Procure no JP

terça-feira, 9 de março de 2021

Bom jogo na Javari e tudo igual entre Juventus e Rio Claro

Texto e fotos: Fernando Martinez


Após um longo hiato de 364 dias, voltei a marcar presença numa sessão matutina de futebol. Caí da cama no domingo depois de uma noite pessimamente dormida e repleta de sonhos estranhos para nova cobertura na segunda rodada do Campeonato Paulista da Série A2. Direto do Estádio Conde Rodolfo Crespi, o Juventus recebeu o Rio Claro em busca da primeira vitória.

Na estreia os grenás ficaram no 0x0 contra o Audax em Osasco. Ano passado o time da Mooca chegou nas quartas de final e foi eliminado nos pênaltis pelo São Bernardo FC. Agora com o técnico Sérgio Soares no banco, uma cria da Javari, eles esperam ir longe. O adversário era o Rio Claro, comandado por Alberto Félix. Na estreia o Azulão empatou em casa com o Tigre do ABC e beliscar um pontinho jogando na capital seria de bom grado.





Se tem um lugar que as fotos posadas ainda existem esse lugar é a Rua Javari. Fazia tempo, mas dessa vez temos as duas equipes nas fotos oficiais junto com a imagem dos capitães e do quarteto de arbitragem

Antes de contar o que aconteceu no gramado vale citar uma situação que vem se tornando cada vez mais comum nas canchas que visito. As pelejas estão liberadas apenas para jornalistas e fotógrafos credenciados (além de pessoal dos clubes, claro). Apesar disso, o que menos tem nas arquibancadas, pelo menos em jogos pequenos, é profissional da imprensa presente. Por outro lado, o que nunca falta são pessoas fazendo scouts de sites de apostas. Triste ver que a cobertura jornalística in loco praticamente desapareceu.

Quietinho na minha cadeira na parte coberta da Javari vi uma partida boa, muito melhor do que o Portuguesa x Atibaia da véspera. Eu imaginava que os locais usariam o fator casa a seu favor, porém quem o Rio Claro não se intimidou e foi muito melhor do que os mandantes. Fazendo uma apresentação segura, nem parecia que o Azulão estava fora do Schmitão.

Logo no começo Sorriso assustou em chutaço pela esquerda que teve boa defesa de André Dias. Na sequência Timbó e Formigoni foram responsáveis por bons momentos do Rio Claro. O Juventus respondeu com um bom ataque de Will na direita e um furo magistral de Gabriel Bonet no meio da área. Aos 39 João Lucas cruzou da direita e Will colocou no canto. Certeza de que ele não quis fazer o que fez. O que importa é que deu certo... Juventus 1x0.




Detalhes do tempo inicial de Juventus x Rio Claro


A comemoração dos jogadores grenás no gol de Will

No tempo final o Azulão continuou melhor, mas pecava no último toque. Vimos boas oportunidades visitantes até que Jair, aos 20, deixou tudo igual. O jogador aproveitou bola espirrada na esquerda e chutou na saída de André Dias. Alvinho foi expulso quatro minutos depois e o Juventus ficou com um a menos. Era o que o Rio Claro precisava para ocupar o campo de defesa grená. Apesar de insistir e criar lances de perigo, inclusive com outro vermelho dado a um atleta juventino, o marcador não sofreu alterações.






No segundo tempo o Rio Claro deixou tudo igual e teve chances de virar o placar

Fim de jogo: Juventus 1-1 Rio Claro. O onze local tomou sufoco, mas conseguiu, dentro das circunstâncias, um pontinho bastante importante. O Azulão também soma o segundo empate. Ficou bom para os dois. No meio da semana o Moleque Travesso recebe o Monte Azul enquanto o onze rio-clarense recebe a Portuguesa Santista.

A agenda futebolística do JP voltou com tudo na segunda-feira com a minha primeira vez no grande duelo do ABC. Santo André de um lado, São Caetano do outro.

Até lá!

_____________

Ficha Técnica: Juventus 1x1 Rio Claro

Local: Estádio Conde Rodolfo Crespi (São Paulo); Árbitro: Rodrigo Gomes Domingues; Público e renda: Portões fechados; Cartões amarelos: Pablo, João Lucas, Bazílio, Thiaguinho, Gian; Cartões vermelhos: Alvinho 24 e Diego 36 do 2º; Gols: Will 39 do 1º, Jair 20 do 2º.
Juventus: André Dias; Railan (Bruno Luiz), Pablo, Nailson e Rubens; Diego, Negueba (Bazílio), Alvinho e João Lucas (Denis); Will e Gabriel Bonet (Joel). Técnico: Sérgio Soares.
Rio Claro: Rafael; Toninho, Roger Thomaz, Roger Bernardo e Thiaguinho; Cesinha, Formigoni, Junior Timbó (Acácio) e Gian (Wallace); Sorriso (Jobinho) e Jair. Técnico: Alberto Félix.
_________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário