Procure no JP

segunda-feira, 12 de março de 2018

Nacional empata desperdiça a chance de dormir líder na Série A2

Texto e fotos: Fernando Martinez


Depois do massacre contra o Penapolense no meio da semana passada, o Nacional voltou a campo no sábado para um duelo contra o Audax, antepenúltimo colocado do Campeonato Paulista da Série A2, com chances reais de se tornar líder ao final da 12ª rodada.

Não era exagero pensar nessa possibilidade levando em conta os cinco jogos de invencibilidade e nas três vitórias consecutivas, duas delas por goleada (4x1 contra o Batatais fora de casa e o 6x0 contra o CAP). É fato que o técnico Tuca Guimarães vem fazendo um belo trabalho e sonhar com o acesso no ano do centenário não é nenhum absurdo.


Grêmio Osasco Audax Esporte Clube - Osasco/SP


Nacional Atlético Clube - São Paulo/SP


Quarteto de arbitragem designado para a peleja com o árbitro Rodrigo Guarizo do Amaral, os assistentes Eduardo Vequi Marciano e Fausto Augusto Moretti e o quarto árbitro Rodrigo Pires de Oliveira junto com os capitães dos times

O grande problema é que o onze ferroviário historicamente adora se complicar atuando contra adversários que estão em situação pior do que a sua. Revivendo tempos não tão gloriosos de outrora, foi exatamente isso que vimos no gramado do Estádio José Liberatti em Osasco.

Precisando vencer para se afastar da zona de rebaixamento, o vice-campeão paulista de 2016 teve bons momentos durante todo o tempo inicial e o goleiro Maurício foi bastante acionado. Só que a primeira boa oportunidade foi do Nacional aos 10 minutos com um gol de Jeferson Souza que foi anulado pelo árbitro.

Dois minutos depois Robert, atacante do Audax, acertou boa cabeçada na trave. Aos 26, Denílson chutou de longe e Maurício fez ótima defesa. Não demorou pro Nacional responder com um chutaço de Bruno Xavier que também encontrou o travessão. O tempo inicial se encerrou com o marcador em branco.


Defensor do Audax mandando aquele corte esperto


Bruno Xavier chutando de longe e mandando a pelota na trave


Momento do gol visitante que foi anulado aos dez do tempo inicial


Ataque nacionalino pela direita

No segundo tempo o Nacional foi muito melhor e encaixou várias chances de abrir o placar. Antes dos dez minutos Thiago Santos e Samuel tiveram ótimas oportunidades porém desperdiçaram. Robert era o único nome perigoso no escrete local e aos 13 o camisa 9 acertou outra bola na trave.

A peleja foi seguindo com melhores momentos a favor do onze paulistano, só que faltava aquele lance mais agudo, aquele momento especial pro gol sair. Marcelinho, camisa 17, teve esse momento. Quando o relógio apontava 43 minutos, ele recebeu ótimo lançamento, driblou o arqueiro Jefferson e ficou com o gol aberto à sua disposição. Ao invés de chutar, ele esperou, esperou, esperou e com isso deu chance pro zagueiro Anderson impedir o tento que faria o clube dormir na liderança da Série A2.


Anderson, camisa 2 osasquense, afastando o perigo


Jefferson sai do gol para fazer a defesa


Chegada do Nacional pela esquerda do seu ataque


Mais um corte da zaga local dentro da área

O placar final de Audax 0-0 Nacional deixou um gosto de "quase" na boca de todos os torcedores visitantes que foram ao Rochdale. Ao término da 12ª rodada a equipe caiu para a quarta colocação com 21 pontos e o onze osasquense voltou pro Z2. Agora os paulistanos terão dois compromissos em casa na busca da classificação. Uma coisa é certa: o gol bisonhamente perdido fará falta no final da primeira fase, podem apostar.

Essa foi a única partida do final de semana em que marquei presença. Volto aos campos no meio da semana com uma rodada dupla na Libertadores com direito a time novo na Lista!

Até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário