e os incontáveis guarda-chuvas. Foto: Fernando Martinez.

A torcida presente em Guarulhos por sua vez estava mais preocupada em se proteger da chuva, numa verdadeira passarela de guardas-chuvas, capas de chuva coloridas, sacos plásticos gigantes e até providenciais caixas de papelão serviam para tentar ficar um pouquinho seco. A parte debaixo das arquibancadas também serviu como proteção, mesmo que a visão ficasse totalmente comprometida.


Cruzamento perigoso para o tricolor paulista. Foto: Fernando Martinez.

Nessa toada a partida continuava rolando para o olhar dos molhados torcedores. E quando todos pensavam que o placar não seria aberto no primeiro tempo, a zaga do Grêmio resolveu presentear o time paulista. Aos 44 minutos, depois de cruzamento da esquerda, o zagueiro Inácio foi cortar e colocou para dentro do seu próprio gol. São Paulo 1 a 0 e intervalo de jogo.


Lance do jogo em ataque do São Paulo no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

O intervalo valeu para curtir o bar do Flamengo, já famoso pelas suas iguarias mostradas no JP. Mas dessa vez o genial queijo-quente não estava sendo vendido, então o jeito foi me virar com salgadinhos de isopor e pipoca-doce com muita química. Mais natural impossível.

Voltando ao jogo, o segundo tempo prometia um jogo mais eletrizante, já que o Grêmio teria que sair pra cima do São Paulo, buscando sua classificação. Achei que finalmente veria o time que fez 12 gols num só jogo, mas acabei vendo um futebol, assim como no jogo que acompanhei contra o Botafogo/PB, abaixo da média.


Mais um ataque paulista na segunda etapa. Foto: Fernando Martinez.

Durante todo o segundo tempo o Grêmio não conseguiu sequer dar um único chute no gol tricolor. O time se mostrou completamente limitado e não foi capaz que emocionar nem seu mais fanático torcedor. Confirmei realmente que o time não era tudo isso quanto pintou. O São Paulo, que não tem o seu melhor time na história da Copinha, foi senhor do jogo e perdeu gols e parecia que faria mais um quando bem quisesse.


Mais uma chance do São Paulo, num segundo tempo totalmente paulista. Foto: Fernando Martinez.

Jogando de forma simples mas objetiva, o time paulista deu as caras nos 45 minutos finais e aos 38 minutos fechou o placar de um jogo fácil. Numa jogada típica de video-game, a bola foi cruzada de trás na linha de fundo para o meio da área. O jogador Roniele então só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes e fechar o placar.

Final de jogo: São Paulo 2-0 Grêmio. O São Paulo chega às semifinais aonde joga contra a surpresa de Santa Catarina, o Figueirense, para definir uma vaga na Final, que rola dia 25 próximo. Depois do jogo, voltei pela mesma via-crucis totalmente encharcado para meu lar, já pensando nas próximas rodadas aqui no JP.

Abraços

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário