Procure no JP

domingo, 25 de agosto de 2019

Novorizontino derrota o Nacional pela segunda vez no sub-20

Texto e fotos: Fernando Martinez


O Campeonato Paulista sub-20 da Primeira Divisão está chegando perto do final da sua segunda fase e o Grupo 6 é um dos mais embolados. Por ter a presença de três times na Grande São Paulo, consegui emplacar a cobertura dos dois jogos da penúltima rodada, começando com o genial e inédito duelo entre Nacional e Grêmio Novorizontino no Estádio Nicolau Alayon.

O onze ferroviário começou bem essa fase com uma vitória em cima do São Bernardo. Depois disso, duas derrotas: 5x1 contra o Tigre em Novo Horizonte um 2x0 para o Juventus em casa. Na última rodada eles se recuperaram em grande estilo derrotando o Moleque Travesso de virada na Rua Javari. Ao final da quarta rodada, o Grêmio Novorizontino tinha nove pontos, a dupla Juvenal seis e o Bernô três.


Nacional Atlético Clube (sub-20) - São Paulo/SP


Grêmio Novorizontino (sub-20) - Novo Horizonte/SP


Quarteto de arbitragem e capitães dos times

Jogando contra o líder, o escrete paulistano queria aproveitar o fator casa e manter o astral positivo. O único problema foi que do outro lado estava uma equipe muito bem arrumada e que em apenas meia hora definiu a sorte da peleja. O futebol apresentado pelo clube preto e amarelo foi de alta qualidade e quando o Nacional se ligou já estava tomando 3x0 na moleira.

Logo aos três minutos, Adílson abriu o marcador ao completar de cabeça um escanteio da esquerda. Tenso no gramado, o Nacional respondeu dois minutos depois em tiro de longe de Guilherme, defendido tranquilamente por Rafael Willian. Aos oito, Gabriel Neris finalizou e o arqueiro local Hans espalmou. Aos 14, o Tigre teve um tento anulado, porém dois minutos depois eles chegaram aos 2x0. Fábio Aurélio se aproveitou de falha do zagueiro e do goleiro locais e cabeceou da pequena área, ampliando a vantagem.

A situação local ficou ainda mais difícil quando PH, camisa 2, foi expulso aos 28 minutos. Ainda grogue com os rápidos ataques visitantes, o Nacional sofreu o terceiro aos 34 com Nando aproveitando meio sem jeito bola cruzada na área. Com os 3x0, o Novorizontino passou a cozinhar o galo e até o intervalo chegar pouco se viu. Ficou claro que o resultado estava praticamente definido.


Cabelo (6) com a bola sendo acompanhado por João Augusto (3)


Detalhe do primeiro gol da tarde, marcado pelo camisa 4 Adílson


Atleta nacionalista se estica para tentar o domínio da pelota


O camisa 6 Cabelo sob a marcação de três atletas do Tigre

No segundo tempo, na base do "perdido por um, perdido por dez", não restou outra alternativa ao onze ferroviário a não ser se lançar ao ataque tentando diminuir o prejuízo. Isso gerou três grandes momentos visitantes em contra-ataques. Aos 15 minutos, Fábio Aurélio teve a chance a chance de ouro do quarto tento quando, sozinho na pequena área, cabeceou torto pela linha de fundo. Aos 19 Lucca Padial salvou em cima da linha. Cinco minutos após, Rômulo atacou bem pela direita e cruzou baixo. Bruno Conceição era o destino, mas Washington, 9 nacionalista, tirou do adversário na Hora H. Depois disso, os donos da casa passaram, mesmo que tardiamente, a atacar com perigo.

Aos 32, Guilherme chutou de longe e a bola, numa curva incrível, bateu na trave. Rafael Willian fez milagre em tiro de Lucas de Paula aos 38. Ele mesmo finalizou com perigo novamente aos 41 e de novo o camisa 1 do Novorizontino defendeu bem. A última chance aconteceu no último minuto quando Lucas, sempre ele, cobrou falta perigosa e a pelota saiu por cima. Apesar de merecerem pelo menos um golzinho, os ferroviários não conseguiram superar o setor defensivo adversário.


Ataque do Nacional pelo alto no começo do tempo final


Guilherme armando chute de longe


Visão de lance no meio de campo

Final de jogo: Nacional 0-3 Grêmio Novorizontino. Mesmo com o revés, o triunfo do Bernô contra o Juventus no dia seguinte fez o clube da Zona Oeste chegar na última rodada precisando basicamente de uma vitória simples para se classificar. O saldo de gols é péssimo, mas derrotando o São Bernardo no ABC ficarão com nove pontos e devem entrar como um dos melhores terceiros, independente do resultado do outro jogo. Não será fácil, mas a equipe tem condições de buscar a vaga. O triunfo confirmou a agremiação preta e amarela na liderança do Grupo 6.

Na tarde de sexta-feira retornei aos gramados mais uma vez na Rua Javari, onde acompanhei a peleja que fechou a penúltima rodada da chave.

Até lá!

_________________________

Ficha Técnica: Nacional 0-3 Novorizontino

Competição: Campeonato Paulista sub-20 da Primeira Divisão; Local: Estádio Nicolau Alayon (São Paulo); Árbitro: Leandro Carvalho de Oliveira; Público e renda: Portões abertos; Cartões amarelos: Cabelo, Erick (Nac), Barba, Lucas Barbosa, Nando, Brendon, João Augusto (Nov); Cartão vermelho: PH 28 do 1º; Gols: Adilson 3, Fábio Aurélio 16 e Nando 34 do 1º.
Nacional: Hans Santos (Alan Gobetti); PH, Erick, Lucca Padial (Matheus Lopes) e Cabelo (Alan Mike); Xuxa, Guilherme, Kevin (Josué) (John Kevin) e Lucas de Paula; Washington e Vinícius. Técnico: Guilherme Carbonieri.
Novorizontino: Rafael Willian; Rique, João Augusto (Zé Leandro), Adilson e Mateus Cavalcante; Barba (Eusébio), Fábio Aurélio (Rômulo), Gabriel Neris (Léo Pinhati) e Lucas Barbosa (Brendon); Nando e Bruno Conceição (Diogo). Técnico: Willian Sander.
_____________

Nenhum comentário:

Postar um comentário