Procure no JP

segunda-feira, 11 de julho de 2011

No jogo de despedida, Nacional vira sobre o Barcelona pelo sub-15

Opa,

Depois de passar muito frio na sexta à noite no Canindé, dormi pouco e antes das 7 da matina já estava de pé para uma rodada tripla na capital paulista. De manhã, enfrentei o frio de 8 graus para acompanhar o último suspiro do Nacional pelos Campeonatos Paulistas sub-15/sub-17 em 2011. Pela última rodada da primeira fase de ambos os certames, o onze ferroviário enfrentou o simpático Barcelona da capital bandeirante no Estádio Nicolau Alayon.

Foi complicadíssimo levantar da cama e deixar todas as cobertas de lado com a friaca que estava fazendo. Mas eu gosto tanto do frio que nem me importei com isso, e mesmo com sono rumei para a Barra Funda. Cheguei cedo e logo encontrei os amigos Miguel, Carlinhos e o médico Giulio Cesare, quebrando o galho para os jogos da molecada.

Vale registrar que antes do jogo fui presenteado com a camisa oficial azul de número 16 que a equipe da Comendador Souza utilizou em 2010, algo raro e que com certeza poucos possuem. O Miguel, sempre prestativo e simpático com todos do JP, descolou com seus contatos essa peça que já está num lugar especial na minha coleção. Essencial eternizar o agradecimento.

Aproveitando o momento "Maguila", também deixo um abraço ao Pachani, atuando como técnico do sub-15, e ao Paulo Moura, presidente do Barcelona. Conversei com os dois também antes do apito inicial e novamente eles me confirmaram o interesse do Barça paulistano em voltar ao profissionalismo em 2012. O projeto é que o time também dispute as demais categorias de base. Estamos na torcida!

Bom, depois de tanta conversa, só me restou fazer as fotos oficiais das equipes e do trio de arbitragem:


Nacional AC - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Barcelona ECL - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Trio de arbitragem da partida, composto pelo árbitro Marcelo Ferreira Vicente e os assistentes Jumar Nunes Santos e Edvânio Ferreira Duarte e também os capitães das equipes. Foto: Fernando Martinez.

Esse jogo foi um mero amistoso, já que o Nacional perdeu para o Atibaia na rodada anterior e se despediu de qualquer chance de classificação para a segunda fase. O Barcelona já estava eliminado do certame há tempos, mas esse panorama fúnebre não se refletiu nos 60 minutos de partida.


Jogada nacionalina pela esquerda do ataque. Foto: Fernando Martinez.

Tivemos um ótimo jogo no Nicolau Alayon. O Barcelona surpreendeu os donos da casa na primeira etapa e mostrou um bom futebol e criou boas jogadas no seu setor ofensivo. O Nacional não conseguia chegar perigosamente e sofreu nos primeiros minutos. Esse cenário ficou claro aos 11 minutos, quando Gabriel aproveitou uma confusão da zaga nacionalina e abriu o marcador para os visitantes.


Disputa de bola dentro da área do Barcelona. Foto: Fernando Martinez.

Atrás no placar, o time ferroviário tentou fazer o abafa durante o restante do tempo, mas não soube transformar o maior domínio da posse de bola em gols. O Barça soube se defender direitinho e levou o jogo para o intervalo com a vantagem mínima. No intervalo fui para as tribunas do estádio, e mesmo com um céu azul e sol forte, o frio era intenso. Fiquei todo encolhido por lá acompanhando o tempo final.


Mais uma investida do time ferroviário pela esquerda. Foto: Fernando Martinez.

Durante o segundo tempo o Nacional se acertou em campo e criou muitas chances de gol. Logo aos 2 minutos veio a igualdade no marcador, com um toque de cabeça de Guilherme, aproveitando rebote do arqueiro do Barça. Os locais continuaram dominando por completo as ações ofensivas, e o time visitante não conseguia nem ao menos acertar um contra-ataque.


Belíssima cobrança de falta do Nacional no segundo tempo. O goleiro do Barcelona se esticou todo e fez ótima defesa. Foto: Fernando Martinez.

O resultado dessa pressão veio aos 25 minutos, quando o Nacional teve uma falta na esquerda do seu ataque, bem próxima à linha lateral. Na cobrança, o jogador Gabriel Elias acertou um tirambaço no ângulo do arqueiro do Barcelona, marcando um belo gol e virando a partida. Após a virada, o onze local continuou melhor no jogo.


Cobrança de falta para os donos da casa. Foto: Fernando Martinez.

A partida seguia sem que o Barcelona ameaçasse o goleiro Pedro Júnior. Mas nos acréscimos, uma bola foi lançada na área com extrema precisão, deixando um atacante do time amarelo sozinho na área. Sem alternativa, o arqueiro cometeu pênalti e foi expulso do jogo. O goleiro reserva Raphael entrou numa enorme roubada para tentar evitar o desagradável empate para os mandantes.


Cobrança de pênalti para o Barcelona nos acréscimos, mas o goleiro Raphael fez a defesa, garantindo a vitória do Nacional. Foto: Fernando Martinez.

Mas a cobrança do pênalti, acontecida aos 32 minutos, foi feita no meio do gol e o goleiro do Nacional saltou firme para fazer a defesa. Final de jogo: Nacional 2-1 Barcelona e o goleiro Raphael foi o heroi do jogo. O resultado não influiu em nada na tábua de classificação, mas pelo menos deixou a boa torcida presente no Nicolau Alayon feliz com a boa qualidade do espetáculo.

Mas o dia ainda estava longe de terminar, e após o apito final dessa partida já estava novamente pronto para o segundo confronto da manhã.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário