Procure no JP

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

No 2000º jogo do JP, Bernô vence e continua vivo na Segundona!



Olá, pessoal!

Na última quarta-feira à noite o JOGOS PERDIDOS comemorou uma marca histórica, algo que poucos podem se orgulhar de alcançar. Chegamos ao nosso 2000º jogo (com a cobertura in loco sempre especial do blog) em menos de sete anos de existência. E nada melhor do que uma verdadeira decisão pelo Campeonato Paulista da Segunda Divisão para ser esse post especial. São Bernardo e Desportivo Brasil jogaram pela penúltima rodada do Grupo 10 no campo sintético do Baetão.

Mas diferente do que aconteceu na nossa partida de número 1000 (um Taboão da Serra x Itapirense também válido pela Segundona em setembro de 2007 e que contou com a presença de seis integrantes do JP), para essa peleja somente eu e o seu Natal nos fizemos presentes, muito por se tratar de um jogo numa quarta-feira à noite, horário complicado para os demais amigos do blog. Mas tivemos a companhia de amigos que nos acompanham desde os primórdios, como o Mílton (que foi do JP até 2007), Rodrigo Colucci e os torcedores fiéis do Bernô Thiago e Pedro, entre outros.

Em paralelo com a histórica data para o blog, o pessoal do Bernô estava com o Desportivo Brasil entalado na garganta, por causa de alguns acontecimentos chatos no jogo em Porto Feliz. Todos prometiam dar o sangue em campo para conquistar a vitória, caso contrário o time do ABC paulista seria eliminado da competição com uma rodada de antecedência. Deixo também um abraço ao técnico do Bernô Júlio César Passarelli, sempre fazendo questão de agradecer a nossa presença nos jogos do alvinegro.


EC São Bernardo - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Desportivo Brasil PL - Porto Feliz/SP. Foto: Fernando Martinez.


O árbitro Raphael Claus, os assistentes Alberto Poletto Masseira e Cláudio Roberto da Costa e os capitães. Foto: Fernando Martinez.

E diferente do que vi nos dois jogos anteriores do São Bernardo dentro de casa nessa segunda fase, o time foi com tudo pra cima do Desportivo Brasil, encurralando a equipe visitante no seu setor defensivo e dando mostras de que o time vermelho não teria sossego. Os jogadores do Bernô entraram em campo como se a partida valesse por uma final de campeonato, e não demorou muito para que o primeiro gol acontecesse.


Detalhe do jogo entre São Bernardo e Desportivo Brasil. Foto: Fernando Martinez.

Ele veio aos 19 minutos, numa belíssima jogada pela direita e que terminou com o chutaço de Diego no alto do gol. Numa grande blitz ofensiva, a equipe ampliou aos 24. Após escanteio pela direita, a bola foi alçada no segundo pau. Meio sem jeito, o jogador Wílson cabeceou firme no canto esquerdo do goleiro Juninho, fazendo a festa da torcida do Bernô.


Lance do primeiro gol do Bernô na partida, marcado pelo jogador Diego. Foto: Fernando Martinez.


Exato momento em que o jogador William cabeceava a bola para fazer o segundo gol dos donos da casa. Foto: Fernando Martinez.

Com 2x0 contra, o Desportivo passou a tentar diminuir o marcador, mas esbarrou na ótima atuação da zaga e do arqueiro do São Bernardo. O único lance a ser lamentado nessa etapa inicial foi o arremesso de uma latinha de refrigerante dentro do campo por algum infeliz que estava na parte coberta do Baetão. Para piorar, isso aconteceu bem na frente do árbitro da partida, que obviamente relatou o ocorrido na súmula. Com certeza o acéfalo que fez essa bobagem deveria ter sido enquadrado pelos policiais presentes no estádio. Mas isso não aconteceu, o que pode fazer o time do ABC perder algum mando de campo futuramente.


Zagueiro do Desportivo voando para afastar a bola de sua área. Foto: Fernando Martinez.

