Procure no JP

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Brasília derrota com facilidade o Botafogo e chega nas oitavas

Opa,

Quando a 45ª Copa São Paulo de Futebol Júnior começou, não tinha visto 13 das 104 equipes participantes. Depois de uma longa análise, montei um cronograma ninja e "matei" nove times, imaginando que essa fatura fecharia ao final da primeira fase. Contando com rara sorte, um dos quatro times faltantes surpreendeu e veio para a Grande São Paulo jogar a segunda fase da competição.

Confesso que não imaginava que teria a oportunidade de ver o genial Brasília Futebol Clube ao vivo ainda nessa Copinha. Só que depois de uma ótima campanha na primeira fase - terminou na vice-liderança do Grupo E atrás do Internacional apenas no saldo de gols - o time candango conquistou uma vaga na segunda fase por se classificar entre os seis melhores segundos colocados.


Brasília FC (sub20) - Brasília/DF. Foto: Fernando Martinez.

Pena que esse atual Brasília não é o mesmo que brilhou no futebol do Distrito Federal nos anos 70 e 80. Aquela equipe, campeã em 1976, 1977, 1978, 1980, 1982, 1983, 1984 e 1987, deu lugar ao atual Brasília FC em 1999. Apesar de hoje usarem as mesmas cores e também utilizarem a data de fundação do BEC, é um caso clássico de dois CNPJs diferentes. Por coerência, não podemos considerar que são as mesmas agremiações.


Botafogo FR (sub20) - Rio de Janeiro/RJ. Foto: Fernando Martinez.


Quarteto de arbitragem e capitães. Foto: Fernando Martinez.

Mesmo assim, como gostava demais da antiga equipe, não tinha como perder o confronto do Colorado contra o Botafogo carioca no Estádio Prefeito José Liberatti em Osasco. Por ter visto jogos das duas equipes na fase inicial, achava que a equipe do Brasília era favorita.


Zagueiro do Brasília sofrendo pressão de atacante do Botafogo. Foto: Fernando Martinez.

E, conforme o esperado, o que se viu no gramado do estádio osasquense foi um jogo muito seguro do Brasília, neutralizando facilmente o e indolente time botafoguense. O Bota até teve mais posse de bola, mas seus jogadores mostraram uma preguiça sem tamanho.


Ataque Colorado pela esquerda. Foto: Fernando Martinez.


Atleta brasiliense se esticando todo em passe pelo alto. Foto: Fernando Martinez.

Nesse panorama até que demorou para sair o gol brasiliense, já que ele aconteceu apenas aos 39 minutos através do camisa 10 Victor Hugo. O bom jogador aproveitou rebote do arqueiro do Botafogo após chute dele mesmo. Na saída para o intervalo, o placar apontava a vantagem mínima do BFC.


Bola entrando no gol alvinegro... Era o primeiro gol do Brasília. Foto: Fernando Martinez.

No tempo final o alvinegro até que tentou fazer algo de útil, mas novamente esbarrou na indolência dos seus atletas. O time errava passes fáceis e quando conseguia chegar perto da área do Brasília errava as finalizações. Jogando na boa e aproveitando os contra-ataques, o Colorado esperava apenas "o" lance para definir a classificação.


Fabinho prestes a tocar na pelota e fazer o segundo gol do Brasília. Foto: Fernando Martinez.

Num espaço de quatro minutos o escrete do Centro-Oeste definiu cirurgicamente a peleja em dois contra-ataques brilhantemente executados. Aos 33, Fabinho fez boa jogada pela direita e ampliou. Yago finalizou a partida aos 36 após bom passe em profundidade e um belo drible no goleiro.


Yago fechou a grande vitória aos 36 do segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.


Comemoração dos atletas do time do Distrito Federal. Foto: Fernando Martinez.

Para os mais incautos, o placar de Botafogo 0-3 Brasília pode ter sido surpresa, mas para quem viu esse e os jogos na primeira fase, foi um resultado mais do que merecido. Com o triunfo, o time se tornou o segundo do Distrito federal a alcançar a terceira fase da Copa São Paulo.

Saí de Osasco e estava a caminho de Barueri, palco do jogo São Paulo x Nacional, quando resolvi voltar para casa. Essa se mostrou uma decisão altamente acertada pois a Arena viu um dilúvio que não terminou nem após o fim do jogo. Voltei aos campos já na terceira fase da Copinha com uma bela rodada dupla.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário