Procure no JP

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Sem sustos, Red Bull vai para a terceira fase da Copinha

Texto e fotos: Fernando Martinez


Para quem achava que as rodadas duplas da Copa São Paulo de Futebol Junior haviam acabado, a FPF reservou uma grata surpresa na segunda fase: dois dias seguidos com dois jogos seguidos no mesmo estádio, começando pela cidade de Jundiaí na terça-feira. Se os duelos não eram nenhuma Brastemp, o lance era ver 180 minutos de futebol em cada data.

Iniciei os trabalhos no Estádio Jaime Cintra com o encontro entre Vitória da Bahia e Red Bull Brasil. O onze baiano terminou a primeira fase como líder do Grupo 12, à frente de Atlético/GO, ABC e Atibaia e o Red Bull foi vice-líder do Grupo 11, atrás de Paulista e na frente de Joinville e Vitória da Conquista.


Esporte Clube Vitória (sub-20) - Salvador/BA


Red Bull Brasil (sub-20) - Campinas/SP


Quarteto de arbitragem e capitães dos times

tinha visto o onze campineiro na goleada contra os catarinenses na fase inicial e a impressão foi a melhor possível. E o Toro Loko começou a peleja disposto a confirmar minha perspectiva de uma boa apresentação. Luan criou a primeira grande chance aos 10 minutos e aos 13 Rodrigo chutou de longe e inaugurou o placar. A pelota ainda desviou na zaga e enganou o arqueiro baiano.

Mesmo com a vantagem, os paulistas não diminuíram o ritmo e quase chegaram ao segundo gol pouco depois com o mesmo Rodrigo. O Vitória não conseguiu nem passar do meio de campo e deu sorte de ver o placar "só" com 1x0 contra quando o intervalo chegou. Pra variar, o sol estava castigando a todos, porém no segundo tempo a coisa piorou e o bafo foi ainda maior.

A temperatura altíssima acabou comprometendo a ação das duas agremiações nos últimos 45 minutos e a partida caiu bastante de produção. Pouco aconteceu e os 22 atletas no gramado estavam torcendo mesmo pro árbitro encerrar o tempo regulamentar. Eu também, obviamente.


Rodrigo, camisa 18 do Red Bull, foi o atacante que mais levou perigo à meta baiana


Chute de longe no ataque paulista


Comemoração dos atletas do Red Bull pelo gol de Rodrigo


No tempo final as defesas prevaleceram aos poucos inspirados ataques


Zaga do Vitória corta ataque campineiro


Uma rara boa investida ofensiva dos paulistas no final da partida

No fim, o Vitória 0-1 Red Bull colocou os campineiros na terceira fase da Copa São Paulo pela terceira vez em todos os tempos (as outras foram em 2012 e 2016) para jogar contra o vencedor do jogo de fundo no Jaime Cintra.

Até lá!

© 2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário