Procure no JP

terça-feira, 29 de março de 2011

Pão de Açúcar vence o rebaixado Rio Branco na despedida da Série A2

Fala, pessoal!

Chegou ao fim a primeira fase do Campeonato Paulista da Série A2 2011. Fui então acompanhar a única partida do dia que estava marcada para a capital paulista. Pão de Açúcar e Rio Branco se enfrentaram no Estádio Nicolau Alayon numa melancólica despedida das duas equipes da competição.

Mas a peleja foi histórica por dois motivos. Primeiro porquê provavelmente foi o último jogo em que o Pão de Açúcar utilizou esse nome. Pelas conversas que tive com diretores do clube, na Copa Paulista a ideia já é utilizar nova denominação ainda a ser definida. E a outra simplesmente porque foi o último jogo do tradicional time de Americana na Série A2. Em 2012 a equipe disputará pela primeira vez o terceiro nível estadual na sua história.

A partida teve um caráter de amistoso, já que o PAEC já estava desclassificado e o Rio Branco já rebaixado. Com isso, o time paulistano mandou a campo a base da equipe que disputou a Copa São Paulo no mês de janeiro. E com esse astral, tivemos um bom jogo de futebol nas dependências do Nicolau Alayon.


Ataque do Pão de Açúcar no começo da partida. Foto: Fernando Martinez.

Os primeiros momentos da partida foram equilibrados, mas não demorou muito para que o Rio Branco fosse mais à frente em busca do primeiro gol. A recompensa veio aos 14 minutos, com o gol de Bruno Jataí que só resvalou na bola depois de chute da direita, enganando o goleiro Rafael Costa.


Zaga do time amarelo afastando a pelota. Foto: Fernando Martinez.


Saída do goleiro do Pão de Aúcar em ataque do Rio Branco por alto. Foto: Fernando Martinez.

Só que o Pão de Açúcar mostrou sua força e aos 20 minutos chegou ao empate, com gol de Léo. O primeiro tempo seguiu bastante movimentado, mesmo com o fortíssimo calor que fazia na cidade de São Paulo no domingo cedo. Enquanto o tempo passava, um ofegante David, que mais parecia estar derretendo, contava seus planos para uma eventual viagem dele ao Rio de Janeiro. O primeiro tempo então terminou com o 1x1 no marcador.


Falta perigosa para o PAEC no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

A partida recomeçou num ritmo mais lento, provavelmente por causa do desgaste provocado pelo sol. O Pão de Açúcar não sofreu sustos, e acabou chegando ao segundo gol aos 12 minutos. Quem completou para as redes foi Dhiego Souza, após certeiro cruzamento da direita.


Bola alçada dentro da área do onze paulistano. Foto: Fernando Martinez.

O time amarelo continuou administrando a peleja e ampliou aos 28 minutos, com mais um gol de Léo. Com 3x1 contra, o Rio Branco acordou e quis pelo menos diminuir. A equipe chegou perto, principalmente com uma bola na trave nos minutos finais.


Furada espetacular de atacante do Pão de Açúcar em lance do segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

Mas o placar não foi mais alterado, e a partida terminou mesmo em Pão de Açúcar 3-1 Rio Branco. A classificação não veio para a equipe da capital paulista, muito em função do péssimo primeiro turno, aonde o PAEC somou apenas 9 pontos em 9 jogos. Nem a fantástica recuperação no returno, aonde ficou com a segunda melhor campanha do grupo somando um total de 18 pontos, adiantou devido ao péssimo começo de competição. Independente disso, o time terminou essa fase com o ataque mais positivo entre os 20 times, com 35 gols marcados.


Placar final da partida no Estádio Nicolau Alayon. Foto: Fernando Martinez.

Já para o Rio Branco, que ficou na lanterna do torneio, a certeza é que a equipe precisa juntar os cacos e tentar voltar ao seu lugar tradicional no futebol paulista em breve. Esperamos que esse início de ano seja um marco para o reerguimento do clube a partir de 2012.

Voltando a falar da A2, na segunda fase, que começa já no próximo final de semana, teremos duas chaves assim divididas: No grupo 3 teremos Catanduvense, XV Piracicaba, Sorocaba e Monte Azul. No grupo 4, São José, Rio Preto, Comercial e Guarani. Os dois primeiros de cada grupo sobem para a Série A1 em 2012. Pena que nesse regulamento aconteça uma divisão de forças, pois a regionalização acaba sendo prejudicial no quesito técnico do torneio. A disparidade de forças deixou o Monte Azul se classificar com 25 pontos no Grupo 1, enquanto Red Bull com 28, e PAEC com 27, ficaram de fora.

De qualquer forma já ficaremos ligados nessa sensacional segunda fase a partir do próximo final de semana.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário