Procure no JP

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Portuguesa reverte a vantagem palmeirense na final do Paulista sub-20

Fala, pessoal!

Fechando a cobertura JP do último final-de-semana, fui acompanhar um jogo no domingo à tarde, horário que não temos mais partidas em campeonatos da FPF. Portuguesa e Palmeiras duelaram no Estádio do Canindé em partida válida pela primeira final do Campeonato Paulista sub-20 da 1ª divisão.

Em virtude de obras nas linhas da CPTM, quase perco a hora de chegar no estádio para as fotos oficiais da peleja. Mas no último segundo do tempo regulamentar, consegui as mesmas para o JP:


A Portuguesa de D (sub-20) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


SE Palmeiras (sub-20) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Capitães das equipes e trio de arbitragem da partida. Foto: Fernando Martinez.

Fora da final desde o longínquo ano de 1990, quando ganhou seu primeiro e único título do torneio até hoje, a Lusa busca a segunda taça do sub-20 após ter eliminado a Ponte Preta na semi-final. Já o Palmeiras, atual campeão e que eliminou o Santos nas semi, quer o campeonato para comprovar sua hegemonia nos anos 2000 (a equipe foi campeã em 2002 e 2009, além do título do Palmeiras B em 2004).


Saída do goleiro Lúcio evitando chegada palmeirense. Foto: Fernando Martinez.


Jogadores do Palmeiras e da Portuguesa observam a bola sair pela linha de fundo. Foto: Fernando Martinez.

Enfrentando o forte calor, fiquei acompanhando o ataque palmeirense durante os primeiros 20 minutos de partida. E mesmo tendo mais posse de bola, o Palmeiras não conseguiu mostrar objetividade. A Portuguesa se aproveitou disso e marcou o primeiro gol aos 7 minutos. Após cruzamento da esquerda, a bola foi escorada para o camisa 4 Jaime entrar sozinho e cabecear forte para o fundo da rede alviverde.


Ataque do Palmeiras pela direita. Foto: Fernando Martinez.

Atrás do marcador, o Palmeiras passou a investir em jogadas pelas laterais, mas não conseguiu chegar à igualdade. Nos contra-ataques, a Portuguesa teve oportunidades para ampliar a vantagem. Mas graças ao forte calor, o ritmo da partida foi bastante moroso.


Início de jogada ofensiva para o time visitante. Foto: Fernando Martinez.

Mas no apagar das luzes da etapa inicial, o camisa 9 Ronaldo perdeu gol feito para a Portuguesa. Ele recebeu ótimo passe em profundidade e entrou sozinho na área. O goleiro Borges fez ótima defesa à queima-roupa e mandou a bola para escanteio. Antes mesmo da cobrança, o primeiro tempo acabou.


Disputa de bola na lateral do campo. Foto: Fernando Martinez.

No segundo tempo o sol foi encoberto pelas nuvens e eu fui para as arquibancadas do Canindé acompanhar a partida junto ao amigo Mílton. E o tempo final foi todo do onze alvi-verde. A Lusa teve a única chance perdida no primeiro minuto, com um chute por cima do jogador Guilherme. Após isso, só deu Palmeiras.


Zaga do Palmeiras protegendo a bola em ofensiva da Portuguesa. Foto: Fernando Martinez.

Os jogadores visitantes criaram chances pelo alto, em chutes de longa distância, em chegadas pela direita e pela esquerda, mas o gol defendido pelo arqueiro Lúcio estava fechado. A Portuguesa correu muitos riscos com a postura defensiva adotada na segunda etapa. Se o Palmeiras tivesse um pouco mais de capricho, poderia já ter feito o placar decisivo no primeiro jogo.


Chegada lusitana pelo alto facilmente neutralizada pela zaga palmeirense. Foto: Fernando Martinez.

Mas como o "se" não existe no futebol, o placar final do jogo mostrou Portuguesa 1-0 Palmeiras. Um empate no segundo jogo dá o título para a Lusa, enquanto o alviverde precisa de uma vitória por qualquer placar. Esse seria um jogo incrível para acompanhar, mas a diretoria palmeirense resolveu marcar o jogo para Araras, algo absolutamente inexplicável. Custava marcar a partida para Barueri, local aonde o time vem mandando a maioria dos jogos da Série A?

Bom, após o jogo ainda fomos andar pelo bairro do Pari, lembrando dos tempos em que morava por lá e constatando a triste decadência do local. Não dou 10 anos para que o bairro esteja completamente mutilado e que vire um local exclusivo para compras, assim como aconteceu com o Brás.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário