Procure no JP

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Portuguesa e Coritiba ficam no zero no Canindé

Fala, pessoal!

Após a vitória palmeirense no Pacaembu, o sábado reservou a minha 13ª ida ao Estádio Osvaldo Teixeira Duarte na atual edição do Campeonato Brasileiro, isso em 15 jogos realizados ali. Já não apresentando um futebol de encher os olhos, a Portuguesa recebeu o Coritiba buscando uma vitória para se afastar do Z4.

Um bom quórum de amigos se fez presente no Canindé para esse jogo. Além dos sempre presentes Paulo "Shrek" (e seus 100%), Jamil e Mílton, personalidades como o Cosme, Rei dos Brechós paulistanos, Nílton, campeão potiguar de futebol de botão, e Matheus Trunk, numa inesperada sessão off-alviverde, também bateram cartão.


Times perfilados no gramado do Canindé. Foto: Fernando Martinez.

Sem vencer há três jogos, a Portuguesa voltou a se aproximar perigosamente da zona de rebaixamento. Vencer o Coxa dentro do seu estádio era essencial para que o grupo dirigido por Guto Ferreira pudesse respirar um pouco mais. Grupo aliás que "sofre" nas mãos da diretoria lusitana.


Visão geral do Canindé para Portuguesa x Coritiba. Foto: Fernando Martinez.

A equipe paulistana também queria manter um longo tabu contra os paranaenses jogando como mandante. Em 11 jogos realizados até hoje pela primeirona nacional (e não contando as pelejas da Série B), a Portuguesa perdeu apenas uma vez, isso nos idos de 1976. Desde então, foram 10 jogos sem nenhuma derrota.


Escanteio para o Coxa no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Um bom público foi ao Canindé, mas a peleja não ficou à altura das expectativas. O futebol apresentado foi apenas burocrático durante a maior parte do tempo inicial. Diogo, voltando de contusão, foi o dono da jogada bisonha da noite ao perder um gol feito cara-a-cara com o arqueiro visitante.


Chance de gol para a Lusa no tempo final anulada por impedimento. Foto: Fernando Martinez.

No segundo tempo a peleja melhorou e aí surgiu o nome da partida. Vanderlei, goleiro do Coritiba, foi o responsável direto pelo 0x0. Ele fez defesas importantes e impediu que a Portuguesa pudesse abrir o marcador. Destaque negativo para o atacante Diogo, claramente fora de ritmo e responsável por mais uma jogada bisonha no tempo final.

No fim, o placar de Portuguesa 0-0 Coritiba deixou os paulistanos na 14ª posição com 40 pontos, quatro acima do Z4. O Coxa tem 41 e está uma colocação acima. Restando cinco jogos para cada equipe, os rubro-verdes precisam voltar logo a vencer caso não queiram amargar novo rebaixamento. Ainda faltam dois jogos na capital bandeirante, contra Atlético/MG e Grêmio, e se tudo der certo, estarei presente em ambos.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário