Procure no JP

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Mais do Módulo II Mineiro, agora em Santa Luzia

Olá pessoal,

Na última quarta-feira a noite, enquanto a atenção da grande mídia estava voltada para a Libertadores e Copa do Brasil, eu decidi seguir até Santa Luzia, localizada na Região Metropolitana de Belo Horizonte, mais precisamente para o Estádio Municipal Victor Andrade de Brito, mais conhecido como Frimisa, onde ocorreria a partida entre o local União Luziense EC e o Ideal FC, de Ipatinga. Infelizmente pelo já tradicional e insuportável trânsito de BH cheguei no estádio às 20h03min, exato momento em que o árbitro dava início a pártida. Assim, não foi possível obter as fotos das equipes posadas.

Antes de falar do jogo em si, já havia lido em alguns endereços eletrônicos, até com certo menosprezo, sobre a suposta má condição do Estádio do Frimisa, mas ao chegar no local me deparei com um estádio que lembra o de muitas cidades pequenas do interior, ou seja, apesar da pequena capacidade o local é muito aprazível e conta com muitas árvores atrás de uma das metas e também da arquibancada. Por isso me senti muito confortável nesse estádio que acabei conhecendo e que sem dúvida, se tiver, oportunidade voltarei.


Disputa de bola acirrada no meio de campo durante a 1ª etapa. Foto: Victor Minhoto.

Já em relação a partida não podemos tecer tantos elogios, pois desde o início as defesas pareciam que iriam superar os ataques. Na verdade as duas equipes começaram o jogo com muita disposição, talvez até em excesso, afinal era grande o número de passes errados pelos dois quadros. Entretanto, com o transcorrer da primeira etapa, o Ideal foi controlando as ações e levando certo perigo a meta adversária, mesmo porque o ataque do União Luziense se mostrava de todo inoperante.

Essa foi a tônica do primeiro tempo, que seguiu sem chances agudas de gol até seu final, deixando a torcida local desapontada, impaciente e um prognóstico nada promissor para o segundo tempo.


Ideal se prepara para cobrança de falta que obrigaria o arqueiro do União Luziense fazer boa defesa. Foto: Victor Minhoto.

Os primeiros minutos da etapa final transcorreram da mesma forma que a primeira, com as duas equipes correndo muito, mas também errando vários passes, o que facilitava em demasia as defesas. Esse ânimo momentâneo do União Luziense não durou muito, pois por volta do décimo minuto a equipe, sem motivo aparente, passou a apresentar uma apatia que irritava a sua torcida.


Equipes prontas para o início do 2º tempo. Foto: Victor Minhoto.

Esse comportamento trouxe sérias consequencias para os locais, a equipe alviverde de Ipatinga passou a dominar as ações e a impressão era que seu gol não tardaria. E foi exatamente isso que aconteceu, aos 24 minutos, após um cruzamento da esquerda, o zagueiro Álvaro Alexandre, camisa 4 do Ideal, acertou uma bela cabeçada que foi defendida pelo arqueiro do União. Porém, antes que a bola caísse no chão, o mesmo jogador desferiu outra cabeçada, agora com endereço certo para o fundo do gol.

Esse gol deixou os apenas 187 pagantes mais irritados com o União Luziense, e as vaias e reclamações começaram a tomar força. A partir deste momento a equipe local bem que tentou se lançar ao ataque, mas não demonstrava qualidade para levar perigo a meta do Idel. Essa situação deixou a torcida mais descontente, o que resultou numa série de ofensas aos atletas de Santa Luzia. Como consequencia a equipe mandante ficou mais nervosa e mais distante do gol de empate, tanto que foi o Ideal quem ameaçou marcar outro gol nos contra-ataques.


No final da partida os ânimos se exaltaram e geraram um princípio de confusão. Foto: Victor Minhoto.

O jogo transcorreu desta forma até seu final em União Luziense 0x1 Ideal. Com esse resultado o Ideal atingiu 15 pontos e deixou seu adversário nesta noite para trás com 13 pontos e apenas uma posição acima da zona de rebaixamento.

Até a próxima,

Victor

Nenhum comentário:

Postar um comentário