Procure no JP

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Juventus vence o Jabuca no começo do sub-17

Fala pessoal!

No final-de-semana em que mais uma herdeira do JP veio ao mundo, vamos começar com a leva de matérias com os jogos em que estivemos presentes. Eu comecei a correria no sábado cedo com a rodada inaugural de um dos torneios mais legais que temos para assistir: o Campeonato Paulista sub-17 (e o sub-15 também). Graças a ter ido dormir tarde na sexta-feira, abdiquei do jogo do sub-15, mas a partida na Rua Javari entre Juventus e Jabaquara pelo paulista sub-17 era imperdível.

Muito pois os dois times não disputavam uma partida oficial por um campeonato da FPF havia muito tempo e outra porque já estava com saudade de ver um jogo no estádio juventino (em tempo, já tinha mais de três meses que não aparecia lá). Junto comigo o David e o seu Natal também foram acompanhar o esperado jogo. Já o Emerson, ferrenho torcedor do Jabuca, não esteve presente pois sua filha estava prestes a nascer.

Bom, e feliz em poder entrar no campo sem percalços, fiz as fotos oficiais e exclusivas da partida:


CA Juventus (sub-17) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Jabaquara AC (sub-17) - Santos/SP. Foto: Fernando Martinez.


O trio de arbitragem da partida com os capitães dos times. Foto: Fernando Martinez.

Nos campeonatos sub-15 e sub-17 temos 62 times divididos em 8 grupos. Eram 64 mesmo, com oito equipes em cada um, mas na semana os times do Fernandópolis e do Taubaté desistiram da disputa. E os campeonatos seguem em várias fases até as finais em 14 de dezembro. Ou seja, muitos jogos desses torneios aparecerão durante 2008 aqui no JP. Valendo como registro, o jogo do sub-15 terminou com vitória grená por 1 a 0.

Mas no sub-17 a história prometia ser outra, e já instalados nas tribunas da Javari, vimos um jogão de futebol. Logo aos dois minutos, num lançamento longo para Marquinhos, a zaga do Juventus pediu impedimento mas ele, sem pestanejar, invadiu a área e chutou colocado para abrir o placar para o Jabuca.


Lance do primeiro gol do Jabuca no exato momento do chute. Foto: Fernando Martinez.


Jogadores fazendo careta em disputa de bola. Foto: Fernando Martinez.

O Juventus então sentiu o gol, e durante o resto da primeira etapa viu o Jabaquara dominar a partida, mas ao mesmo tempo perder muitas chances de ampliar. O camisa 11 Marquinhos era o melhor em campo, mas pecava algumas vezes pelo excesso de individualismo. O Jabaquara poderia ter feito mais dois ou três gols que não seria nenhum exagero. Mas o jogo foi para o intervalo com a vantagem mínima para o leão da Caneleira.


Ataque do Jabuca ainda no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo fomos tomar um saboroso café da manhã na lanchonete do estádio regados a coca-cola e salgadinhos. Mais natural impossível. Nesse intervalo também o técnico juventino Nelsinho (aquele ex-lateral esquerdo do São Paulo e Corinthians) tentou acertar o time grená buscando a virada.

E não é que ele conseguiu? A equipe voltou muito mais ligada em campo e passou a encurralar o Jabaquara no seu campo de defesa. Aos 7 minutos então o time chegou ao empate, quando depois de belíssima jogada pela esquerda do jogador Wágner, ele tocou para Felipe, que tirou do goleiro e empatou.


Mais uma tentativa do Jabuca, agora no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

E o time grená virou o jogo aos 11, quando em mais uma assistência de Wágner pela esquerda, a bola foi tocada para Rodrigo, que chutou forte de fora da área e virou a partida. festa na Javari e o Juventus não se acomodou com a vantagem mínima. Aos 16 marcou então o terceiro em outra assistência do nome do jogo Wágner. E o gol pareceu os anteriores, com o passe pela esquerda e o jogador Eric entrando em marcação e fazendo mais um.


Terceiro gol do Juventus, parecido com os anteriores. Foto: Fernando Martinez.

O Juventus então passou a administrar sua vantagem, mas ampliou de novo aos 30 minutos, quando Eric marcou de novo em boa jogada na entrada da área e em mais um passe de Wágner. Juventus 4 a 1. O time grená mostrou bons valores, tanto com o camisa 11 Wágner, o rei das assistências, como no seu ataque, bastante rápido e preciso.


Segundo gol do Jabaquara, mas já era tarde... Foto: Fernando Martinez.

O Jabaquara só foi dar seu primeiro chute no gol aos 32 minutos. E ainda ganhou a chance de diminuir aos 42, em cobrança de pênalti. Na batida, o camisa 11 Marquinhos bateu e definiu o placar final da partida: Juventus 4-2 Jabaquara. O Juventus fez barba e cabelo em cima do Jabuca na Javari e dá boas esperanças aos seus torcedores de um bom campeonato. Para o Jabaquara fica a certeza de que a equipe precisa aprimorar os chutes a gol. Acertando isso, também pode dar trabalho. Mas o campeonato ainda tem muitas rodadas e tudo pode acontecer.

Depois desse jogo fomos fazer então um carreto para curtir o segundo jogo o dia. Dessa vez uma partida da querida segundona paulista!

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário