Procure no JP

terça-feira, 27 de maio de 2008

Paulínia confirma favoritismo e vence em casa

Opa,

Depois da rodada tripla no Nacional no sábado, o domingo foi a vez de curtir uma viagem e rodada dupla pelo interior de São Paulo. Depois de algum tempo sem ver jogo mais ou menos longe, peguei uma carona com o amigo Fernando e segui cedinho para a cidade de Paulínia, mas precisamente até o Estádio Luís Perissinoto, para mais um jogo do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. O jogo que fui acompanhar foi entre Paulínia e o Boa Vista.

A viagem foi sossegada e chegando na bela cidade comecei a cogitar que minha terrível experiência por lá (na Copa São Paulo de 2004) poderia ter sido apenas um acidente de percurso. Naquela época, o lugar estava zoado e o estádio era simplesmente uma piada. O que constatei ao adentrar as dependências do estádio foi uma alteração de 100% no panorama local. O Estádio Luís Perissinoto é uma graça, muito bem arrumado e localizado. Totalmente novo, dá gosto de ver um jogo por lá. Parabéns a todo pessoal da cidade pela mudança positiva.

E nem preciso dizer que fotos posadas na Segundona são comuns aqui no JP. Elas seguem agora, de forma exclusiva:


Paulínia FC - Paulínia/SP. Foto: Fernando Martinez.


C de F Boa Vista Ltda. - São João da Boa Vista/SP (mas mandando seus jogos em Águas de Lindóia). Foto: Fernando Martinez.


Trio de arbitragem e capitães da partida. Foto: Fernando Martinez.

O jogo tinha como amplo favorito o time da casa, melhor arrumado e com mais estrutura. Do outro lado, o Boa Vista pode ser considerado um sobrevivente ao difícil caminho da Segundona. O presidente Clóvis está com muitas dificuldades em manter o time, mas de forma praticamente heróica, consegue levar os atletas a cada jogo e ganhando ou não, eles com certeza já podem se sentir vitoriosos. O técnico até essa partida era o ex-jogador Dido, que jogou no Santos e no Flamengo e também dirigiu a Seleção do Vietnã nas Eliminatórias da Copa 2002.

Mas a partida começou do jeito que todos esperavam: com o Paulínia tomando conta das ações e encurralando o Boa Vista no seu campo de defesa. Mas a zaga do Boa Vista não deixava os atacantes do time anfitrião se darem bem e com certa dose de sorte também viam as chances do time da casa irem pelo ralo.


Goleiro do Boa Vista se estica todo para uma grande intervenção. Foto: Fernando Martinez.

O goleiro Pedro fez duas ou três defesas que salvaram o bicho do Boa Vista nesse primeiro tempo. Mas se na defesa o time do Boa Vista estava quebrando o galho, o ataque do time era inoperante. A bola não chegava em condições de qualquer tipo de conclusão e tentativa de gol. Apenas uma vez a bola chegou, e o camisa 11 Paçoca acabou marcando um gol, mas foi anulado pelo auxiliar por impedimento.


Um zagueiro com cabeça de bola corre para afastar o perigo. Foto: Fernando Martinez.

Nessa toada, a torcida foi ficando impaciente e o tempo foi passando sem a abertura do placar. Com certeza o técnico Ademílson iria mexer no time para tentar a vitória na segunda etapa. Eu aproveitei o descanso para me encher de água, já que o sol não estava dando trégua por lá. Também aproveitei para conversar com o pessoal do Paulínia FC, todos muito simpáticos com o JP e já nos convidando para voltar lá. O presidente do Boa Vista também foi bastante receptivo e agradeceu nossa cobertura nessa partida.


Falta de atleta do Paulínia em cima de zagueiro do Boa Vista dentro da área. Foto: Fernando Martinez.


Ataque rápido pela direita e boa cabeçada do ataque do Paulínia. Foto: Fernando Martinez.

Já nas tribunas do estádio, vi o segundo tempo começar com o Paulínia tentando furar o bloqueio do Boa Vista mas não conseguindo. O time criava as chances mas não marcava. Mas então em cinco minutos o time resolveu o jogo. Aos 16, depois de um escanteio pela direita, o jogador Cristiano subiu alto e aproveitou bobeira da zaga do Boa Vista e colocou a pelota no canto direito do gol. Muita festa dos jogadores e comissão técnica na abertura do placar.


Detalhe do primeiro gol dos donos da casa, em falha geral da zaga do Boa Vista. Foto: Fernando Martinez.

Aos 18 o time ampliou com Diego Faustino, que recebeu lançamento longo, dominou com classe e chutou de longe. A bola voou baixo e foi parar dentro do gol de Pedro. E aos 21 minutos, o Paulínia fechava a vitória com uma cobrança de falta perfeita de Steven, matando qualquer chance de reação do Boa Vista. O time visitante, que já não levava muito perigo, sentiu o baque e desanimou de vez.


Agora a cobrança de falta que originou o terceiro gol do Paulínia. Foto: Fernando Martinez.

Mas o Paulínia voltou a perder mais gols e a chance de ampliar ainda mais o placar. Nisso o Boa Vista foi chegando e tentou chutar de longe, mas todas sem sucesso. O goleiro do Paulínia não trabalhou em nenhum momento durante os 90 minutos + acréscimos. Ficou claro que o time precisa melhorar bastante e isso é demonstrado no fato da equipe ser a única que ainda não pontuou na segundona.


Mesmo com a boa vantagem, o Paulínia se lançava ao ataque, deixando a zaga dos visitantes à beira da loucura. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Paulínia 3-0 Boa Vista. O Paulínia mostra que é candidato a uma vaga na Segunda Fase, enquanto o Boa Vista fará figuração até o final do certame. Mas o que vale é participar, já que tem muito time aí que nem jogando está. E depois desse jogo, fomos rumo à outra partida do dia, na sessão da tarde.

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário