Procure no JP

quinta-feira, 30 de maio de 2019

Palmeiras goleia a Ponte e segue como o melhor do Brasileiro sub-17

Texto e fotos: Fernando Martinez


Seguindo com aquele cronograma maroto de pelejas apenas no meio de semana, na quarta-feira a pedida foi seguir até o Estádio Oswaldo Teixeira Duarte. Na pauta, novo compromisso do Palmeiras no Campeonato Brasileiro sub-17. O líder invicto do Grupo A recebeu a Ponte Preta, uma das últimas colocadas, pensando em ampliar a série invicta. Não há dúvidas que o verde é o maior favorito ao título.

Nas seis rodadas realizadas, o time da Zona Oeste venceu cinco vezes (entre elas um 3x1 em cima do Santos com cobertura do JP) e empatou apenas uma. A equipe vai voando na disputa da chave e está virtualmente classificada para as quartas de final. Já a Macaca faz uma campanha bem abaixo da crítica com apenas uma vitória e cinco derrotas. Nada indicava que eles iriam surpreender, ainda mais jogando fora de casa.


Sociedade Esportiva Palmeiras (sub-17) - São Paulo/SP


Associação Atlética Ponte Preta (sub-17) - Campinas/SP


Capitães dos times e quarteto de arbitragem

Novamente em companhia de Milton Haddad, o amigo que está pensando em se filiar ao PSOL para as eleições 2020, fui ao judiado Canindé. Acompanhei o ataque local durante os 90 minutos e a superioridade alviverde foi incontestável. Na primeira etapa a Ponte Preta não foi capaz de passar do meio-campo e viu o adversário dominar as ações ofensivas durante todo o tempo. O setor ofensivo do escrete interiorano sofreu bastante com o rápido ataque verde.

Nesse cenário, não demorou para o marcador ser inaugurado. Aos 13 minutos Garcia invadiu a área pela direita, cruzou e Gabriel Silva completou livre de marcação na pequena área, aproveitando falha do arqueiro Dã. O domínio era absurdo, mas o segundo tento saiu apenas aos 38. Veron roubou a bola, tocou para Daniel Melo e o camisa 11 fez o dele. Nos minutos restantes a vantagem não foi ampliada por pouco em duas finalizações que bateram na trave.


Durante a maior parte do tempo, somente o Palmeiras atacou no Canindé


Jogada local dentro da área campineira


Detalhe do primeiro gol do Palmeiras, marcado por Gabriel Silva


Ofensiva alviverde pela esquerda ainda no primeiro tempo

No intervalo subi até as cabines pegar as escalações e no caminho vi o estado deplorável do que um dia foi o parque aquático rubro-verde. De volta ao gramado, a Ponte Preta teve a maior chance de tentar melhor sorte no jogo quando o árbitro marcou um pênalti a favor dos campineiros no primeiro lance de perigo dos últimos 45 minutos. Só que a cobrança parou nas mãos de Bruno Carcaioli e, mesmo com o segundo tempo todo pela frente, a Macaca se entregou de vez. A partir daí vimos um daqueles famosos "ataques contra defesa",

O terceiro gol saiu aos doze minutos depois que Daniel Alves recebeu bom passe na direita e cruzou rasteiro. Gabriel Silva recebeu no meio da área, tirou do zagueiro e tocou tranquilo. Aos 21, Bruno Menezes quase marca num lance em que Dã fez defesa milagrosa. Aos 31 o camisa 10 se redimiu e, aproveitando cruzamento da esquerda, chutou firme e fez o quarto. O arqueiro ponte-pretano tocou na pelota sem muita força e viu ela morrer no fundo das redes.

O quinto tento saiu aos 33 num rápido ataque pela direita. Márcio avançou, entrou na área e chutou cruzado, sem chances para o guarda-metas. Nos acréscimos Bruno Menezes teve grande momento e o camisa 1 dessa vez mostrou serviço. No rebote, Veron teve o gol aberto à sua disposição e conseguiu a proeza de mandar pela linha de fundo. Foi o último lance de perigo da tarde.


Aos doze do segundo tempo, Gabriel Silva fez o terceiro tento local


Cruzamento que originou o quarto gol palmeirense


O goleiro Dã olhando a bola entrar pela quinta vez na sua meta. O tento foi de Marcinho


Os locais tiveram várias chances para ampliarem ainda mais a vitória

O placar final de Palmeiras 5-0 Ponte Preta colocou de vez o alviverde nas quartas do Brasileiro sub-17. Há bons nomes no Grupo B, porém é inegável que o atual campeão paulista da categoria é talvez o nome a ser batido no torneio. Já a Macaca vai cumprir tabela nas duas partidas restantes tentando melhorar um pouquinho a campanha que até aqui foi desastrosa.

Seguiremos com as coberturas do JP em dias úteis na próxima sexta-feira, novamente com o dever cívico de acompanhar todos os jogos do Barcelona Capela como mandante na Segundona Paulista. Nem sei como, mas o 100% desde 2015 está se mantendo na raça.

Até lá!

_________________________

Ficha Técnica: Palmeiras 5-0 Ponte Preta

Competição: Campeonato Brasileiro sub-17; Local: Estádio Oswaldo Teixeira Duarte (São Paulo); Árbitra: Fernanda Ignacio de Souza; Público e renda: Portões abertos; Cartões amarelos: Renan, Gabriel Silva (Pal), Edson, João Pedro, Lucas Peres, Ryan (Pon); Gols: Gabriel Silva 13 e Daniel Melo 38 do 1º, Gabriel Silva 12, Bruno Menezes 24 e Márcio 33 do 2º.
Palmeiras: Bruno Carcioli; Garcia, Henri (Jonathan), Vanderlan e Fabinho; Renan (Daniel Alves), Veron e Ramon (Márcio); Daniel Melo (Bruno Menezes), Ruan Ribeiro (Robson) e Gabriel Silva (Vitinho). Técnico: Artur Itiro.
Ponte Preta: Dã; João Pedro (Thiago), Edson, Lucas Peres e Ryan; Borim (Baltazar), Amaral, Maurício (Washington) e Diogo (Nicão); Robinho (Eliel) e Pedrinho (Felipe). Técnico: Cláudio Ribeiro.
_____________

Nenhum comentário:

Postar um comentário