Procure no JP

terça-feira, 7 de julho de 2009

Mogi das Cruzes vence União Suzano e se aproxima da classificação

Olá,

Seguindo com a cobertura de partidas válidas pelo Campeonato Paulista da Segunda Divisão, no último sábado à tarde, fui até a vizinha cidade de Mogi das Cruzes para conferir, no Estádio Francisco Ribeiro Nogueira, também conhecido como Nogueirão, a partida entre o Mogi das Cruzes F.L. que tem sido chamado de "Clube Atlético Mogi", contra o tradicional União Suzano A.C., valendo pela décima segunda rodada da primeira fase do Grupo 5 da competição.

Por uma questão de horário de ônibus, cheguei ao local da partida com muita antecedência e isso me permitiu conversar muito com o pessoal da arbitragem e com alguns atletas mogianos. Papo vai, papo vem e o tempo passando e nada do USAC chegar ao estádio. Como há dois anos encarei um WO do União Suzano em São José dos Campos, fiquei com a pulga atrás da orelha, pois suspeitei que o fato pudesse se repetir. Felizmente, faltando apenas quinze minutos para o início da partida, o time visitante chegou.

Com a confirmação da realização do jogo, fui para o gramado me preparar para as tradicionais fotos oficiais da partida, as quais foram feitas só pelas lentes do JP.


Mogi das Cruzes F.L. - Mogi das Cruzes/SP. Foto: Orlando Lacanna.



União Suzano A.C. - Suzano/SP. Foto: Orlando Lacanna.


O árbitro Renato Aparecido Fazanaro Canadinho, os assistentes Reinaldo Rodrigues dos Santos e Alberto Poletto Masseira e o quarto árbitro Marcio André Moreira junto com os capitães dos times. Foto: Orlando Lacanna.

Quando o União Suzano entrou em campo, observei que estava usando um uniforme todo verde, completamente diferente do tradicional, nas cores branca, azul e vermelha. Já tinha ouvido falar algo sobre o uniforme verde, mas mesmo assim, fui procurar saber o motivo da adoção de um uniforme totalmente diferente do tradicional. Fui informado que é uma homenagem ao antigo time da cidade de Suzano, o Clube Atlético Paulista, pela passagem do seu 40º aniversário, sendo que essa equipe era alviverde e disputou campeonatos profissionais no período de 1.983 a 1.988. Só como comentário, tive o prazer de ver o Paulista jogar em várias oportunidades, não apenas em Suzano como também em outras cidades.

Bem, agora falando da partida, o time da casa entrou em campo como franco favorito em razão das campanhas das duas equipes na competição e, essa condição, se confirmou logo no início do jogo, pois aos 2 e 4 minutos, o ataque mogiano exigiu duas excelentes defesas do goleiro suzanense Alex. Aos 6 minutos não teve jeito e a contagem foi facilmente aberta, através de um gol marcado por Jefferson, que recebeu uma bola enfiada pelo meio e só teve o trabalho de dar um leve toque e desviar do goleiro.


Primeira grande defesa de Alex do USAC no começo da partida. Foto: Orlando Lacanna.


Primeiro gol dos donos da casa. Foto: Orlando Lacanna.

Em vantagem no marcador, o Mogi das Cruzes continuou senhor das ações, dando a impressão de ser uma partida de um time só. Essa panorâmica durou até o vigésimo minuto, quando o USAC adiantou a marcação e com muito esforço dos seus atletas, conseguiu dar uma equilibrada nas ações, porém faltou força ofensiva.


Mais uma ótima defesa do goleiro Alex do USAC. Foto: Orlando Lacanna.

Nos últimos minutos, o time da casa voltou a criar perigo e chegou muito próximo de marcar seu segundo gol, como aconteceu aos 39 e 41 minutos, em jogadas de Ceará e Fabinho que acabaram desperdiçando as oportunidades e, com isso, o primeiro tempo terminou com a vantagem mínima a favor dos anfitriões.

Como diz o meu colega do JP, o Fernando Martinez, "saco vazio não para em pé" e, no intervalo, fui tentar comer alguma coisa numa barraquinha de lanches que fica no próprio estádio, mas a muvuca estava grande. Pacientemente fiquei aguardando a minha vez de ser atendido e, enquanto isso, ouvi algumas pérolas dos torcedores que estavam ao redor, sobre a conquista da Copa do Brasil pelo Corinthians, e finalmente consegui o meu hot-dog.

Voltando ao jogo, o Mogi das Cruzes iniciou a segunda etapa exercendo um forte domínio territorial, mas muito pobre com relação às conclusões, tanto que o seu primeiro arremate ao gol adversário só ocorreu na marca dos 12 minutos e, mesmo assim, sem perigo algum. Um minuto após, o União Suzano assustou a torcida local, numa cobrança de falta executada por Bruninho que passou muito perto.


Uma das conclusões para fora do ataque mogiano. Foto: Orlando Lacanna.

A partida continuava sendo dominada pelos donos da casa, porém o fazia sem objetividade. Na marca dos 21 minutos, o União Suzano quase chegou ao empate, numa outra cobrança de falta de Bruninho que obrigou o goleiro local Lucas a defender parcialmente, sendo que no rebote, o avante Maicon concluiu para fora, desperdiçando aquela que foi a maior chance dos visitantes.


Cobrança de falta com perigo pelo USAC. Foto: Orlando Lacanna.

A partir do trigésimo minuto, o Mogi das Cruzes passou a ser mais agressivo, criando jogadas ofensivas uma atrás da outra, com a participação do avante Maicon (xará do atacante do USAC) que entrou durante a segunda etapa e botou fogo na partida em jogas sucessivas pela esquerda. O Mogi esteve perto de aumentar o placar aos 31, 34 e 37 minutos, em lances que tiveram as participações de Jefferson, do próprio Maicon e Fabinho.


Cobrança de falta do Mogi e mais uma defesa do goleiro Alex. Foto: Orlando Lacanna.

A insistência do ataque mogiano foi tanta que, aos 38 minutos, chegou ao seu segundo gol, através do volante Dênis, aproveitando rebote vindo da trave, após cabeçada do zagueiro Souza, que subiu para escorar um escanteio cobrado pelo lado direito.

Depois da marcação do segundo gol, o time da casa ficou gastando tempo até o árbitro encerrar a partida, com o placar indicando Mogi das Cruzes 2 - 0 União Suzano que deixou o time mogiano na terceira colocação com 18 pontos e muito perto da classificação à segunda fase. Quanto ao União Suzano, só resta concluir sua participação na primeira fase e começar traçar planos para a próxima temporada.

Fim de jogo e mais uma viagem de retorno a São Paulo para curtir o resto do sábado no aconchego do lar. No domingo teria mais cobertura, mas isso fica para depois.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário