Procure no JP

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Barcelona vacila e perde para o Palmeirinha na Javari

Texto e fotos: Fernando Martinez


No domingo passado rolou a penúltima apresentação do Barcelona paulistano no Estádio Conde Rodolfo Crespi em 2016. Penúltima pois o resultado final da partida contra o Palmeirinha foi um banho de água fria em todos que sonhavam com a classificação do Elefante para a próxima fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão.


Barcelona Esportivo Capela Ltda. - São Paulo/SP


Sociedade Esportiva Palmeirinha - Porto Ferreira/SP


Capitães dos times junto com o quarteto de arbitragem formado por Saulo Samuel Felix, Orlando Coelho Junior, Marcos Sehnem e Gabriel Castro Dourado

Fazendo uma campanha muito ruim, o time de Porto Ferreira parecia que não seria um adversário à altura para os locais, ainda mais levando em conta os bons jogos feitos ali nas jornadas anteriores (vitórias expressivas contra o Lemense e o Amparo). Só que dentro de campo, decepção total do Barça.

Logo no primeiro ataque do time visitante Lucas abriu o marcador, isso antes do primeiro minuto chegar. Esse foi um golpe forte demais para o Barcelona e o primeiro tempo foi disputado num nível baixo, com poucas oportunidades reais de gol. No segundo os donos da casa finalmente acordaram e passaram a ocupar o campo de defesa do Palmeirinha.

Aí acabou reaparecendo um velho problema do onze da capital ao longo da Segundona: as finalizações. Sem exagero nenhum, o time criou pelo menos quatro chances claras e cristalinas para pelo menos deixar tudo igual no marcador, porém infelizmente todas foram desperdiçadas.


Bola perdida no campo de defesa do Palmeirinha no primeiro tempo


Boa defesa do goleiro visitante em chute de longe


Os atletas do Barcelona reclamaram de pênalti nesse lance... não foi nada!


Zaga do Palmeirinha afastando o perigo

O Barça merecia melhor sorte, mas como o que vale é mesmo bola na rede, ao término dos 90 minutos o placar final de Barcelona 0-1 Palmeirinha premiou quem foi capaz de estufar a rede, ainda que numa apresentação abaixo da crítica. A derrota complicou demais as pretensões do Elefante na luta por uma vaga na segunda fase e agora a classificação só acontecerá na base de um milagre.

Independente do revés, a minha presença na peleja manteve meus "100% de aproveitamento" em jogos do BEC desde sua volta ao profissionalismo em 2015. Foi a 15ª apresentação da equipe com o mando de campo e a 15ª vez seguida que bati cartão. Mesmo sem a vaga, estarei na despedida como local contra o Diadema daqui a duas semanas.

Até a próxima!

Um comentário:

  1. Legal esse site, sempre entro pra ver os jogos das divisões inferiores.

    ResponderExcluir