Procure no JP

segunda-feira, 7 de maio de 2018

GEO derrota o Nacional, que segue sem vencer no sub-20

Texto e fotos: Fernando Martinez


Tinha reservado a tarde do sábado para ir até Mogi das Cruzes ver um jogo da Segundona. Só que perdi a hora total e acabei tendo que apelar pro Plano B. Fui parar (de novo) no Estádio Nicolau Alayon em mais uma apresentação do Nacional no Campeonato Paulista sub-20 da Primeira Divisão. O adversário da vez foi o Grêmio Osasco.

Válido pela quarta rodada do Grupo 4, o duelo reuniu o último e o penúltimo colocados da chave. Nos três confrontos realizados até então, o onze ferroviário foi derrotado pelo Juventus, Corinthians e Guarani. O GEO ganhou do Bugre e perdeu pro alvinegro de Parque São Jorge e Manthiqueira. Resumo da ópera: pela campanha de ambos, a chance de ver uma peleja abaixo da média era enorme.


Nacional Atlético Clube (sub-20) - São Paulo/SP


Grêmio Esportivo Osasco (sub-20) - Osasco/SP


O quarteto de arbitragem junto com os capitães dos times

Tive a companhia do jovem promissor Luigi Vancini durante os 90 minutos. Fomos acompanhar o ataque local e pouco aconteceu. A rigor o Naça ficou mais tempo com a bola nos pés porém teve somente dois momentos bons, um num chute pela direita e outro que terminou com defesa segura do arqueiro osasquense.

Já os visitantes chegaram mais vezes dentro da área adversária, boa parte delas com relativo perigo. Mostrando uma ótima saída do gol, o goleiro norte-americano Phillip neutralizou todas as investidas. Com esse cenário, não tinha como o primeiro tempo ter terminado de outra forma senão com o 0x0.


Zagueiro osasquense se antecipando e fazendo o corte


Chute de longe que não levou perigo pro goleiro do GEO


Pelota passeando dentro da área visitante


Ataque nacionalino pela direita

A segunda etapa começou e pouco mudou. Até os vinte minutos nada aconteceu e o temor era que o placar em branco se confirmasse. Felizmente o cenário melhorou sem que esperássemos. Aos 21 minutos Joanatan completou cruzamento da direita dentro da pequena área e abriu o placar pro GEO.

Aos 29, Samuel Ethor (sim, o camisa 9 do Grêmio Osasco tem esse nome  super original) ampliou pro onze visitante com um toque de ponta de pé da entrada da área que encobriu o goleiro nacionalino e tirou a pelota do seu alcance. No minuto seguinte os locais diminuíram com o camisa 10 Josué tocando na saída de Micael.

Nos quase vinte minutos restante os paulistanos insistiram bastante e chegaram perto do empate, porém o último toque foi imperfeito. A rapaziada do Grêmio Osasco se segurou bem, o arqueiro mostrou serviço e no apito final conquistaram uma importante vitória.



Dois cortes de cabeça em ataques paulistanos no tempo final


Cobrança de falta a favor dos donos da casa


Atleta do Nacional arriscando tiro de longe em busca do empate

O placar de Nacional 1-2 Grêmio Osasco colocou o clube da Grande São Paulo na quinta posição da chave agora com seis pontos ganhos. Lembrando que quatro (ou cinco, dependendo da classificação) times se classificaram para a próxima fase. Já os ferroviários permanecem na lanterna sem nenhum ponto. Ainda faltam dez partidas pro final dessa fase.

Foi isso. Saí da Comendador Sousa meio chateado por ter perdido um 7x0 em Mogi das Cruzes, porém conformado, já que pelo menos a peleja na cancha paulistana não tinha sido 0x0. No domingo a ideia era fazer uma rodada dupla. Só que por conta do sono, vi uma rodada simples mesmo, com Segundona e confronto inédito na pauta.

Até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário