Procure no JP

terça-feira, 3 de abril de 2012

Santacruzense vira contra o Audax e continua na A2 em 2013

Opa, 

Domingo voltei à ativa na capital bandeirante depois de passar 20 dias fora para a primeira parte da minha turnê 2012. E nada melhor do que fazer a "reestreia" no Estádio Nicolau Alayon, numa peleja válida pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A2. Em campo, Audax e Santacruzense se enfrentaram em situações muito diferentes. 

Enquanto a equipe paulistana já estava classificada há tempos e lutava pelo primeiro lugar na classificação geral, a Santacruzense brigava para não voltar à Série A3 apenas um ano depois do seu histórico acesso para a A2. Objetivos à parte, pude conferir in loco a mudança de nome e escudo da tradicional Associação Esportiva para Santa Cruz Futebol Clube. É aquela mudança em "nome do progresso" que faz com que a equipe se torne antipática para muitos. 


Escudo do Santa Cruz Futebol Clube, nova denominação da antiga Associação Esportiva Santacruzense. Foto: Fernando Martinez. 

Cheguei no Nacional cedo e logo encontrei o Miguel, amigo que não encontrava há muito tempo. Atualizei o papo - falando também sobre a situação do Nacional AC - com ele e depois fui fazer as fotos oficiais da peleja. 


Audax São Paulo EC - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez. 


AE Santacruzense - Santa Cruz do Rio Pardo/SP. Foto: Fernando Martinez. 

Fui para a parte coberta depois de captar as imagens das agremiações e lá encontrei os amigos Mílton, David, Nílton, Sérgio e o sumido Fernando "Passe Livre". O primeiro tempo começou com os times jogando num ritmo lento, e a equipe visitante não conseguiu mostrar um bom futebol. O Audax só jogava na boa, e mesmo sem mostrar o bom futebol da primeira fase, levava relativo perigo à meta visitante. 


Chegada da Santacruzense no começo do jogo, com a zaga do Audax fazendo o corte. Foto: Fernando Martinez. 

Notícias que chegavam dos outros jogos, todos realizados no mesmo horário, mostravam que o "Santa Cruz" estava sendo rebaixado com aquele empate, e nem assim o time conseguiu engatilhar boas oportunidades. O bom número de torcedores presentes na Comendador Souza ficou ainda mais preocupado quando Dhiego abriu o marcador para o onze local aos 38 minutos. Ele completou um cruzamento da esquerda sem ser incomodado pelos zagueiros adversários. 


Boa saída do arqueiro local no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez. 


Troca de passes da equipe da Esportiva. Foto: Fernando Martinez. 

O intervalo chegou com o time visitante sendo rebaixado e precisando de uma improvável virada no segundo tempo. Nesses 15 minutos continuamos conversando sobre os geniais jogos que acompanhei no Paraná e no Rio Grande do Sul, aonde vi times que são sonhos de consumo da maioria dos amigos. Perto da lanchonete do estádio ainda encontrei o amigo Luiz Fôlego, já se preparando para os jogos do Mauaense pela Segundona em 2012. 


Ataque paulistano pela esquerda no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez. 


Zagueiro da Santacruzense saindo do seu campo de defesa. Foto: Fernando Martinez. 

De volta à parte coberta, vimos o segundo tempo começar num panorama completamente inverso ao que vimos nos primeiros 45 minutos. Logo no primeiro minuto a Santacruzense mostrou que estava ligada no 220 e conquistou uma falta pela esquerda. A bola foi alçada dentro da área e, de cabeça, Diego estufou as redes do Audax, deixando tudo igual no marcador. 


Chegada forte do time visitante pela esquerda no tempo final. Foto: Fernando Martinez. 

Sem deixar o Audax respirar, o time visitante continuou fazendo uma blitz ofensiva e conseguiu a virada numa pintura de gol. Lucas Limão recebeu a bola no meio campo, avançou um pouco a chutou forte ainda da intermediária. A pelota fez uma curva fantástica e entrou no ângulo esquerdo do arqueiro Rafael Sandes. Um golaço que fez a torcida da equipe presente no estádio delirar. 


Zaga do onze visitante afastando o perigo na mini-pressão do Audax nos minutos finais. Foto: Fernando Martinez. 

O Audax até tentou deixar tudo igual novamente, mas foi naquele esquema meio marcha-lenta, sem tanta vontade assim. Quando a equipe finalmente encaixava boas oportunidades, o goleiro Braz impedia que o segundo gol dos paulistanos acontecesse. Muitos que estavam no estádio torcendo para a equipe azul não gostaram do que viram até o apito final. 


Boa saída do goleiro local em contra-ataque da Esportiva. Foto: Fernando Martinez. 

Para a decepção do pessoal que estava torcendo contra a Esportiva, ao final dos 90 minutos o placar apontou a salvação da equipe: Audax 1-2 Santacruzense. Na bacia das almas a Santacruzense/Santa Cruz conseguiu permanecer na Série A2 para 2013. Os rebaixados foram Palmeiras B, Rio Preto, União São João e América. Três tradicionalíssimos farão parte do terceiro escalão do futebol paulista, mostrando mais uma vez indícios fortes da morte do futebol do interior. 


Dois momentos da comemoração dos jogadores da Santacruzense pela permanência da equipe na A2 em 2013. Fotos: Fernando Martinez. 

Já o Audax terminou a primeira fase na quarta colocação, e agora disputa duas vagas na A1 do ano que vem contra Atlético Sorocaba, Ferroviária e União Barbarense. O outro grupo tem a presença de São Bernardo FC, Red Bull, Penapolense e Noroeste. Não vou citar aqui para quem irá minha torcida, mas sei bem quem eu quero que faça parte do primeiro nível do futebol de São Paulo em 2013. Ah, a segunda fase começa no próximo sábado. 

Saímos do Nacional com destino ao centro de São Paulo e dali fui almoçar com amigos, antes de voltar para o meu lar para um merecido descanso. Na segunda-feira ainda consegui sair do meu momento de reflexão para acompanhar um amistoso sensacional na Grande São Paulo. 

Até lá! 

Fernando

Um comentário:

  1. PARABÉNS AO AUDAX DE SP POR TER CONSEGUIDO O ACESSO PARA PRIMEIRA DIVISÃO DO CAMPEONALTO PAULISTA 2014 É O UNICO TIME QUE PARTICIPA EM 2 CAMPEONATO RIO E SÃO PAULO A QUI NO RIO TEVE SEU ACESSO GARANTINDO EM 2012 SUBIU PARA PRIMEIRA DIVISÃO DO CAMPEONATO CARIOCA JOGANDO EM 2013 FEZ UM BOM CAMPEONATO PERMANECENDO NA PRIMEIRA DIVISÃO EM 2014 AGORA NOS CARIOCA TEMOS UM TIME POTENTE EM SÃO PAULO PARA DISPUTA O CAMPEONATO PAULISTA COMO TORCEDO FLAMENGUISTA ESTAREI TORCENDO PARA O AUDAX DE SP PARABÉNSSSSS.

    Audax 2 x 1 Red Bull - Enfim, Audax conquista o acesso para elite!

    Audax foi ajudado pela vitória do Rio Claro, contra o Guaratinguetá
    Publicado na domingo, 28 de abril de 2013

    São Paulo, SP, 28 (AFI) - O Audax é o novo integrante da elite do futebol paulista. Na manhã deste domingo, na última rodada do Quadrangular final do CAmpeonato Paulista da Série A2 venceu o Red Bull, por 2 a 1, e com a vitória do Rio Claro, em cima do Guaratinguetá, em Guará, por 3 a 2, o Audax conseguiu o tão sonhado acesso.

    A vaga foi de uma maneira surpreendente. Após ser o time de melhor campanha da primeira fase, sobrando em campo, começou a fase final, com três derrotas, praticamente eliminado. Mas, com três vitórias seguidas, combinado com outros resultados, enfim, o Audax conquista o acesso para elite do futebol paulista.

    O jogo foi muito disputado, com os dois times buscando de todos os modos acesso, mas no final, a vaga ficou para o Audax, que termina a Série A2, com nove pontos, na segunda colocação do Grupo 2. Já o Red Bull termina em quarto, com seis.

    Audax perto do acesso!
    Os dois times precisavam do resultado, queriam a vitória para continuar sonhando com o acesso, com este pensamento, o Red Bull começou o jogo mais presente no setor ofensivo, buscando mais as jogadas ofensivas. Mas, aos 17 minutos, após cruzamento, Rafinha subiu sozinho no meio da área e testou com força para o fundo das redes.

    Mesmo após levar o gol, o Red Bull continuou no campo de ataque e aos 25, quase empatou. Henal bateu de fora da área, Sidão deu rebote para Diego Oliveira e mais uma vez, o goleiro se jogou na bola e fez um milagre. A resposta do Audax foi dois minutos depois. Após boa troca de passes, Danilo recebeu na pequena área, livre, pegou mal e isolou por cima do gol.

    No final do primeiro tempo, o jogo ficou preso no meio campo, com os dois times tentando, mas não sendo eficiente no setor ofensivo. No entanto, aos 41 minutos, o Audax ficou mais perto do acesso. Num lance polêmico, o árbitro Leonardo Ferreira Lima viu pênalti de Everton Cezar em Rafinha. Os jogadores do Red Bull reclaram que a falta foi fora da área. Na cobrança, Paulo César bateu com categoria e ampliou o placar.

    Pressão do Toro Loko!
    O Red Bull voltou melhor para o segundo tempo e foi com tudo para cima do Audax. E, logo aos cinco minutos, após cruzamento, o assistente viu a mão na bola da defesa do Audax e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Allan Dias bateu com categoria e diminuiu o placar, em São Paulo.

    Além dos jogadores em campo, que estavam a mil por hora, os treinadores a beira do gramado também estavam com a adrenalina a mil por hora. Argel Fucks e Fernando Diniz estavam se ameaçando e aos 19 minutos do segundo, ambos foram expulsos.

    No final do jogo, o Red Bull tentou de todos os jeitos chegar ao gol de empate, mas não conseguiu furar o forte bloqueio do Audax, que ficou praticamente todo o segundo tempo fechado no setor defensivo. Nos contra-ataques, criou algumas chances, mas no final, comemorou o acesso para elite do futebol paulista.

    ResponderExcluir