Procure no JP

terça-feira, 22 de abril de 2014

Nacional mantém o 100% de aproveitamento na Segundona

Fala, pessoal!

Após 272 dias, finalmente voltei a ver um jogo oficial do Nacional Atlético Clube. pela terceira rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, o time paulistano recebeu o Taboão da Serra no Estádio Nicolau Alayon em busca da manutenção dos 100% de aproveitamento no certame.

Não seria um jogo fácil, já que o CATS, então com quatro pontos e também invicto, estrearia o veterano Paulo César - ex-Fluminense, ex-Santos e ex-Audax, além de ter começado a carreira no próprio Nacional - e prometia surpreender mesmo jogando fora de casa. Só que o Naça também tem suas armas nesse 2014 e apostava numa boa atuação do atacante Sócrates, artilheiro da Segundona em 2013.


Nacional AC - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


CA Taboão da Serra - Taboão da Serra/SP. Foto: Fernando Martinez.


Quarteto de arbitragem da partida definido com o árbitro Cleber Luis Paulino, os assistentes Jumar Nunes Santos e Adriana de Almeida Silva e o quarto árbitro Hemerson Jose Nicoli de Campos junto com os capitães dos times. Foto: Fernando Martinez.

Além de ter sido muito legal voltar a ver um joguinho do Naça dentro da sua casa, a tarde de sábado valeu pela maciça presença de amigos e conhecidos por lá: entre outros, tivemos a presença de Paulo "Shrek", Mílton Haddad numa rara folga, Rodrigo Colucci, o mito dos brechós Cosme, o são-paulino Alexandre e o lusitano Álvaro.


Ataque nacionalino pela esquerda. Foto: Fernando Martinez.

Diferente do que aconteceu na rodada dupla da manhã, o jogo não foi muito bom. A preocupação primordial era se defender e o ataque ficou relegado ao segundo plano. Mesmo assim, o time da casa foi levemente superior ao Cão Pastor. Com poucas emoções e sem nenhum destaque individual, o primeiro tempo terminou como começou.


Mais um ataque local no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.


Agora a vez o CATS investir pelo lado esquerdo do campo. Foto: Fernando Martinez.

No segundo o panorama melhorou um pouquinho e o Nacional chegou mais forte dentro do campo de defesa do CATS. Os locais chegaram a ter uma série de escanteios seguidos pela direita. Num deles, um dos zagueiros taboanenses colocou a mão da bola dentro da área. Pênalti. Sócrates colocou a bola debaixo do braço e foi para a cobrança, mesmo sem a aprovação do técnico Carlinhos.


Zaga taboanense afastando o perigo. Foto: Fernando Martinez.

O camisa 8 bateu bem e deixou o escrete ferroviário na frente do marcador aos 12 minutos. O gol não acordou o Taboão e o Nacional jogou na boa, sem correr riscos. O único senão da atuação nacionalina foi o grande número de gols perdidos, problema que precisa ser solucionado urgentemente.


Sócrates bateu firme e abriu o marcador para os donos da casa. Foto: Fernando Martinez.


O time ferroviário não sofreu sustos e continuou atacando mesmo em vantagem. Foto: Fernando Martinez.

Ao final dos 90 minutos, o jogo terminou em Nacional 1-0 Taboão da Serra. A vitória deixou o time mais líder do que nunca do Grupo 5, cinco pontos à frente de quatro equipes. Isso ainda não significa nada em termos de acesso, mas pelo menos dá um alento aos torcedores do clube, sofrendo pelo quinto ano seguido na Segundona.

O triunfo também trouxe algumas marcas importantes. Primeiro, o time ferroviário manteve os 100% de aproveitamento na Segundona, e melhor ainda, sem sofrer gols. Somando o último jogo de 2013 - o surreal 10x0 contra o SEV - o Nacional chegou a quatro vitórias seguidas sem ver sua defesa ser vazada, algo que não acontecia há 20 anos. Para fechar, é raro ver uma sessão "barba-cabelo-bigode" com três vitórias em três categorias no mesmo dia.

Depois do jogo rolou aquele bate-papo dentro e fora do estádio antes de pegar o caminho de volta para casa. A jornada iria continuar no domingo, mas como meu despertador resolveu não funcionar, fiquei em casa pelo restante do muito bem-vindo feriado de Tiradentes. Futebol mesmo só no final de semana.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário