Procure no JP

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Audax e Rio Branco fazem grande jogo e ficam no empate no Nacional

Fala, pessoal!

Em mais um compromisso às vésperas da extinção, o Audax fez no domingo cedo a segunda partida no Estádio Nicolau Alayon pela segunda fase da Copa Paulista. A equipe paulistana recebeu o Rio Branco de Americana em busca da liderança do Grupo 5 do certame. Foi o 274º jogo oficial da equipe em todos os tempos e o 37º em que estive presente.


Audax EC - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.

Após dois empates atuando fora de casa - contra XV de Piracicaba e o próprio Rio Branco - o Audax queria fazer valer seu mando para deixar encaminhada a vaga para as quartas-de-final. Após o polêmico anúncio da "fusão" com o Grêmio Osasco, o time não perdeu mais. Vale registrar também que essa foi o quinto encontro entre as duas equipes na história, e a equipe paulistana ainda estava invicta (duas vitórias e dois empates).


Rio Branco EC - Americana/SP. Foto: Fernando Martinez.


Quarteto de arbitragem composto por Márcio Roberto Soares, Miguel Ribeiro da Costa, Rodrigo Crosara e Regildênia de Holanda Moura junto aos capitães das equipes. Foto: Fernando Martinez.

De forma surpreendente para muitos, foi a equipe visitante que começou jogando melhor e logo aos 5 minutos tirou o primeiro zero do placar. Rodolfo, camisa 3 do Tigre, foi o autor do tento após completar na pequena área um escanteio da esquerda. A partir daí o equilíbrio foi a tônica da peleja.


Rodolfo, camisa 3 do Rio Branco, no lance do primeiro gol do jogo. Foto: Fernando Martinez.


Ótima chance de gol para os visitantes. Foto: Fernando Martinez.

Mostrando muita vontade, do mesmo jeito do último jogo que acompanhamos contra o Linense, o Audax conseguiu deixar tudo igual aos 37 minutos através do camisa 9 Marcus Vinícius, que fez apenas seu segundo gol na competição. Antes do intervalo, por muito pouco o time paulistano não conseguiu a virada.


Hélton Luiz cobrando falta para o Audax. Foto: Fernando Martinez.


Zagueiro paulistano desarmando Romário, camisa 9 do Tigre. Foto: Fernando Martinez.

Como sempre acontece em dias ensolarados, saí do campo de jogo e fui para as sociais do Nicolau Alayon conferir o segundo tempo. a partida ficou ainda melhor e o Audax pressionou muito o Rio Branco desde o começo buscando passar na frente do marcador. E a virada aconteceu num golaço de André Castro. O camisa 6 acertou um belíssimo chute de fora da área que ainda tocou na trave antes de morrer no fundo das redes. Eram decorridos 19 minutos.


Meio-campo do Rio Branco interceptando passe longo no meio-campo. Foto: Fernando Martinez.

Quatro minutos depois, o jogador Renatinho foi expulso após acertar uma cotovelada no rosto de um jogador do Audax. Na sequência do lance, as famosas "cenas lamentáveis" que tanto gostamos com discussão ríspida entre os técnicos Júlio César (o ex-zagueiro do Guarani e da seleção na Copa de 86) e Fernando Diniz e também entre jogadores e comissões técnicas.


Troca de passes no gramado do Nicolau Alayon. Foto: Fernando Martinez.

Com os ânimos mais calmos e com um atleta a mais, o Audax acabou vacilando e tomou o empate na primeira chance de gol do time de Americana no tempo final. Em boa jogada pela direita, o atacante alvinegro foi derrubado dentro da área. Rafinha foi para a cobrança do pênalti e deixou tudo igual aos 32.


Rafinha fez o segundo do Rio Branco em cobrança de pênalti. Foto: Fernando Martinez.


Ataque rápido do Audax no fim do jogo. Foto: Fernando Martinez.

A peleja permaneceu tendo a equipe anfitriã melhor, mas no final o terceiro gol acabou não saindo. No fim, o placar de Audax 2-2 Rio Branco deixou os paulistanos na segunda colocação da chave com seis pontos, um atrás do XV de Piracicaba e um na frente do Tigre.

Pensei em ficar na Comendador Souza para acompanhar in loco um joguinho da Copa Kaiser. Mas a noite mal dormida pesou e fui para casa dormir um pouco antes de acompanhar um clássico do futebol paulista pela Série A do Brasileiro.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário