Procure no JP

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Nacional espanta a zica e volta a vencer após 11 jogos

Texto e fotos: Fernando Martinez


No final de semana o Campeonato Paulista da Série A2 chegou à sua sexta rodada e outra vez teve cobertura do JP no Estádio Nicolau Alayon. O quase-centenário Nacional recebeu o São Bernardo FC num jogo de duas equipes que ainda não tinham vencido na competição. Os ferroviários estavam com três pontos ocupando a 14ª posição enquanto o Tigre do ABC era o 10º com quatro. Essa é a 39º minha cobertura consecutiva do antigo SPR na sua casa. Dois anos, cinco meses e contando...

O duelo foi o nono entre os dois na história. Nos oito anteriores, o Naça tinha vencido duas vezes, o onze do ABC três e também foram registrados três empates. Detalhe: os paulistanos foram derrotados nos três primeiros encontros e desde então não perderam mais. Aqui no Jogos Perdidos foram duas coberturas: um 1x1 heroico pela Copa Paulista em 2015 e outro 1x1, este na abertura da A2 do ano passado, ambos realizados na capital.


Nacional Atlético Clube - São Paulo/SP


São Bernardo Futebol Clube Ltda. - São Bernardo do Campo/SP


Capitães dos clubes junto com o árbitro Rodrigo Gomes Domingues e os assistentes Luis Alexandre Nilsen e Leonardo Tadeu Pedro

Como curiosidade, finalmente o técnico Wilson Júnior se apresentou na cancha paulistana nessa A2. Ele esteve no Nacional por dois meses entre novembro e dezembro e saiu do clube, junto com doze atletas, quando a parceria pegou todo mundo e se mandou em direção ao São Bernardo FC. Até aqui, eles ainda não fizeram diferença nenhuma e estão deixando a torcida preta e amarela preocupada com a campanha fraca. Pelos lados do Naça, tivemos a estreia do técnico Jorginho "Cantinflas", aquele mesmo ex-Palmeiras e ex-Goiás e figurinha carimbada nas arquibancadas da Comendador Souza. Esperamos que ele tenha sucesso nessa nova empreitada.

Após alguns dias de trégua o calor voltou com tudo e a peleja foi disputada debaixo de um sol insuportável. No céu o panorama não era bom e dentro das quatro linhas o cenário também não foi nada animador. As duas agremiações fizeram uma partida fraca, modorrenta e arrastada. Pouco se viu digno de registro e os 90 minutos triplicaram, tamanha foi a falta de ousadia e criatividade vista no relvado. Para piorar, aguentei apenas poucos minutos acompanhando o ataque nacionalista por que a linha de fundo estava infestada de mosquitos, e eles acharam boa ideia ficarem próximos dos fotógrafos, eu incluído, ali presentes.


Ataque nacionalista pela esquerda


Fernando, camisa 8 do Tigre, afastando a pelota da área


Troca de passes no lado esquerdo do ataque local

Na parte coberta se encontravam os amigos Mílton, Bruno e o sumido Rodrigo Leite, recém-chegado do Rio de Janeiro. Resolvi ficar por ali até o apito final. Mais uma vez o que valeu a pena foi o papo com a rapaziada, já que o futebol estava em falta. Na etapa final o São Bernardo FC retornou menos pior e ficou bastante tempo dentro do campo de defesa adversário. Não que isso tenha significado a criação de boas oportunidades, longe disso. A rigor, os visitantes tiveram apenas uma grande chance... e que chance. Por volta dos 30 minutos, Léo Cereja, ex-Nacional e também conhecido como "Leo Cherry", pintou cara-a-cara na frente do goleiro Maurício e o veterano atleta fez brilhante defesa.

O cotejo estava com aquele cheirinho desagradável de 0x0 até os 39 minutos. Num ataque meio sem querer, Matheus Lu ganhou dividida de Nando Carandina e avançou pela direita. A bola foi cruzada e chegou em Michael Thuique. Ele venceu a marcação do zagueiro Dogão e tocou firme. O goleiro André Dias ainda conseguiu relar na pelota, mas não foi capaz de impedir que ela entrasse em seu gol. Foi o primeiro tento do Nacional em casa em 2019. Nos minutos restantes o São Bernardo FC tentou fazer uma pressão, sem sucesso.


Bola disputada no alto no meio-campo


Matheus Lú e uma boa chegada do Nacional no segundo tempo


O camisa 1 Maurício fazendo defesa em cobrança de falta


A comemoração aliviada de Michael Thuíque no gol ferroviário, o primeiro em casa no ano do centenário

No fim, o placar de Nacional 1-0 São Bernardo FC registrou a primeira vitória nacionalista depois de um jejum de onze confrontos. O triunfo também colocou o clube da Zona Oeste na décima colocação da primeira fase da A2, agora com seis pontos. O Tigre é o 11º, ainda sem vencer. Vamos ver se o Naça consegue se encontrar na competição a partir de agora. Na próxima rodada os dois atuam em casa. Os azuis e vermelhos recebem o Sertãozinho enquanto o SBFC enfrenta o Juventus. 

Assim que o árbitro encerrou o duelo peguei o caminho do Morumbi já que o dever me chamava. Por conta da Operação Tartaruga, sempre operante na CPTM nos finais de semana, levei mais tempo do que esperava. Tudo bem, afinal, aqui é tudo pelo social. Futebol de novo vai pintar no meio da semana com, se tudo der certo, outro compromisso do Nacional.

Até a próxima!

_________________________

Ficha Técnica: Nacional 1-0 São Bernardo FC

Competição: Campeonato Paulista Série A2; Local: Estádio Nicolau Alayon; Árbitro: Rodrigo Gomes Domingues; Público: 386 pagantes; Renda: R$ 4.920,00; Cartões amarelos: Gabriel Santos, Caio Mendes e Hebert (Nac), Fernando, Felipe Fumaça e Daniel Vançan (SBFC); Gol: Michael Thuíque 39 do 2º.
Nacional: Maurício Telles; Danilo Negueba, Gabriel Santos (Jeferson), Everton Dias e Caio Mendes; Bruno Sabino, Josué (Matheus Humberto), Everton Tchê e Emerson Mi (Hebert); Michael Thuíque e Matheus Lú. Técnico: Jorginho.
São Bernardo FC: André Dias; Thiago Ennes, Vinícius Leandro, Dogão e Daniel Vançan; Geandro (Felipe Fumaça), Léo Cereja (Leandro Jabá), Fernando (Nando Carandina) e Raphael Luz; Magrão e Ermínio. Técnico: Wilson Júnior.
_____________

Nenhum comentário:

Postar um comentário