Procure no JP

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Poços de Caldas em festa com o acesso

Olá pessoal,

No último domingo me dirigi a Poços de Caldas, no Sul de Minas, para acompanhar a decisiva partida entre Poços de Caldas e Tupynambás, válida pela última rodada da 2ª Fase do Campeonato Mineiro da 2ª Divisão. Logo que cheguei no Estádio Dr. Ronaldo Junqueira, percebi o clima de decisão, isto, pelo bom e motivado público de 3.355 pagantes. Ao contrário do que nossos amigos passaram nas últimas semanas na Rua Javari e em Ulrico Mursa, fui muito bem recepcionado no local, principalmente pelo Paulo, membro do Poços de Caldas, a quem eu deixo um abraço, pois o mesmo permitiu e facilitou minha entrada no gramado.

Antes de falar sobre a partida seguem as fotos das equipes posadas e do trio de arbitragem, aqui vale o destaque da beleza dos uniformes das duas equipes, principalmente o do Tupynambás, que lembra a seleção da Croácia.


Poços de Caldas F.C. - Poços de Caldas/MG. Foto: Victor Minhoto.


Tupynambás F.C. - Juiz de Fora/MG. Foto: Victor Minhoto.


Árbitro Ricardo Marques Ribeiro e assistentes Jair Albano Félix e Pedro Alcântara Campos. Foto: Victor Minhoto.


Pela primeira vez aqui no JP, o escudo do Poços de Caldas FC. Foto: Victor Minhoto.

Agora, sobre o jogo, o clima era de vida ou morte, pois estava em disputa o acesso ao Módulo II da 1ª Divisão do Campeonato Mineiro de 2008, sendo que a vantagem do empate era dos visitantes. De um lado o recém-fundado Poços de Caldas, com o apoio da maior torcida deste campeonato, sem perder nenhum ponto em casa e comandado pelo treinador João Carlos (ex-zagueiro do Cruzeiro, Corinthians e Seleção Brasileira). De outro lado o bom Tupynambás com os atacantes Alexandre Alvim e Euller (ex-Palmeiras, São Paulo e Vasco).

O jogo começou com as duas equipes estudando o adversário sem arriscar muito, porém o Tupynambás tocava melhor a bola e por isso chegava mais perto da meta laranja. Entretanto, com o transcorrer da primeira etapa as ações se equilibraram, o Vulcão foi se soltando e atacando o adversário de forma mais incisiva, tanto que obrigou o arqueiro Fernando a pelo menos duas grandes defesas.


O arqueiro Tonivan do Poços de Caldas faz bela intervenção impedindo o gol adversário. Foto: Victor Minhoto.

Após alguns lances perigosos, em uma descida pela direita de seu ataque, a equipe do Sul de Minas sofre um pênalti bem marcado pelo árbitro. Assim, aos 37 minuntos da etapa inicial o meia Alexandre Fávaro inaugura o placar em uma bela cobrança, levando a grande torcida ao delírio.


Alexandre Fávaro desloca o goleiro Fernando e abre o marcador para o Vulcão. Foto: Victor Minhoto.

Esse gol foi um verdadeiro banho de água fria sobre o Tupynambás, que não se recuperou até o final da 1ª etapa. No intervalo fui agraciado com um providencial sanduíche e um refrigerante fornecidos pelo Poços de Caldas, ainda bem, pois já era quase meio-dia e fome começava a apertar.

O segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro, com a equipe laranja dominando as ações, mesmo estando em vantagem no marcador. Já a equipe da Zona da Mata parecia ainda não ter se recuperado do golpe sofrido no final do primeiro tempo. Esse panorama persistiu até a metade da etapa final, quando o Tupynambás resolver acordar.


Atacante Ricardinho acerta bela cabeçada sobre o goleiro adversário e quase faz o segundo gol do Vulcão. Foto: Victor Minhoto.

O quadro alvirubro percebeu que se continunasse jogando daquela forma a derrota era certa e o sonho do acesso ia embora, mesmo porque o Itaúna já vencia o classificado Passense no outro jogo. Por isso seu meio de campo acordou e passou a controlar o jogo, enquanto o Vulcão buscava ampliar o marcador nos contra-ataques, principalmente através do camisa 11 Ricardinho. Assim, foi a partir deste momento que o jogo ficou aberto e cheio de emoções.


O veteraníssimo Euller bem que tentou mas não mostrou um bom futebol em Poços de Caldas. Foto: Victor Minhoto.

O azar dos visitantes é que além da defesa mandante estar muito segura e bem organizada, seu sistema ofensivo se mostrava totalmente inoperante. A qualidade do meio de campo do Tupynambás era inversamente proporcional a de seus atacantes, ou seja, o veterano Euller não rendeu o esperado e mais prejudicou do que ajudou a equipe de Juiz de Fora.

Assim, o jogo se encaminhou para o seu final em Poços de Caldas 1x0 Tupynambás, e o apito do árbitro foi o sinal verde para uma grande comemoração pelo acesso do Vulcão logo em sua primeira temporada, já que a equipe foi fundada em 01/07/07. Nos demais jogos o Itaúna venceu fora de casa o Passense por dois a zero, o Araxá empatou em dois a dois com o Ideal de Ipatinga e o Monlevade, em um jogo tumultuado, sucumbiu em casa diante do União Luziense por dois a um.


Comemoração pelo acesso do Poços de Caldas. Atletas agradecem aos céus pela conquista. Fotos: Victor Minhoto.

Agora resta a decisão do campeão entre Araxá e Itaúna, mas além destes dois, Passense, Poços de Caldas, União Luziense e Ideal de Ipatinga garantiram o acesso ao Módulo II do Campeonato Mineiro da 1ª Divisão de 2008. Só esperamos que ninguém desista de disputar o campeonato, como aconteceu com quatro equipes este ano.

Até a próxima,

Victor

Nenhum comentário:

Postar um comentário