O primeiro tempo então se encerrou com a vitória parcial dos donos da casa, e eu resolvi acompanhar a segunda etapa nas arquibancadas tortas do estádio, sempre algo muito agradável. O Bernô voltou para os 45 minutos finais com uma postura mais defensiva, chamando o Desportivo Brasil para seu campo e ficando com o contra-ataque à disposição.


Falta para o Desportivo Brasil no começo da segunda etapa. Foto: Fernando Martinez.

Vimos um senhor jogo de futebol, com muita raça, jogadas ríspidas, torcida local fazendo uma enorme pressão no banco de reservas do time visitante e chances de gol para as duas equipes. O time de Porto Feliz era mais ofensivo, e por duas vezes seus atacantes tiveram ótimas oportunidades de diminuir o placar, mas não aproveitaram. Mesmo com menor posse de bola, o Bernô foi quem criou as melhores chances.


Lance na lateral direita do ataque do São Bernardo. Foto: Fernando Martinez.

O camisa 7 Chuck infernizava a zaga do Desportivo com seus piques mortais recheados de perigo. Aos 14 e 15 minutos ele fez jogadas incríveis, e por muito, mas muito pouco, o São Bernardo não ampliou o placar. A primeira chance parou na trave do goleiro Juninho, e a segunda, brilhantemente concluída pelo camisa 2 Diego, tirou tinta da trave esquerda.


Chegada do time de Porto Feliz pelo meio do campo. Foto: Fernando Martinez.

Enquanto o jogo rolava, fui acompanhar de perto a pressão da torcida do Bernô nos reservas e no técnico do Desportivo Brasil. Não sei de onde o pessoal do time vermelho conseguiu se concentrar para poder passar instruções aos atletas que estavam em campo... Eu não conseguiria.


O seu Natal "animado" como só a hiena Hardy poderia estar no alambrado do Baetão e a torcida do Bernô infernizando sem parar a comissão técnica e jogadores reservas do Desportivo Brasil. Fotos: Fernando Martinez.

O clima era tenso, mas mesmo com a tensão presente no Baetão, o placar não foi mais alterado. Final de jogo: São Bernardo 2-0 Desportivo Brasil. Essa suada e merecida vitória do alvinegro, somada com a vitória do Tupã contra o Jacareí, deixou os quatro times do Grupo 10 com os mesmos 7 pontos, a uma rodada do final da segunda fase. Embora Jacareí e Desportivo joguem por empates na rodada do domingo, tudo pode acontecer, já que o Bernô e o Tupã mostraram que tem time para conquistarem triunfos mesmo fora de casa. Legal ver que no jogo 2000, tivemos a vitória de um dos times mais queridos pelo pessoal do JP.

A respeito dessa fantástica marca vale também dizer que nesses quase sete anos de vida, já estivemos presentes em vários estados da Federação e no exterior também. Aparecemos na TV, internet, rádio, jornal e revistas e somos indiretamente responsáveis pelo surgimento de um sem número de blogs e sites direcionados ao futebol "perdido". Fora o enorme contingente de amigos que fizemos pelos campos da vida nesse tempo todo.

Isso nos deixa muito orgulhosos, e com certeza o legado do JP no futebol paulista e brasileiro é uma realidade. Fizemos com que várias equipes "órfãs" em qualquer tipo de mídia aparecessem para um número muito maior de pessoas. Continuaremos firmes e fortes com esse trabalho, sempre com muito respeito, irreverência e lembrando que o futebol "menor" é a verdadeira essência do futebol brasileiro! E que venha o jogo 3000!

Até lá!

Fernando

2 comentários:

  1. parabens a todos do JP por essa incrivel marca de 2000 jogos ! e assim embaixo no que disseram nos ultimos paragrafos deste post !
    abracos a todos !

    ResponderExcluir
  2. O que dizer? Parabéns ao JP pela marca e a você, Fernando, pela persistência em acreditar nos sonhos. Abraço a todos. E que venha o jogo 3000. Faço questão de ainda estar por aqui acompanhando essa história. Vida longa ao JP!

    ResponderExcluir