Procure no JP

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Nova goleada corintiana no Paulista Feminino sub-17

Texto e fotos: Fernando Martinez


O último final de semana teve o maior número de jogos realizados na Grande São Paulo no ano de 2019. Eu realmente não sabia o que fazer até o último momento. Depois da rodada dupla de sábado, a ideia era fazer a mesma coisa no domingo. Como já sou um velhinho, desisti da peleja da manhã e concentrei as forças nas duas opções de sessão vespertina. Não foi fácil, mas acabei decidindo ver de perto o duelo entre Estrela de Guarulhos e Corinthians pelo Campeonato Paulista Feminino sub-17.

A segunda opção era Mauaense e Catanduva FC pelo Paulista sub-20, um jogo genial. A decisão pelo futebol das meninas foi única e exclusivamente pela chance óbvia de goleada. As garotas alvinegras chegaram nesse confronto com cinco vitórias nos cinco compromissos que tiveram, três delas por 11x0. Era claro e cristalino que tinham tudo para aplicarem outra goleada monstra, mesmo sabendo que o Estrela tentaria com afinco não sofrer tantos gols quanto no primeiro turno.

Fui sozinho da Zona Oeste até o Estádio Antônio Soares de Oliveira. Chegando lá, me deparei com o rescaldo de um jogo amador realizado de manhã e com a dupla Renato e Milton enxugando uma cervejinha marota numa padoca da região. Quando pegamos o caminho da cancha vimos que a ambulância não tinha chegado. Já pintou uma preocupação. Os times aqueceram, foram aos vestiários, retornaram, o hino rolou e somente depois que fiz as fotos oficiais o veículo chegou... ufa!


Instituto Estrela de Guarulhos (feminino sub-17) - Guarulhos/SP


Sport Club Corinthians Paulista (feminino sub-17) - São Paulo/SP


Quarteto de arbitragem e capitãs dos times

Quando a bola rolou, não teve surpresa. O Corinthians passou 98% do tempo no campo de defesa do Estrela e criou um sem número de oportunidades. Agora, o nível de concentração das meninas estava baixíssimo. Talvez pela classificação antecipada, talvez por atuarem contra uma equipe inferior tecnicamente, o detalhe é que elas não mostraram muita coisa. Os dois primeiros gols saíram aos oito e nove minutos, o primeiro em chute cruzado da direita de Maíra e o segundo com tiro de longe de Kamile.

Só que o Estrela colocou as manguinhas de fora e diminuiu aos doze. Após falta pela direita, uma das atacantes tocou de leve e a pelota sobrou no segundo pau para Mingau, que fez o dela. O Corinthians passou então a rifar os passes e desperdiçar chances de forma bisonha. As visitantes só ampliaram aos 34 minutos quando, em investida pela direita, o tiro foi defendido por Gabi Paixão e no rebote Maíra fez o terceiro. Aos 41 Daise fez o quarto em cobrança de pênalti.


Atletas tentando alcançar a pelota no ataque corintiano


Lance agudo visitante dentro da área do Estrela


Bola dentro do gol guarulhense... cena que aconteceu seis vezes em toda a peleja


De pênalti, Daise fez o quarto tento alvinegro

Enquanto ficávamos sabendo que as meninas adultas alvinegras tinham sido derrotadas pela Ferroviária na final do Brasileiro a etapa final começou. Durante os primeiros dez minutos, as visitantes demonstraram muito mais vontade e chegaram fácil ao ataque, marcando outras duas vezes. Aos 4 Joyce cruzou e Kamile completou com calma no canto direito. Aos 10, em nova jogada pela esquerda, foi a vez de Thalia cruzar e Kamile, ela de novo, fazer o sexto.

Ficamos com a impressão de que, com meia hora restando, o Corinthians chegaria a uma goleada por uma margem ainda maior de gols. Ledo engano... as atletas conseguiram desperdiçar vários ataques perigosos e o marcador não sofreu alterações. Os lances mais agudos aconteceram aos 19, quando a arqueira local fez milagre em chute à queima-roupa e aos 27, quando Evelin teve a meta à sua disposição e mandou pela linha de fundo.




Três lances do setor ofensivo do Corinthians durante o tempo final

O placar final ficou em Estrela 1-6 Corinthians. Uma atuação sonolenta e ruim do escrete mosqueteiro, o suficiente para confirmar a classificação à segunda fase com a melhor campanha entre os 16 participantes. Agora o Timão enfrentará o Santos e os geniais Caldeirão FC e Realidade Jovem. A outra chave tem São José, Ferroviária, Centro Olímpico e São Paulo. Vamos ver se rola cobrir algum desses compromissos.

Essa foi a minha partida #2997 em todos os tempos e acredito que o jogo #3000 deve chegar no próximo final de semana. Pior que ainda não tenho a menor ideia de qual será. O que eu sei é que na quarta-feira estarei presente em outra final na história do JP, dessa vez a grande decisão da Copa do Brasil sub-17.

Até lá!

_________________________

Ficha Técnica: Estrela 1-6 Corinthians

Competição: Campeonato Paulista Feminino sub-17; Local: Estádio Antônio Soares de Oliveira (Guarulhos); Árbitro: Ronald Horns Araujo; Público e renda: Portões abertos; Gols: Maíra 8, Kamile 9, Mingau 12, Duda 34 e Daise (pênalti) 41 do 1º, Kamile 5 e 10 do 2º.
Estrela: Gabi Paixão; Ana Brugnaro (Vanessa), Sylvia da Silva, Tata Gomes e Rapha; Bárbara Silva, Mingau, Josi Araújo (Alinny) e Bianca Maria (Mariana); Dada e Adriele (Gabi Rebola). Técnico: Horácio dos Santos.
Corinthians: Ana Caroline; Kedima (Gabi), Isabelle (Isabela), Ferronatto e Daise (Joyce); Helô, Sofia (Giovana), Maíra (Evelin) e Duda (Cortes); Kamile e Thalia (Isabela Ramos). Técnico: Macarena Celedon.
_____________

Nenhum comentário:

Postar um comentário