Procure no JP

terça-feira, 29 de maio de 2018

Mauá FC goleia o Barcelona em 19 minutos avassaladores

Texto e fotos: Fernando Martinez


O país está parando totalmente por conta da greve dos caminhoneiros. Logo, a opção mais sensata do domingo era ficar em casa de boa, sem stress e sem cogitar sair na rua, certo? Certo, mas para variar um pouco escolhi a opção "errada" e resolvi ir até o ABC mesmo com a frota reduzidíssima de ônibus nas ruas. Tudo por um Mauá FC x Barcelona no Estádio Bruno José Daniel, em Santo André. Jogo em campo neutro pelo Campeonato Paulista da Segunda Divisão é imperdível.

Foi menos difícil do que pensei chegar na casa do Ramalhão. Fui até a Estação Santo André e dali estava disposto a percorrer os três quilômetros a pé, sem crise. Felizmente os astros ajudaram e quando desci do trem lá estava o ônibus que leva até a porta do estádio parado esperando apenas a minha chegada. Resultado: entrei no Brunão super cedo junto com as duas agremiações e com o estádio totalmente vazio.


Mauá Futebol Treinamentos e Esportes - Mauá/SP


Barcelona Esportivo Capela Ltda. - São Paulo/SP


O trio de arbitragem designado para o cotejo teve a indicação de Diego Augusto Fagundes como árbitro e Fausto Augusto Moretti e Rodrigo Meirelles Bernardo como assistentes. Na foto, também os capitães dos times

Essa partida estava marcada para a casa dos times de Mauá, só que o Pedro Benedetti foi interditado durante a semana por conta de uma série de melhorias não feitas por lá. O pessoal da FPF armou uma visita de surpresa e pegou o pessoal da administração desprevenido. Os responsáveis prometeram que farão todos os ajustes e que a cancha será liberada em breve. Vamos aguardar.

No jogo do turno, o primeiro oficial da história do Mauá FC, um empate de 0x0 numa das piores pelejas que assisti in loco em todos os tempos. Nas rodadas seguintes, o time da Grande São Paulo melhorou sua performance e chegou ao terceiro lugar da chave perdendo a invencibilidade apenas contra o Primavera domingo passado. Já o Elefante conquistou dentro de campo apenas o ponto na estreia e emplacou uma sequência de cinco derrotas seguidas (em tempo, a única vitória foi no WO contra o desistente Guarujá). O favoritismo era todo do onze preto e amarelo.

O que eu não imaginava era ver meia hora tão avassaladora como vi. O onze local aniquilou o seu adversário e consolidou a tranquila vitória num período de 19 minutos. O primeiro tento saiu num pênalti convertido por Igor aos 11 minutos. Aos 16, os locais tiveram um lateral muito contestado pelos zagueiros do Elefante pela direita. A cobrança foi rápida e pegou a rapaziada desprevenida. Gustavo pegou sobra na direita e fez o segundo.

Aos 21, o gol mais bonito da tarde depois que Igor acertou um belíssimo sem pulo da entrada da área e fez o terceiro. Nove minutos depois, em ótima jogada pela esquerda, Gustavo marcou pela segunda fez e ampliou a vantagem para 4x0. A partida estava fácil demais, porém o Mauá FC tirou nitidamente o pé depois de construir a enorme vantagem e pouco fez até o intervalo chegar.



Detalhe do goleiro do Barcelona cometendo o pênalti que originou o primeiro gol da tarde e a cobrança de Igor



Todo o setor defensivo visitante trabalhou demais com o potente ataque local nos primeiros 30 minutos


Gustavo, todo sorridente, saindo para comemorar o quarto gol do Mauá, o segundo dele

A temperatura estava super agradável e o único problema foi a absoluta falta de emoção no tempo final. Tudo bem que a ideia do Mauá era se poupar, mas não precisavam fazer isso de forma tão acintosa, deixando a peleja murcha e sem graça. A equipe não criou absolutamente nenhuma chance de gol. Nenhuma. Zero. Os 45 minutos demoraram seis horas para passar tamanha a morosidade do que se (não) viu no gramado.




O segundo tempo foi horroroso. O Mauá não repetiu a boa atuação e não chegou nem perto de ampliar a goleada. Aqui, três momentos do time da casa dentro do campo de defesa do Barcelona Capela

Num panorama desses, o placar não teve como ser modificado e ficou em Mauá FC 4-0 Barcelona. O triunfo mauaense os recolocou na liderança do Grupo 5 com 17 pontos à frente do Primavera no saldo de gols. O escrete paulistano somou a sexta derrota seguida dentro de campo e só não é o lanterna pois o Guarujá não foi limado da chave. Se o time vencer um joguinho só já será motivo de muita festa.

Não tive problemas na ida e menos problemas ainda na volta. Não esperei mais do que dois minutos no ponto e o ônibus passou. O trajeto via trem e metrô foi percorrido sem nenhum problema, felizmente. Esse foi o último capítulo futebolístico durante o difícil momento que vivi desde o primeiro semestre de 2017 até os últimos dias. A partir do meio dessa semana o panorama muda com a minha volta ao mundo profissional. Com isso, o cronograma de posts irá diminuir de forma drástica. Não posso reclamar, muito pelo contrário.

Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário