Procure no JP

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Rio Branco avança para final inédita da copinha

Olá!

De volta aos jogos de janeiro, segui até a Rua Comendador Souza, para acompanhar a reta final da Copa São Paulo de Juniores. Valendo por uma das semifinais, Rio Branco x Internacional de Porto Alegre, se enfrentaram no Estádio Nicolau Alayon. Por lá, encontrei o Orlando, que fez as fotos da partida. Pensei que até encontraria mais integrantes oficiais do JP, mas isso não aconteceu. Mas para não passar batido, acabei revendo o grande JR (ex-Jandir), além de conhecer o Rodrigo Colucci, que sempre assiste nossos programas da ClicTV. E para iniciar, vamos com as fotos oficiais da partida.


Rio Branco E.C. (Sub 20) - Americana / SP. Foto: Orlando Lacanna.


S.C. Internacional (Sub 20) - Porto Alegre / RS. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem, formado pelo árbiro Lucenilton Souza Ferreira, pelos assistentes Herman Brumel Vani e Daniel Luis Marques e pelo quarto árbitro Daniel Destro do Carmo, junto com os capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

O jogo começou com um rítmo muito distante de uma semifinal, com as equipes se respeitando muito e fazendo um início até lento de partida. Com o decorrer do jogo, a boa equipe do Rio Branco começou a aparecer mais no ataque, criando algumas boas jogadas.


Marcação do Rio Branco em cima do lance. Foto: Orlando Lacanna.

O jogo foi esquentando, até que aos 22 minutos, numa boa jogada de ataque, Bruno abriu o placar para a equipe da cidade de Americana. Na sequência, o Internacional teve um período de desencontro e o Rio Branco ficou bem perto de marcar o segundo gol. Ainda com o Colorado não se acertando em campo, em um rápido contra-ataque, Bregalda, do Inter, acabou fazendo uma falta como último homem e foi corretamente expulso pelo árbrito. Assim, com 1 a 0 no placar para o Rio Branco e o Colorado com um jogador a menos, o jogo seguiu para o intervalo.


Lance de ataque do Internacional. Foto: Orlando Lacanna.

No segundo tempo, o jogo ficou muito bom, o Inter mesmo com um homem a menos, se acertou em campo e foi atrás do empate. O Rio Branco por sua vez começou a apostar nos contra-ataques, chegando até a mandar uma bola na trave, além de obrigar o goleiro Agenor a fazer algumas boas defesas.


O jogo ficou tão disputado que valia até se atirar no chão. Foto: Orlando Lacanna.

Com a seqüência da partida, o ímpeto do Inter acabou dando resultado e a equipe empatou aos 15 minutos através de Válter, num belo chute rasteiro.


Bola no fundo da rede no gol de empate do Internacional. Foto: Orlando Lacanna.

Com o jogo empatado as equipes ficaram muito cautelosas em campo, com aquele tradicional medo de ir para o ataque e colocar tudo a perder desguarnecendo a defesa. O Inter com um homem a menos era mais cauteloso ainda, mas essa desigualdade numérica teve fim aos 36 minutos da segunda etapa, quando o Rio Branco também teve um jogador expulso.


Ataque do Inter no final da partida. Foto: Orlando Lacanna.

O jogo seguiu movimentado até o final, mas dava para perceber que a disputa por pênaltis não seria mal negócio para nenhuma das equipes e com isso o jogo terminou mesmo empatado.

Na cobrança dos tiros da marca do pênalti, o Internacional desperdiçou duas cobranças sendo uma para fora e a derradeira no travessão, como o Rio Branco converteu suas quatro primeiras penalidades, o resultado de 4 a 2 classificou a equipe paulista.


O goleiro do Inter quase defende a quarta e última cobrança do Rio Branco. A bola do jogador da equipe gaúcha explode no travessão encerrando a seqüência de cobranças. Fotos: Orlando Lacanna.

Final de jogo: Rio Branco 1 (4) x 1 (2) Internacional. As duas equipe mostraram um futebol de muita qualidade durante a competição e qualquer uma delas tinha condições de seguir para a final. A vaga acabou ficando para o Rio Branco, que nunca tinha chegado tão longe na competição. Agora a equipe alvi-negra vai enfrentar o Figueirense e fazer uma final inédita da copinha.

Abraços!

Emerson

Nenhum comentário:

Postar um comentário