Procure no JP

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Brasil Campeão do Torneio Cidade de São Paulo (ou ainda "o último jogo de 2012")

Opa, 

2012 foi o ano em que o JP completou seu oitavo aniversário comigo segurando a onda para ele continuar na ativa. Foi o ano em que completei 2000 jogos in loco (hoje estou no jogo número 2078). Foi o ano em que "matei" 24 times novos e vi um total de 157 partidas em 49 estádios de 36 cidades diferentes. Foi o ano em que pela primeira vez vi partidas em quatro regiões do país... Uma temporada produtiva, sem dúvida. 

Para fechar esse ano histórico com chave de ouro, acompanhei na quarta-feira a final do Torneio Internacional Cidade de São Paulo entre Brasil e Dinamarca. Já havia acompanhado a última peleja desse certame em 2009 quando as brasileiras golearam o México. Em 2010 e 2011 não consegui acompanhar a conquista canadense e o segundo título do Brasil respectivamente, mas em 2012 novamente me fiz presente. Jogando pelo empate, as meninas locais eram levemente favoritas contra a boa seleção dinamarquesa. 


Seleção do Brasil (feminina). Foto: Fernando Martinez. 


Seleção da Dinamarca (feminina). Foto: Fernando Martinez. 


Quarteto de arbitragem da decisão e capitãs dos times. Foto: Fernando Martinez. 

Acompanhei o começo da peleja instalado confortavelmente na numerada coberta do Pacaembu, e dali vi a atual quarta colocada no Ranking da FIFA começar melhor e mesmo sem as "donas" do time em campo (Cristiane se recuperava de lesão no banco de reservas e a rainha Marta viu o jogo na tribuna, também lesionada), o futebol apresentado foi de boa qualidade. 


Raro ataque dinamarquês no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez. 

O domínio era total e o primeiro gol saiu aos 29 minutos em belíssima cobrança de pênalti de Andressa. No atual trabalho iniciado pelo técnico Márcio Oliveira, foi bom ver o time jogando bem sem suas principais atletas, já que a renovação é absolutamente necessária. Sem riscos, o primeiro tempo terminou com vantagem mínima para as brasileiras. 


Primeiro gol da seleção da casa, marcado em bela cobrança de pênalti de Andressa. Foto: Fernando Martinez. 


Grande chance de gol para o Brasil. Foto: Fernando Martinez. 

E foi justamente no intervalo que o ambiente da peleja tomou ares surreais. Junto ao amigo Renato, fomos devidamente autorizados a subir para o Salão Nobre do Pacaembu, local aonde estava rolando um regabofe bastante interessante. Passamos um bom tempo ali nos deliciando com um buffet arrasador. Tudo na companhia de jogadoras mexicanas e portuguesas, autoridades e algumas figuras não identificadas. 


Momento "o que estou fazendo aqui" no Salão Nobre do Pacaembu e curtindo a vida social que só o JP pode proporcionar. Foto: Fernando Martinez. 

O astral era tão bom que nem nos preocupamos em voltar para as numeradas quando o segundo tempo começou. Entre um gole de refrigerante e uma leva de salgadinhos, vimos numa TV instalada no local o segundo gol brasileiro aos 3 minutos. Fabiana Baiana entrou sozinha na área e apenas teve o trabalho de deslocar a arqueira Peterson para ampliar a vantagem. 


Disputa de bola no meio-campo na decisão do Torneio Internacional Cidade de São Paulo 2012. Foto: Fernando Martinez. 

Minutos depois, já abastecidos com refrigerantes e sorvetes de limão, voltamos às arquibancadas para acompanhar o restante da decisão "ao vivo". Mostrando bastante disposição e muita força de vontade, a Dinamarca complicou a situação do Brasil no crepúsculo da peleja. 


Detalhe do pênalti cobrado por Rasmussen. Era o primeiro gol das dinamarquesas aos 38 do segundo tempo. Foto: Fernando Martinez. 

Rasmussen fez o primeiro das meninas da terra dos vikings aos 38 em cobrança de pênalti. Assustando a barulhenta torcida local, o empate veio quatro minutos depois, em cabelada de Sofie Pedersen. O que parecia uma conquista tranquila se transformou em absoluto desespero. Os seis minutos restante tiveram a Dinamarca ocupando a área brasileira e chegando muito, mas muito perto de virar a peleja. 


Placar final da decisão do 4º Torneio Internacional Cidade de São Paulo e do meu jogo de número 157 em 2012. Foto: Fernando Martinez. 

Juntando competência e uma pitada de sorte, as meninas locais conseguiram segurar a pressão e após esse verdadeiro sofrimento, o jogo terminou mesmo em Brasil 2-2 Dinamarca. O empate deu o terceiro título do Brasil nessa competição, o segundo contra as dinamarquesas e novamente de forma sofrida. E como o trabalho de renovação do selecionado para a Copa do Mundo de 2015 e os Jogos Olímpicos do Rio em 2016 está apenas começando, o crédito ainda é enorme. Torço para que lá na frente tudo tenha seguido dentro do planejado. 

Bom, foi isso. Esse foi o relato do meu jogo de número 157 nesse ano e espero que os amigos do blog tenham curtido todas as matérias publicadas por aqui nesses 12 meses. Um novo ano começa daqui a duas semanas e já teremos a disputa da Copa São Paulo de Juniores para animar a todos (mesmo tendo sido, na minha humilde opinião, a Copinha mais chata na distribuição de chaves nesse século). Com certeza me farei presente em várias pelejas dessa competição, já na contagem regressiva para o começo das séries A2 e A3 do Paulistão. 

Até lá e valeu a companhia de todos! 

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário