Procure no JP

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Nacional derrota o Taubaté e volta a vencer na Copa Paulista

Texto e fotos: Fernando Martinez


Voltei ao Estádio Nicolau Alayon na tarde de sábado para mais uma apresentação do Nacional na Copa Paulista. Fechando o primeiro turno do Grupo 3, o onze ferroviário recebeu o Taubaté num duelo que é bastante tradicional no cenário estadual. Foi o 83º confronto entre os dois em todos os tempos numa história que se iniciou num amistoso em 1942. Também foi o 20º compromisso seguido que acompanhei dos paulistanos como mandante, num sequência que deve alcançar um ano em breve.

O Naça começou bem a disputa da Copa, mas foi derrotado nas duas últimas rodadas (1x2 contra o Santos atuando em casa e outro 1x2, agora no ABC, contra o São Caetano) e pensando na vaga eles precisavam muito voltar a vencer. O Burro da Central vem fazendo uma campanha bem sem-vergonha - uma vitória, três empates e duas derrotas - e entraram como zebra.


Nacional Atlético Clube - São Paulo/SP


Esporte Clube Taubaté - Taubaté/SP


O quarteto de arbitragem composto pelo árbitro Jose Guilherme Souza, os assistentes Thiago Henrique Alborghetti e Paulo Márcio Hergesel e o quarto árbitro Marcos Silva Gonçalves junto com os capitães

O onze da Água Branca era favorito, só que dentro de campo a coisa foi feia. A performance dos comandados de Betinho foi ainda pior do que vimos contra o Peixe e, somando à fraca atuação taubateana, o duelo foi horroroso. O Nacional tentou emplacar aquela blitz marota, porém não foi capaz de assustar o goleiro Célio Gabriel em nenhum momento. O 0x0 no intervalo foi um óbvio placar.

No tempo final as duas agremiações até que tentaram e tiveram um pouco mais de força de vontade. Mas o resultado foi praticamente o mesmo dos primeiros 45 minutos. Conforme o tempo foi passando, os locais passaram a ficar mais tempo dentro da área visitante, sem sucesso, diga-se de passagem. Quando a peleja estava com aquele cheirinho bem forte de empate sem gols, a estrela de Naldinho brilhou.

O ex-jogador do Olímpia se tornou o heroi da tarde quando, aproveitando cruzamento da lateral, cabeceou firme no canto do arqueiro do Burrão e fez o salvador gol da fria tarde de sábado. No atual momento, meio a zero é mais do que suficiente para o ânimo da torcida voltar, assim como a esperança de classificação.


Arqueiro taubateano fazendo fácil defesa


Zagueiro do Taubaté dando aquela olhada no jogador do Nacional caído dentro da área



Dois momentos em que o Nacional tentou seu gol pelo alto


Bruno Xavier tentando o domínio pela direita

O resultado final de Nacional 1-0 Taubaté recolocou os vencedores no G4 de forma temporária, agora com onze pontos ganhos. O onze interiorano permaneceu com seis em situação complicada na chave. Sábado que vem os paulistanos receberão o Água Santa no primeiro jogo do returno enquanto os taubateanos visitarão o Juventus.

No domingo, fechando a trilogia de coberturas do final de semana, fui ao ABC para outro encontro do sub-20 da Primeira Divisão. Foi a derradeira partida com o que vos escreve sendo um morador da capital paulista.

Até lá!

© 2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário