Procure no JP

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Tricordiano ainda com chances de acesso na Segundona Mineira

Fala pessoal!

No último domingo tivemos o prazer de fazer uma viagem como os tempos antigos e saímos de madrugada numa caravana até o interior mineiro. Junto com o Emerson e o seu Natal, seguimos via Fernão Dias até a cidade de Três Corações, para um jogo decisivo do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão. Depois de muito sono e mais de 300 quilômetros, chegamos na cidade em que nasceu o rei do futebol para o jogo entre Tricordiano e Guaxupé, no Estádio Elias Arbex.

Antes de chegar para o jogo, ainda deu tempo para tomar um bom café da manhã e partir então para o jogo. Chegamos com tempo suficiente e já entramos no gramado. O mais legal é que fomos muito bem recebidos por diretores do Tricordiano, que já nos conheciam e agradeceram bastante nossa visita por lá. O pessoal do time da casa até tirou fotos conosco, para guardarem de lembrança. Após esse momento incrível, os times adentraram o gramado e fizemos as fotos oficiais do jogo:


CA Tricordiano - Três Corações/MG. Foto: Fernando Martinez.


SE Guaxupé - Guaxupé/MG. Foto: Fernando Martinez.


O árbitro André Luis Martins Dias Lopes, os auxiliares Pedro Alcântara Campos e Marley Leite da Silva e os capitães dos times posando para o JP. Foto: Fernando Martinez.

Falando do jogo, a partida foi especial pois matei duas equipes, o estádio e a cidade, pois nunca tinha ido até o berço do Pelé. E a inclusão desses times na Lista foi em grande estilo, pois o Tricordiano precisava da vitória a todo custo, para ainda continuar sonhando com o acesso ao Módulo II em 2009. Para o Guaxupé, já eliminado, fica a certeza da boa campanha até aqui e também a espera para terminar o campeonato de forma digna.

Dentro do campo de jogo, pudemos observar o estádio completamente tomado pela torcida local. Na falta do tradicional Atlético-TC, o Tricordiano está preenchendo a lacuna no futebol profissional da cidade muito bem. Com mais de 2000 torcedores presentes por lá, a festa correu solta, com todo mundo empurrando pra valer o time da casa. Mas por falar em Atlético-TC, alguns planos deixam clara a intenção da volta do time ao profissionalismo em 2009, vamos aguardar!


Ataque do Tricordiano logo no começo de jogo. Foto: Fernando Martinez.

Empurrado pela torcida, o Tricordiano começou o jogo tentando encurralar o Guaxupe no seu campo de defesa. Mas por alguma afobação o time não conseguia chegar de forma mais precisa. Tudo ficou mais complicado quando, aos 15 minutos, o time visitante abriu o marcador. A bola foi chutada da direita pelo jogador Gilvando e ainda tocou na zaga tricordiana antes de entrar. Festa do time verde, mas nem assim a torcida esmoreceu.


O camisa 10 do time da casa tentando armar um ataque pela esquerda. Foto: Fernando Martinez.

Melhor no jogo, o time vermelho passou a criar ótimas chances para empatar o jogo. Algumas passaram raspando à trave do Guaxupé, outras foram para fora. Mas graças a um cochilo da zaga do time visitante, o empate finalmente aconteceu aos 30 minutos. Numa bola que foi recuada ao goleiro e ele pegou com a mão, o Tricordiano teve a seu favor o tiro livre indireto dentro da área. E como todo time precisa de sorte também, depois de dois chutes errados a bola sobrou para Jonathas, que encheu o pé e deixou tudo igual no placar.


Cobrança de tiro livre indireto dentro da área do Guaxupé. Segundos depois dessa foto, o jogo estava empatado. Foto: Fernando Martinez.

Com a força da torcida e com um bom futebol no gramado, os anfitriões buscaram a todo custo o empate ainda no primeiro tempo. Quando a partida parecia seguir empatada para o intervalo, mais uma bobeada da zaga do Guaxupé deu de presente um pênalti para o adversário. Numa bola fácil para o goleiro, e mesmo contando com a cobertura de dois zagueiros, a bola foi perdida para um atacante do time da casa e aí não teve jeito: o arqueiro fez pênalti e ainda ganhou um cartão amarelo. Vacilada total e a chance da virada nos pés de Marcelo. Na cobrança clássica de goleiro de um lado e bola no outro, o Tricordiano virou o jogo e fez a festa completa da sua torcida. 2 a 1 no placar e intervalo de partida.


Mesmo com o goleiro e dois zagueiros do Guaxupé na jogada a bola foi perdida e o Tricordiano acabou ganhando um pênalti. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo fomos fazer aquela social nas arquibancadas do Elias Arbex e fomos bastante cumprimentados pelo trabalho realizado aqui no JP. Muita simpatia do pessoal por lá, muita muvuca e não demoramos muito para voltar ao gramado, pois era o lugar mais tranqüilo do estádio. Também aproveitamos para fazer umas imagens peculiares por ali:


Tiozinho subindo na marquise do estádio para dar uma voltinha num lugar sem tanta gente, e o pessoal vendo o jogo no muro atrás do gol dos fundos do Elias Arbex e se protegendo da chuva como podia. Nesse caso, telhas de amianto. Fotos: Fernando Martinez.

O segundo tempo então veio e com ele o Tricordiano foi dono da partida. Mas o time pecava nas finalizações e não conseguia traduzir esse domínio todo em gols. Gols que podem fazer falta no final dessa difícil fase final da Segundona, pois um bom saldo de gols pode ser precioso para o acesso. O Guaxupe só deixava o tempo passar buscando não tomar mais gols, pois 2 a 1 contra já estava bom.


Cruzamento pela direita em mais uma chance do Tricordiano no segundo tempo de jogo. Foto: Fernando Martinez.

As maiores emoções ficaram mesmo por conta de tentarmos fugir da chuva (eu e o Emerson) cada vez que ela apertava mais. Ficávamos um pouquinho atrás do gol, e quando ela apertava já íamos para um providencial lugar na entrada dos vestiários da arbitragem. Nesse meio-tempo vimos o mesmo tiozinho que passeava pela marquise tentar espantar o pessoal do muro com seguidos rojões. Genial...


Mais uma chegada do Tricordiano pela direita. Foto: Fernando Martinez.

Mas no final o placar não foi mais alterado, para a alegria da animada torcida local. Final de jogo: Tricordiano 2-1 Guaxupé. Agora o time alcança a terceira colocação, só perdendo o segundo posto para o Funorte pelo critério do saldo de gols. E o time tem uma super-decisão nessa quarta-feira, quando joga contra o mesmo Funorte lá em Montes Claros. Uma vitória deixa o time com um pé no Módulo II do ano que vem.


Depois do jogo, o Emerson resolveu esperar o trem que passa na porta do estádio e o seu Natal resolveu fazer algumas amizades com o pessoal local. Tudo pelo social! Fotos: Fernando Martinez.


Como não poderia deixar de ser, fomos visitar a Praça Pelé, com a estátua em homenagem ao Rei. Foto: Fernando Martinez.

Após a partida conseguimos adquirir raríssimas camisas oficiais do Atlético-TC na porta do estádio e ainda conseguimos um belo almoço num restaurante local. Depois fomos visitar a estátua do Rei do futebol, na nossa porção "faça turismo sempre". Debaixo de uma chuva forte e um trânsito absurdo, voltamos para São Paulo mais uma vez com o sentimento de dever cumprido. E em breve queremos fazer mais viagens por aqui. Fiquem ligados!

Até a próxima

Fernando

Um comentário:

  1. Bom dia,

    Sou Lucile da Universidade de Sheffield na Inglaterra, e escrevo para você porque estamos estabelecendo um site Internet para catalogar todas as estátuas desportivas no mundo (www.sportingstatues.com) como parte de um estudo acadêmico sobre a comemoração no esporte. Por isso gostaria de saber se posso usar suas fotos da estátua de Pelé localizada na Praça do Pelé em Três Corações? Estou falando de essa: http://www.jogosperdidos.net/fotos2008/12/Tricordiano2-1Guaxupe_Pele.jpg

    Naturalmente, daríamos-lhe o crédito para suas fotos. O meu email é: sportingstatuesproject@gmail.com

    Atentamente e obrigada,

    Lucile Bernard.

    Sporting Statues Project
    University of Sheffield, UK

    ResponderExcluir