Procure no JP

sábado, 8 de janeiro de 2011

XV de Piracicaba decepciona sua torcida e empata na estreia da Copinha!

Opa,

Desde meu último post aqui, nos meados de novembro, dei um tempo no futebol e passei a acompanhar basicamente a NBA e toda a temporada da NFL, mas a primeira semana de cada ano sempre nos traz a Copa São Paulo de Juniores, com um rol de times inéditos e muito calor. Na última quarta-feira então, saí do marasmo e comecei de vez a temporada 2011 aqui no JP.


Fachada do belíssimo Barão de Serra Negra, casa histórica do XV de Piracicaba. Foto: Fernando Martinez.

E nada melhor do que começar o ano colocando um time novo na Lista e ainda por cima num estádio que nunca tinha visitado, o Barão de Serra Negra, em Piracicaba. A viagem da capital paulista até a terra das melhores pamonhas do estado foi patrocinada pelo seu Natal, que infelizmente não pode me acompanhar na jornada. De qualquer forma, cheguei na cidade super cedo e logo estava nas dependências do campo do tradicionalíssimo XV de Piracicaba. No primeiro jogo do dia, o XV enfrentou o 7 de Setembro de Dourados.

E para os fãs do JP, seguem as fotos oficiais e exclusivas dos times e do trio de arbitragem.


EC XV de Piracicaba (sub-18) - Piracicaba/SP. Foto: Fernando Martinez.


CD 7 de Setembro (sub-18) - Dourados/MS. Foto: Fernando Martinez.


Capitães das equipes e trio de arbitragem da partida. Foto: Fernando Martinez.

As duas equipes fazem parte do Grupo Q dessa edição da Copinha. É a segunda vez que o time sul-matogrossense disputa a competição - na primeira, em 2006, a equipe não ganhou um ponto sequer e foi eliminada como última colocada de seu grupo - e o time busca fazer um papel razoável no torneio. Já a equipe do XV procura pelo menos passar para a Segunda Fase, fato que não acontece desde o longínquo ano de 1990. Desde então, foram sete participações e sete eliminações na fase inicial.

Mas além do rival em campo, o nervosismo da estreia e o fortíssimo calor eram adversários duríssimos para serem batidos nesse primeiro jogo da chave. E no primeiro tempo o que se viu foram duas equipes se estudando muito e criando poucas chances de gol.


Zaga do 7 de Setembro tirando a bola da área após escanteio para os donos da casa. Foto: Fernando Martinez.

O 7 de Setembro foi quem chegou mais perto do gol na primeira metade do tempo inicial com um chutaço na trave superior e dois chutes de longe que obrigaram o goleiro piracicabano a fazer belas defesas. Depois disso, só deu o onze alvi-negro. Mas a equipe pecava na falta de pontaria dos atacantes.


Chegada do XV pela direita. Foto: Fernando Martinez.

Quando o bom goleiro douradense não defendia os chutes do XV, os atacantes locais davam chutes certeiros para um field goal do futebol americano. Caso o Barão de Serra Negra tivesse uma daquelas traves características da NFL (a liga estadunidense do futebol da bola oval) atrás dos gols, com certeza a equipe teria feito alguns pontos nos primeiros 45 minutos de jogo. Mas como ainda não colocaram traves assim no Barão, o intervalo veio com 0x0 no marcador.


O time piracicabano buscava as jogadas quase sempre pela direita do ataque. Foto: Fernando Martinez.

Não suportei o sol e fui para a parte coberta do estádio durante o segundo tempo de partida. E o que me chamou demais a atenção nesse tempo final foi a quantidade de jogadores que caíram no gramado com câimbras. Sem exagerar, pelo menos oito ou nove atletas dos dois times desabaram no relvado chamando atendimento médico. Preocupante fato, ainda mais se levarmos em conta a baixa idade dos atletas da Copinha.


Bola cruzada e mais uma vez a zaga douradense afasta. Foto: Fernando Martinez.

Com esse panorama, o XV continuou sua sina de marcar field goals e irritar sua torcida, que compareceu em número fantástico. O time do Mato Grosso do Sul fez o que lhe cabia e segurou o jogo, para garantir o primeiro ponto da equipe na história da competição.


Saída corajosa do goleiro do 7 de Setembro. Foto: Fernando Martinez.

Final de partida: XV de Piracicaba 0-0 7 de Setembro. Resultado muito ruim para o onze piracicabano, que agora precisa vencer seus dois próximos jogos caso queira se classificar. Para os sul-matogrossenses, a festa foi grande, mas a classificação também fica complicada. Vale registrar que foi a primeira vez que vi um placar sem gols numa primeira partida no ano. Em 2010 fui ver meu primeiro 0x0 somente em maio... já vi que esse ano promete!

Mas reflexões à parte, o segundo jogo do dia já estava na hora, e lá fui eu novamente para o campo de jogo... mas isso fica para o post seguinte!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário