Procure no JP

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Corinthians campeão da 46ª Copa São Paulo de Futebol Júnior

Fala, pessoal!

No domingo passado, feriado na cidade de São Paulo, rolou a grande decisão da 46ª Copa São Paulo de Futebol Júnior. Mais de 36 mil pessoas foram ao Estádio Paulo Machado de Carvalho para a peleja decisiva entre Corinthians e a surpresa Botafogo de Ribeirão Preto.

De um lado o maior vencedor da competição em busca do nono caneco na sua 16ª final até hoje. Do outro a Pantera voltando a uma decisão depois de 32 anos e com uma campanha sensacional após ter eliminado quatro grandes do futebol nacional na fase de mata-mata.


Botafogo FC (sub20) - Ribeirão Preto/SP. Foto gentilmente cedida: Luciano Claudino.


SC Corinthians P (sub20) - São Paulo/SP. Foto gentilmente cedida: Luciano Claudino.

Apesar de todo o caráter decisivo, por muito pouco não desisti da jornada. Além do forte calor, colocar um jogo desse naipe para o período da manhã somente para agradar uma emissora de televisão é o fim do mundo. Torço demais para o dia em que a última partida da Copinha possa voltar ao período da tarde.

No apagar das luzes decidi ir ao Pacaembu para assistir a minha 11ª final de Copa São Paulo em todos os tempos e a oitava na história do JP (cinco com minha cobertura e três com a do Orlando). Sem nenhum lugar disponível em qualquer parte do estádio, vi a peleja das tribunas de imprensa junto com o amigo Ricardo Espina.


Cruzamento corintiano dentro da área da Pantera. Foto: Fernando Martinez.

E o Bota começou melhor a peleja, preocupando bastante a zaga alvinegra. Aos 16 minutos a equipe teve a maior chance de gol no primeiro tempo. Alex cobrou falta na trave e Túlio Souza chutou pra fora e bola que sobrou dentro da área. Foi uma chance preciosa demais para ser jogada no lixo.


Um sol pra cada um na quente manhã de domingo. Foto: Fernando Martinez.

Parte da torcida que estava nas numeradas começou a ficar impaciente com a tímida atuação do Timão. O Mosqueteiro criou a primeira chance real de gol apenas aos 39 minutos. Aos 44 Yan completou cruzamento de Matheus Vasconcelos e tirou tinta da trave. A etapa inicial terminou sem gols num jogo abaixo do esperado.


Visão geral do lotado Paulo Machado de Carvalho. Foto: Fernando Martinez.

No comecinho do tempo final Yan criou outra grande chance em chute colocado de fora da área. Dessa vez o goleiro Talles, que acabaria se tornando o nome do jogo, fez brilhante defesa no ângulo esquerdo. O Bota quase abriu o marcador aos oito com uma cabeçada despretensiosa. O goleiro corintiano Caíque fez milagre.


Perigo na área do Corinthians em boa chance de gol do Bota. Foto: Fernando Martinez.

Aos 21 minutos acabou acontecendo o lance que definiu a sorte da 46ª Copa São Paulo. Maycon arriscou de longe e o goleiro Talles engoliu um frangaço. A defesa era fácil, mas a pelota bateu nas suas mãos e foi morrer dentro do gol. Festa completa nas arquibancadas do Pacaembu.


Boa intervenção de Caíque, arqueiro do Parque São Jorge. Foto: Fernando Martinez.

A vantagem conquistada não desanimou os locais e nos minutos seguintes a equipe chegou perto de ampliar. Precisando pelo menos de um gol para levar a decisão para os pênaltis, o Botafogo assustou apenas aos 39 minutos em grande chute de Erik. Tirando isso, o Corinthians não sofreu maiores sustos.


O Corinthians quase marcou o segundo gol nesse lance. Foto: Fernando Martinez.


Jogadores do Corinthians logo após o apito final. Foto: Fernando Martinez.

No último trilar do apito o árbitro encerrou a partida com o placar de Botafogo/SP 0-1 Corinthians. Essa foi a nona conquista alvinegra na Copinha, ampliando a diferença para o "segundo colocado" Fluminense e seus cinco títulos. Além disso, a equipe sagrou-se campeã pela terceira vez nos últimos 50 dias. Não é sempre que vemos uma agremiação vencer o estadual sub20, o brasileiro sub20 e a Copinha.


Santiago (do São Caetano), Isaac e Gabriel Vasconcelos, todos com oito gols marcados, recebendo o prêmio pela artilharia do certame. Foto: Fernando Martinez.

Apesar de ter sido derrotado nessa final, a Pantera merece todos os elogios possíveis pela sua brilhante campanha nessa Copinha. Depois de tantos anos é muito bom ver uma equipe tão tradicional do nosso interior tendo destaque numa competição importante. Torcemos para que outros patrimônios paulistas possam voltar aos dias de glória.


O grande vice-campeão da 46ª Copa São Paulo no pódio. Foto: Fernando Martinez.


Festa corintiana pelo nono título da Copinha. Foto: Fernando Martinez.

Bom, com esse post fechamos com chave de ouro as coberturas do JP na Copa São Paulo de Futebol Júnior no início da nossa 12ª temporada. A partir da próxima semana os garotos da base saem de cena e no lugar entram os times das Séries A2 e A3 Paulistas, dois campeonatos simplesmente geniais.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário