Procure no JP

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Virada do Kashiwa Reysol contra o Grêmio Barueri na Arena

Salve amigos!

Iniciando 2014, nada melhor do que acompanhar a Copa São Paulo de Juniores, famosa e querida copinha, que continua sendo uma grande fonte de novidades para nós do JP. Dessa vez, um imperdível clube japonês, que me fez subir a serra em plena tarde de segunda-feira, e de condução, uma vez que eu não estava nem um pouco a fim de dirigir no trânsito da metrópole.

 

Aquecimento das equipes antes da partida. Fotos: Estevan Mazzuia.

Bem recebido e devidamente aclimatado na Arena Barueri, parti para as fotos oficiais da partida válida pela segunda rodada do Grupo W do certame, entre o Grêmio local e o Kashiwa Reysol, clube patrocinado pelo patrocinador do torneio.


Grêmio Barueri FL (sub20) - Barueri/SP. Foto: Estevan Mazzuia.


Kashiwa Reysol (sub20) - Kashiwa/Japão. Foto: Estevan Mazzuia.


Quarteto de arbitragem com os capitães dos times, Kaik (GBFL) e Shinnosuke Nakatami (KR). Foto: Estevan Mazzuia.

O duelo era de vida ou morte para o time da casa, que estreara muito mal, perdendo para os paraibanos do Auto Esporte, enquanto que o Kashiwa vinha de um bom empate contra o tricolor, favorito do grupo, e visava conquistar a classificação, fato inédito para uma equipe de fora do Brasil, nesse torneio.


Meio-campista Yusure Kobayashi (8) na marcação. Foto: Estevan Mazzuia.

E os japoneses deram muito trabalho ao goleiro Rafael durante o primeiro tempo, mas sem construir uma chance clara de abrir o marcador. Foi só lá por volta dos 28 minutos que o Grêmio começou a levar perigo em dois ou três contra-ataques rápidos.


Zaga japonesa afastando o perigo. Foto: Estevan Mazzuia.

Como quem não faz toma, aos 31 minutos o zagueiro Maurício Ribeiro se aproveitou de uma cobrança de falta pela direita, subiu mais alto que os defensores amarelos e só deslocou a bola do goleiro Makoto Kimura.


Lance do gol de Maurício Ribeiro. Foto: Estevan Mazzuia.

Tecnicamente superior, o onze nipônico retomou o domínio da partida e logo empatou a peleja: Oshima recebeu a pelota de cara para o gol e tocou na saída do goleiro Rafael, aos 41 minutos.


Lance da primeira etapa. Foto: Estevan Mazzuia.


Visão panorâmica da partida, na segunda etapa. Foto: Estevan Mazzuia.

O jogo deu uma caída no segundo tempo, mas continuou melhor para os visitantes. Aos 13 minutos, Kakeru Tsujikawa acertou o travessão em, uma cobrança de pênalti, desperdiçando a chance de virar o marcador. O Barueri apenas se defendia, não conseguindo criar qualquer jogada que colocasse em perigo os orientais.


Detalhe do pênalti desperdiçado. Foto: Estevan Mazzuia.


Detalhe de confusão na área gremista. Foto: Estevan Mazzuia.

Com uma paciência “do outro lado do mundo”, os velozes asiáticos finalmente chegaram a seu segundo gol, novamente pelos pés do artilheiro Oshima, que recebeu na entrada da pequena área e bateu no contrapé de Rafael.

 

“Empinadores” dos balões promocionais observam jogada na lateral / Auxiliar retira uma das dezenas de “pipas” que caíram no gramado durante a partida. Fotos: Estevan Mazzuia.

O Barueri ainda teve Ulysses expulso por desferir um pontapé em Yusuke Kobayash fora da disputa pela bola, numa demonstração de desequilíbrio lamentável do jovem jogador.

Fim de jogo, Grêmio Barueri 1x2 Kashiwa Reysol, resultado que eliminou os paulistas e manteve os japoneses na luta pela classificação, que viria como o segundo melhor colocado de toda a primeira fase.

Mas muita coisa boa e inédita ainda iria rolar para a galera dos Jogos Perdidos...

Até mais!

Estevan Azevedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário